Fontes

[RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por James Taylor Evans em Dom Jan 31, 2016 5:34 pm



O Dia Depois de Nevar


- Participantes: James Taylor Evans e Alector Gorgon
- Data: 13 de Março de 2016.
- Horário: 5 horas da tarde.
- Local: Laboratório de Criogenia aplicada à Biologia do Dr. Evans.


✖✖
avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Dia Depois de Nevar

Mensagem por James Taylor Evans em Dom Jan 31, 2016 6:34 pm

O DIA DEPOIS DE NEVAR


"Não é possível, algum desses valores devem estar errados, não é normal uma proteína aparecer na cromatografia, aparecer muito no teste de Bradford e ter uma banda tão curta na eletroforese bidimensional... será que o John fez tudo certo? Não seja tonto James, ele é aluno de mestrado, é claro que deve ter feito tudo certo... Mas por via das dúvidas, é bom pedir para ele refazer todos os testes amanhã de manhã".
Era nessa discussão mental que havia passado toda aquela tarde. Estava tentando redigir um relatório provisório sobre uma das pesquisas que o laboratório estava fazendo naquele momento, mas alguns dados que meus alunos de mestrado havia coletado, não estavam batendo com o que havia sido projetado, e muito menos com a literatura que havia ali. Aquilo cheirava a erro durante os experimentos. E eu iria descobrir por parte de quem e como.
Após duas horas e meia ali, focado naquilo, resolvo fazer uma pausa para esparecer um pouco minha mente. Empurro a cadeira para trás me espreguiçando ali mesmo. Após me levantar, passo a mão em meus cabelos coçando minha cabeça e tentando mandar a preguiça para longe. Caminho até minha janela e olho para fora vendo a tarde que acontecia ali. Era o início da primavera e a neve estava começando a ficar cada vez mais escassa, apesar do tempo ainda estar frio, para minha alegria. Saindo dali, passo no meu banheiro, fazendo uma de minhas necessidades fisiológicas mais básicas, lavo minhas mãos, e volto para o escritório.
Ligo então a cafeteira elétrica, coloco o pó de café e a água, e me sento novamente em minha cadeira, esperando meu café ficar pronto em alguns poucos minutos. Enquanto isso, puxo meu celular e começo a ver algumas mensagens novas nos poucos grupos de Whatsapp que estava, respondendo dois novos e-mails - de um aluno e uma outra pesquisador - que havia recebido naquele curto período de tempo.





Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Dom Jan 31, 2016 7:43 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Os inumanos finalmente começaram a agir.
Aqueles vermes deram inicio a um planto tão ridículo que se eu não soubesse que eram eles por trás disso, apostaria minhas fichas nos Purificadores. Isso me faz lembrar que tenho contas para acertar com aqueles infelizes também, mas esse não era o momento.
O endereço que Gemini havia me conseguido me levou até um laboratório, eu realmente espero que esse pesquisador seja melhor do que o ultimo, se não, mais um corpo seria encontrado no central park.
Observei o local por alguns instantes, só para ter certeza que não havia ninguém ali exceto o tal doutor. O local parecia vazio, exceto por uma janela aberta no terceiro andar.

Coloquei o capuz da jaqueta preta, e criei em seguida três vetores, o que estava abaixo de mim me impulsionou para o segundo e consequentemente o terceiro, tornando possível que eu entrasse pela janela do terceiro andar sem problemas e tão rápido que qualquer um que passasse do lado de fora não iria reparar.
A sala parecia confortável, havia um cheiro de café no ambiente e pouca iluminação e um homem tão distraído com os meios de comunicação atual que não havia conseguido reparar na minha presença.
- Você é o doutor James Evans ? - falo tranquilamente, escorando meu corpo na janela.



218 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma não tão agradável surpresa

Mensagem por James Taylor Evans em Dom Jan 31, 2016 8:08 pm

Uma não tão agradável surpresa


Havia acabado de responder os dois e-mails, e já estava sentindo o cheirinho do café que estava pronto na cafeteira. Coloquei o smartphone em cima da minha mesa e me espreguicei na minha cadeira. Quando estava me levantando e me virando, ouço uma voz atrás de mim perguntando se eu era quem era. Uma voz! Naquele momento, a única coisa que consegui fazer foi:
- AHHHHHH!!!!!!!!
Me virei rápido para trás, batendo minha mão em duas pastas cheias de papeis e espalhando eles no chão ao meu redor; e me deparei com uma figura que aos meus olhos, naqueles segundos de pânico, era assustadora: uma mulher, cabelos negros, pele branca, um pouco mais baixa do que eu, com uma jaqueta nos ombros e um capuz na cabeça, escorada na minha janela como se já estivesse ali a muito tempo me observando!!!
Depois disso, por pelo menos uns três segundos ficara atônito, até conseguir recuperar o controle de meu corpo. Fiz menção de dar um passo para trás mas acabei por trombar com minha mesa e ouvi outra pilha de papeis escorregar para o chão. Ainda assustado, e sem saber o que fazer, enguli em seco e juntei forças para dizer, ainda que gaguejando um pouco no começo:
- Qu-quem é-é-é você? Co-como conseguir entrar aqui?
Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS



Última edição por James Taylor Evans em Dom Jan 31, 2016 9:03 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Dom Jan 31, 2016 8:32 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Arqueei uma sobrancelha ao ver a reação exagerada do homem a minha frente. Papéis voavam para todos os lados, o som alto do esbarrão na mesa e mais papéis indo parar no chão.
- Vocês são realmente muito engraçados. - comentei, apreciando o susto que o homem havia tomado. O desespero daquele súbito encontro havia me deixado com vontade de torturar aquele homem. Se com um susto ele já havia se mostrado capaz de me entreter, imaginar como seria tortura-lo me fez morder o lábio inferior.
"Foco Alecto, pense nisso depois do doutor lhe ajudar."

Suspirei fundo me concentrando no que realmente havia ido fazer, retirei o capuz e sorri, um típico sorriso de quando estou prestes a fazer um pedido que se negado, resultará em um corpo no central park.
- Devo presumir que pela sua reação você seja realmente o doutor James. - me afastei da janela andando na direção do homem, tomava cuidado para não pisar nos papéis. A cada passo dado na direção do homem, eu sentia que já havia lhe visto antes. Não parei para pensar realmente naquilo, não era importante.
- Você deveria estar me perguntando o que eu quero aqui, Doutor. - eu havia ficado tão próxima do homem que precisava olhar um pouco para cima para continuar a encara-lo.
- Quem eu sou, não é uma informação muito importante para você neste momento. - passei os dedos pálidos sobre o rosto do homem e me afastei, sentando sobre a mesa dele e balançando as pernas de um lado para o outro.


259 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Você quer algo de mim...

Mensagem por James Taylor Evans em Dom Jan 31, 2016 9:30 pm

Você quer algo de mim...


Ouço a mulher dizer que éramos todos iguais e pergunto a mim mesmo, em silêncio, se ela fazia aquilo com tanta frequência assim para poder falar daquele jeito. Além disso, minha cabeça martelava ainda como ela poderia ter entrado ali sem eu ter visto. Até ver a janela aberta atrás dela... mas isso iria requerir que ela soubesse voar... pelo menos era assim que pensava.
A moça então retira o capuz e avança para mim, como um leão avançava para uma presa que estava paralisada. Sentia que naquele momento uma fina camada de gelo começava a se formar em minha pele, começando pelo meio do tórax e avançando lentamente. Respirando fundo, tento me acalmar e entender o que estaria acontecendo ali.
"Calma James, ela somente deve ser de mais um daqueles grupos... mais um atrás de você por alguma motivo", pensava, respirando fundo e tentando conter meus poderes. Foi quando ouvir a mulher presumir que eu realmente fosse o Dr. James Evans. Em um ímpeto, sem saber de onde ou como havia vindo, digo:
- Se tivesse entrado pela porta como todos fazem, teria visto a placa e saberia quem sou - Assim que termino seguro minha respiração sem saber porquê havia feito aquilo. Ouço então ela falar que eu devia perguntar o motivo dela estar ali e não quem era, vejo ela chegar perigosamente perto de mim, a ponto de conseguir encostar a mão em meu rosto e eu ter que olhar para baixo para conseguir ver seu resto. E só nesse momento consegui ver seus olhos, entendo que ali não era qualquer um... aqueles olhos transpareciam o perigo... o perigo de se lidar com aquela moça. E no meio de tudo isso, sentia uma estranha sensação, uma sensação de já ter passado por aquilo outra vez, quase como um deja-vú.
Após isso, vejo ela se afastar e se sentar em cima de minha mesa logo ao meu lado, ficando a balançar as pernas. É nesse momento que consigo soltar a respiração, e colocar minha mente no lugar: "Se ela está aqui é porque quer alguma coisa de mim... precisa de mim para algo... o que posso usar por um tempo para me prevenir... vamos tentar terminar isso bem... e sem pesares". Respiro fundo e lentamente várias vezes seguidas, reprimindo meu poder, e me acalmando um pouco. E então e começo a dizer:
- Se você está aqui, é porquê quer algo de mim, isso é óbvio.Ninguém faria uma entrada desta a toa... - durante isso me virava e ia para o lado de de minha mesa onde haviam caído meus papéis, mas ainda prestando atenção hora ou outra com o canto de meus olhos para ver onde a mulher estava - ... e se seu nome não me diz respeito, me diga pelo menos como chama-la, senhorita... - termino, colocando os papéis dentro de suas respectivas pastas e estas em cima da mesa, e partindo para a outra pilha, que para meu pesar estava caído logo ao lado de onde a mulher estava sentada na mesa.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Seg Fev 01, 2016 3:18 am


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Balançava as pernas despreocupadamente enquanto continuava sentada na mesa do homem, apenas observando ele recolher seus papéis que agora estavam todos bagunçados. A forma com que ele havia comentado sobre entrar pela porta tinha sido divertido, aquele homem não parecia ser tão frio no final das contas.
Olhei para a janela por um momento, a "entrada" como ele havia chamado não havia sido proposital, mas aparentemente seres inferiores tendem a acreditar que tudo o que fazemos tem um significado oculto. Bem, no meu caso, eu simplesmente odiava elevadores.
- Me chame de Scorpion, é mais do que o necessário Sr. James. - falo tranquilamente, observando ele tentando arrumar uma pilha de papéis. Sinceramente, se fosse eu, já teria contratado alguém para cuidar daquilo.

Estalei a língua de forma impaciente, revirei os olhos irritada com a paciência daquele homem com os  papéis e respirei fundo.
- Tem razão, estou a procura de algo. Mas pelo amor dos Exus, largue esses papéis. - a forma como tudo aquilo havia ficado bagunçado fazia minha cabeça girar enquanto perdia o foco do que havia feito lá. sacudi a cabeça de um lado para o outro e respirei fundo, não, aquele não era o momento para mais uma crise de organização.

- Sr. James, Eu estou com um problema e espero que possa me ajudar. - retiro do casaco do bolso uma vidrinho contendo um gás roxo. - Preciso que analise esse gás, e encontre uma forma de inutiliza-lo. - com um sorriso nos lábios, ofereço o vidro ao homem - Se você for um mutante, sugiro que não aspire isso ai. - falo assim que ele pega o vidro, enquanto analisava sua expressão.


279 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"Será argônio?..."

Mensagem por James Taylor Evans em Seg Fev 01, 2016 1:58 pm

"Será argônio?..."


"Scorpion... com certeza é um apelido e não um nome.... ninguém pode se chamar assim" pensava enquanto ouvia a mulher falar, tentando deixar aqueles papéis em uma mínima ordem para organizar depois, ou pelo menos tentar, pois não sabia o que iria me acontecer dali para frente. Parecia que o dia anterior inteiro que havia gasto organizando aquilo, tinham ido por água abaixo, pois novamente ali estavam os papéis, extremamente bagunçados.
Foi quando ouvi ela estalar a língua e confirmar que precisava de minha ajuda para algo, seguindo por uma reclamação de impaciência comigo arrumando os papéis. Me acalmando e acelerando ali, acabei de juntar todos e me levantei colocando-os em cima da mesa, do outro lado dela. Enquanto fazia isso disse:
- J-já acabei... - gaguejo no começo mas embalo depois - Mas se não tivesse me assustado daquele jeito, isso não teria acontecido - quando terminei, olhei ainda um pouco assustado para ela, notando que ela estava sacudindo um pouco a cabeça.
Em seguida, sento-me em minha cadeira um pouco para o lado da mulher deixando a frente livre para ela sair e andar. Ouvi então ela dizer algumas palavras e peguei o frasquinho que me ofereceu, com minha mente esquecendo um pouco aquela situação e já focada no que havia ali dentro disse sem perceber e quase que inconscientemente:
- Não, não se preocupe com isso... - enquanto minha cabeça fervilhava de perguntas, "O que será isso? Tem um brilho roxo, que estranho. Um gás? Roxo? Será argônio? Não, não pode ser só argônio. Se é algo tão simples assim ela não teria vindo aqui. Será que há algo mais misturado ali? Acho que consigo dissolver isso aqui em água... apesar de ficar em uma concentração baixíssima...", pensava olhando bem para o vidrinho, chacoalhando-o levemente, olhando-o contra a luz.
Quando voltei a mim, segurei firme o recipiente e comecei a fazer outras perguntas que minha mente se fazia já:
- Qual o problema com o gás? Por que quer inutiliza-lo? Qual seria o problema se eu fosse um mutante? - a cada segundo, mais perguntas surgiam para mim.
Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Qua Fev 03, 2016 12:42 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Mesmo vendo que eu estava visivelmente irritada com toda aquela demora, o homem não para antes de recolher todos os papéis e coloca-los sobre a mesa, reclamando do susto em seguida.
- Não coloque em mim a culpa do seu desespero. - falo de forma debochada como resposta a sua frase.
Era evidente que aquele homem não era uma pessoa comum, ele era sério, centrado e quando mostrei o vidro com o gás ficou com um brilho nos olhos, um brilho parecido com o que eu fico quando estou torturando alguém.

Ele balançava o vidro de um lado para o outro, colocava contra a luz, quase dava para escutar seus pensamentos indo ao delírio. Aquilo era realmente engraçado de se ver. O cheiro de café no local chamou minha atenção. Olhei em volta do lugar até encontrar a cafeteira e deu um pulo da mesa, indo até lá e me servindo de uma xícara.

O cheiro do café era muito bom de se sentir, principalmente quando se está a dois dias sem dormir atrás de ratos como aqueles inumanos. Deu um grande gole, queimando a língua e fazendo uma leve careta.
- Esse gás está espalhando um vírus. - falo séria, dando outro gole de café. - Quando um humano comum o aspira, ganha poderes. Mas até agora não vi um caso que resistiu a mudança. - Ando até a janela, o vento que entrava por lá deixava o clima bastante agradável, bem diferente daqueles dias de sol insuportáveis do mês passado.
- Quando um mutante aspira isso, ele se torna estéril. - Abro um sorriso sádico no rosto ao terminar de falar, ele como doutor já deveria ter entendido toda a situação, e eu estava disposta a tortura-lo caso ele se recusasse.


293 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por James Taylor Evans em Qua Fev 03, 2016 3:08 pm

"E se caso eu..."


Somente depois de fazer minhas perguntas para Scorpion, foi que percebi que ela não estava mais ali, sentada em cima na mesa, e sim servindo-se do meu café. Vendo-a ali, enchendo uma xícara de café, até parecia uma mulher comum, normal, e não aquela pessoa que tinha a capacidade de passar o medo somente pelo modo como olhava para os outros.
Esperei ela acabar de encher sua xícara, mas antes que eu pudesse falar alguma coisa, ela já levou-a aos lábios, tomando o café quente, e provavelmente queimando a língua, pela careta que fez:
- Desculpe, deveria ter avisado que estava quente, acabei de passa-lo - falei. Após aquilo, ela começou a me contar sobre o que havia naquele gás e o que ele fazia, andando até a janela e ficando por ali, saboreando o café. Quando Scorpion termina de falar, comento:
- Caso queira açúcar, tem no pote azul perto da cafeteira... está tomando ele totalmente amargo... - e volto para meus pensamentos. Para tentar me concentrar mais naquilo, me levantei e comecei a andar pela sala, até chegar no ponto de andar de um lado para o outro do escritório, ,murmurando em frente a minha mesa, perto da porta.
"Então, realmente tem algo misturado ao gás, um vírus... que ainda por cima consegue dar poderes para humanos e esterilizar mutantes... acabando por matar os humanos no processo, e impedindo que mutantes possam se reproduzir quase como uma..." - ...Arma genofágica... - comento mais para mim mesmo do que para a mulher. "Mas se é um vírus e faz isso com as pessoas, deve ser algo fácil de alterar... seu código genético deve ser algo que provavelmente alguma coisa simples e essencial no DNA das pessoas. Talvez a ponta das telófases..." penso comigo mesmo caminhando e olhando hora ou outra para o frasco em minhas mãos, "Qual será o efeito em mim? Me matar... ou me esterilizar, não sou um mutante... mas tenho poderes...".
Depois daquela breve discussão mental comigo mesmo, paro e olho para Scorpion, me aproximando de minha mesa e deixando esta, a cadeira e um pouco de espaço, entre mim e a mulher:
- Digamos que eu aceite isso... o que vai acontecer depois? Tanto a mim, quanto aos que produziram isso? - falo mostrando o frasco - E caso eu negue...? - pergunto, tentando manter o tom de voz estável, talvez confiante, mas sem muito sucesso.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Sex Fev 05, 2016 4:05 am


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Por um breve momento fui tomada pelas lembranças da minha antiga viagem. O calor do Hawaii, o sol, as ondas, aquele local poderia ser chamado de paraíso se não fosse pelo sol, a areia e a água salgada do mar.
Lembrar de ter voltado de uma missão toda queimada, com marca de biquíni, e o cabelo avermelhado não me agradava, mas pelo menos, a missão havia sido um sucesso e eu havia aprendido a surfar.

Fui tirada de minhas lembranças ao escutar o doutor comentar sobre o açúcar, dei mais um gole no café e me apoiei novamente na janela, podendo olhar o homem nos olhos.
- Eu não gosto de açúcar. - Eu sei, eu sei, era um comentário desnecessário, carregado com uma frieza desnecessária. Mas fazer cerimônias e manter um nível básico de educação formal já havia saído da minha lista de prioridades a muito tempo.

Observando cada movimento daquele homem, ele parecia realmente ser alguém diferente, pelo menos diferente dos babacas que eu havia encontrado antes, que mal conseguiam pensar no gás e nos seus efeitos, mas o Sr. James a minha frente parecia ser totalmente o oposto. Andava de um lado para o outro da sala, quase dava para escutar seus pensamentos borbulharem dentro de sua mente, enquanto ele rodava sem rumo dentro do local.
Pacientemente eu aguardei que o homem pensasse naquela situação, eu sempre agradeci por não ser uma telepata, mas aquele era um dos raros momentos que tal poder seria útil.
Acompanhei com o olhar o homem se aproximar novamente da mesa, ele não parecia mais tão pensativo, ao contrário, parecia estar reunindo coragem para alguma coisa.

Arqueei uma sobrancelha ao escutar as perguntas que o homem fazia, pensei por um momento em uma resposta que não soasse como uma ameaça, já havia visto com meus próprios olhos os erros que doutores daquele tipo poderiam cometer caso trabalhassem sobre pressão. Mas que se focídio. Dei de ombros e me afastei da janela, me aproximando novamente do homem.
- O senhor não entendeu o que eu vim fazer aqui. - falo tranquilamente, deixando um sorriso aparecer no canto dos lábios.
- Se você não me ajudar, irei brincar de bola de gude com seus olhos, fazer você engolir os próprios dedos e depois vou te estripar e esquartejar. - Dei mais um gole no café, e coloquei a caneca sobre a mesa. - Se cooperar e solucionar o meu problema, eu desapareço da sua vida, dou fim nos vermes que estão liberando esse vírus por ai e o senhor volta para sua vidinha de professor ou o que quer que você faça. -
Nem tudo aquilo que eu falava era verdade, embora a ideia de desaparecer e deixar o homem vivo fosse o plano A, eu ainda estava tentada a aplicar o plano B aquela situação. Algo naquele homem me fazia querer faze-lo gritar, chorar, implorar, mas até o momento, a missão era meu único objetivo.


492 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fail

Mensagem por James Taylor Evans em Sex Fev 05, 2016 2:25 pm

Fail


Já não esperava uma resposta muito agradável vinda de Scorpion, pelo modo que nossa conversa havia começado. Tinha feito a pergunta mais para saber até onde ela seria capaz de ir. E não gostei muito quando descobrir. Parecia que estava lidando ali na minha frente com um dos psicopatas que tanto ouvi em uma palestra no último congresso de neurociência que havia ido.
Ao ouvir aquelas palavras serem proferidas, e ver a mulher começar a se aproximar de mim, tentei me mover um pouco para trás, mesmo sabendo que se caso ela quisesse fazer algo contra mim, aquela mesa não ia pará-la, entretanto, estava tão amedrontado que não conseguia nem mesmo me mover. O medo tomava conta de meu corpo.
Após ela acabar e depositar a xícara em que bebia café em cima de minha mesa, respirei fundo buscando alguma coragem que ainda não havia perdido ou já usado, e arrumando minha postura tentei dizer na voz mais firme que tinha:
- Não sei porquê não estou surpreso co-co-com isso - falava, sentindo gaguejar ainda assim - Ma-mas não se preocupe, vou fazer o que você me pediu e não va-va-vamos ter que chegar nesse po-ponto - disse pegando o frasquinho novamente e indo até uma porta na lateral de minha sala que levava até uma espécie de laboratório "particular" meu. Não era tão completo quando o que desenvolvia as principais linhas de pesquisa do laboratório per se, mas tinha uma certa aparelhagem básica para quando eu queria testar algumas hipóteses de projetos meus.
Entro na sala lateral, me dirigindo até uma máquina, onde após liga-la, destampo o frasco que Scorpion, havia me dado, e plugou rapidamente em um dos pontos da máquina.
"Espero que a dissolução consiga ocorrer e que não fique em uma concentração tão baixa" penso, voltando para a minha sala, mais exatamente na porta entre as duas salas, perguntando para a mulher:
- Para quando você precisa disso?

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS

avatar
Localização :
Nova York

Mensagens :
142

Dólares :
2825

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Alecto Gorgon em Qua Fev 10, 2016 6:10 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


O pânico estampado em seu rosto me fazia sorrir como um criança sorri ao ver um doce.
Eu não estava falando assim tão sério sobre o que eu faria com ele, tinha outras coisas em mente antes de tortura-lo fisicamente, mas ele não precisava saber disso.
O medo é o melhor combustível para o ser humano, e para minha sorte, eu sabia muito bem como assustar esses vermezinhos mortais.

Acompanhei com o olhar o homem se afastar e entrar em uma salinha, logo depois de confirmar que me ajudaria. Sinceramente, não estava com paciência para demorar mais naquele local, eu estava com fome e louca por uns tacos bem apimentados.
Senti minha barriga roncar de fome e levei a mão até ela. Suspirei profundamente enquanto aguardava James voltar.

- Me ligue quanto conseguir um resultado. - falei, entregando um cartão apenas com um número de um celular pré pago.
- Você tem até o final da semana. - falo sorrindo, passando meus dedos finos sobre seu rosto e finalmente me afastando.
- Até mais, James. - Crio um vetor negro abaixo de mim que me impulsiona rapidamente pela janela para outro vetor, e outro, e outro, até finalmente parar sobre o telhado de um prédio e seguir meu próprio caminho.
Estava na hora de ir comer tacos.


217 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
186

Dólares :
3012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Gambit em Sab Mar 26, 2016 12:24 am

RP Finalizada e PF's entregues
avatar
Localização :
Em algum lugar no universo.

Mensagens :
61

Dólares :
2700

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] O Dia Depois de Nevar

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum