Fontes

[RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qua Maio 18, 2016 2:09 am


A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS
RP FECHADA


O ato de vandalismo de D'yer recebera certa atenção da mídia e no dia seguinte virara notícia em alguns telejornais. Em seu abrigo improvisado, localizado em algum lugar esquecido da cidade de Nova York, os poucos mutantes refugiados comentavam sobre o fato. Algo era certo, eles não permitiriam que todo esse sensacionalismo afetasse sua coragem e confiança na revolução e contavam que a garota deixasse isso bem claro.

Katzmann, a fera que na madrugada anterior se viu envolvida profundamente naquela confusão, também acompanhou toda sua repercussão, ainda conhecendo um detalhe preocupante: seu DNA mutante havia sido coletado na sala dos sinos e passava por testes.

Tanto Gustavo quanto Lana sofriam com as consequências da noite passada e reagiam ao seu modo. O que eles não faziam ideia era de como a notícia havia despertado a ira de religiosos extremistas, mas logo descobririam...

Como nada poderia parar, Lana mais uma vez saiu para 'pregar' seus ideais, dessa vez em uma praça do Brooklyn. Para sua falta de sorte, próximo ao local um grupo de protestantes saia de uma reunião em uma igreja próxima. Bastaram poucos minutos para eles avistarem algumas de suas frases pró-levante e terem um acesso descontrolado de fúria. Porém, o destino novamente tratou de reunir a jovem e o felino. Gustavo não estava muito afastado do local e ao perceber a movimentação estranha, decidiu investigar, reencontrando a mascarada que acabou por lhe render muitos problemas...


Participantes:   Lana D’yer Elrien & Gustavo Katzmann
Data:  Atemporal/Um dia após o 'ataque' à Ruverside Church
Clima:  Frio / 9 graus
Horário:  Por volta das 11:00hrs
Local:  Grand Army Plaza, NYC e outros locais

>> RP FECHADA EM ANDAMENTO  <<


Creado por Frozen •
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Qua Maio 18, 2016 8:42 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Como eu havia previsto, toda aquela confusão na Riverside traria consequências no dia seguinte. Não esperava que fosse tanto pra mim, que tive que ficar um tempo na enfermaria fazendo alguns exames, que por sorte constataram que está tudo normal. Mas as redes televisivas, no que pude ver após acordar de meu estado feral e estar renovado, estavam noticiando e alarmando todo aquele ocorrido. E pude ver que eu tinha deixado rastros e estavam coletando amostras do meu sangue. Isso não era nada bom.

- Nota mental: Levar desinfetante e flanela e deixar duas adagas na base

Esperei a noite cair e, quando chegou a hora, saí novamente da base, com destino à igreja. Estava carregando menos peso dessa vez, tinha comigo apenas minha submetralhadora, minha Sig Sauer e algumas adagas. Deixei a foice e a katana em casa, pois pra essa missão preciso chamar o mínimo de atenção possível.

Correndo pelas sombras, percebo uma movimentação estranha, nas proximidades da igreja. Olho para as pessoas, elas pareciam estar revoltadas e gritavam palavras de ordem. Elas caminhavam juntas e pareciam ir para algum lugar. Resolvi, então, segui-las de longe, pois aquilo me cheirou a confusão. Provavelmente algo de errado aconteceria. E eu poderia esperar pra mexer na igreja e ir atrás dos que roubaram meu sangue.

OFF:
Informações:

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qui Maio 19, 2016 12:36 pm



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS
/div>

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
De pé, recostada sobre a parede e de braços cruzados, eu assistia com atenção mais uma vez falarem sobre o meu ataque à igreja de Riverside. Não esboçava nenhum tipo de animação, pelo contrário, meu semblante mantinha-se rígido, reflexivo e preocupado. Meus refugiados estavam vidrados na tela do computador, sentados lado a lado, cochichando sobre tudo o que ouviam, já Lex mantinha-se afastado dos demais, sequer olhava para as imagens das pichações, mas eu tinha certeza de que ele ouvia aquelas palavras...

'A polícia suspeita de um ataque mutante. Testemunhas alegam terem ouvido rugidos no interior da igreja. As frases escritas nas paredes são semelhantes às usadas pelo mutante denominado Profeta. Seu incentivo a favor de uma reação mutante vem ganhando força na internet. Foi encontrado sangue no local e uma amostra foi mandada para exame laboratorial. Se constatado DNA mutante, a polícia promete vigília noturna reforçada para que todo cidadão do bem possa dormir com tranquilidade e qualquer mutante que demonstrar atitudes suspeitas poderá ser contido pela população. Agora vamos ouvir o desabafo de um dos frequentadores da Riverside Church.'

Na tela do notebook, um senhor de meia idade apareceu. Ele mostrava uma expressão furiosa e falava quase aos berros.

'Como se não bastasse matar nossa gente, agora eles tentam denegrir nossa fé. Esses mutantes não são de Deus, eles precisam ser purificados.'

- Parem de assistir isso, é só besteira. - Lex fechou a tela do computador, arrancando reclamaçôes sobrepostas de nossos refugiados. No total éramos em cinco, um grupo ainda pequeno, mas tínhamos uma grande vantagem sobre os outros, ali era um por todos e todos por um.

Joguei meu cabelo para trás, estava nervosa. Eu tinha uma criança de 8 anos naquele meio, o local não era confortável, tudo acontecera exatamente como o homem tigre dissera e eu tentava encontrar uma solução para todos nossos problemas. Desde o principio estava disposta a encarar todas as consequências, mas não esperava que todos suspeitassem justamente do felino.

- Isso não está certo. - deixei que meus pensamentos escapassem de forma audível a todos.

- O que não está certo, Laninha? - essa era Cassidy perguntando, a pequena e graciosa garotinha que se transformava em fada. Ela tinha uma inocência e esperança que sempre nos incentivava a acreditar no melhor, era a mais antiga no grupo, a primeira que Lex e eu resgatamos, mas ao mesmo tempo a mais criativa e corajosa entre todos nós.

Eu não sabia se deveria ou não responder àquela pergunta, na verdade não sabia o que fazer a partir dali. Aquela estação abandonada de metrô era úmida e fria, vivíamos como ratos e eu me perguntava de onde tiraria a liberdade que tanto buscavamos. Comecei a duvidar de tudo, de mim, de minhas atitudes...

- Você deve se manter firme, com fé em suas ações. Sempre soubemos que tentariam transformar nossa luta em algo negativo, mas sabemos que não é. - esse era Lex novamente. Como sempre ele sabia exatamente como eu me sentia.

- O que está acontecendo, Lana? - Kurt, o nosso 'menino cérebro' me perguntou. Não consegui mais me calar, eles pareciam não se importar com o local em que viviam, mas eu não aceitava isso para eles. Impulsionei meu corpo para frente, caminhando em meio a todos que me olhavam.

- Vocês já perceberam o lugar que estão? Vêem que a cada ato que fazemos, a repercussão sempre é negativa? O que quero é abrir os olhos do mundo, mas sempre tem essas mentiras que contam... Eu não sei se estamos agindo certo.

- Minha falecida mãezinha sempre dizia que a mentira tem perna curta. - comentou Cassidy.

- E ela estava certa, pequenina. - Britney falava pela primeira vez. Ela era a médica do grupo, a mais velha, aquela que tinha o poder da hemofilia e que poderia fazer qualquer um sangrar até a morte. E ela continuou.

- Lana, não vamos fazer um omelete sem quebrar os ovos. Eu vejo aqui o que sempre aconteceu. Qualquer coisa errada, culpam primeiramente os mutantes, mesmo sem terem nada de concreto. Ao invés disso te abalar, deveria te motivar a pensar ainda mais alto. Vamos continuar fazendo barulho. Uma hora a verdade vem à tona, uma hora atingiremos um ponto crítico de toda essa manipulação. Só não podemos desistir, nem começamos de verdade.

- Contamos com você, Nyxer... Você parece a estrelinha que mais brilha no céu. Sempre que estrelas brilham no céu é anúncio de boas mudanças.... - Cassidy falava, mas como na maioria das vezes suas palavras não tinham sentido...

Olhei para Lex como se esperasse que ele também participasse daquele 'coro', mas o moreno apenas sorriu de canto, erguendo uma de suas sobrancelhas como se falasse 'Eles já disseram tudo por mim'.

- OK, então temos uma missão para hoje... - anunciei, agora muito mais confiante. Todos me encararam com atenção.

Durante toda manhã, tarde e começo de noite, planejamos nossa ação que iria acontecer na madrugada. Eu não conseguia aceitar a ideia de que alguém levaria a culpa pelas minhas ações e também não estava disposta a permitir que usassem o DNA do tigre para propagar ainda mais o ódio. Nós iriamos roubar aquela amostra de sangue. O mais difícil foi definir qual o laboratório mais provável para onde a amostra coletada deveria ter sido enviada, mas após algumas cogitações, Kurt com a ajuda de Britney concluiu qual seria....

Então ficou decidido que essa seria nossa primeira ação em grupo. Mas antes eu deixaria uma mensagem e todos saberiam que humanos e mutantes poderiam sim lutar do mesmo lado.

A madrugada caíra e eu sai na companhia de Britney. Por ser a mais velha, ela era a única capaz de dirigir além de Lex. Com uma ajudinha minha furtamos um carro que ajudaria nos nossos planos. Mas o 'grande ato' só aconteceria a partir das três da madrugada, antes eu deixaria mais mensagens em um ponto importante de Nova York. O ponto escolhido foi o Grand Army Plaza, seu imponente arco receberia uma decoração especial naquela noite.

O vento frio ouriçava meus pêlos e junto ao nervosismo me fazia tremer. Os borrões feitos por spray negro, borrões que não eram tão bonitos, ficaram trêmulos, mas eu deixei marcadas algumas importantes mensagens naquela noite, dentre elas estavam: 'Nenhuma mentira permanecerá como verdade durante muito tempo;'Nenhum povo inteligente se permite aprisionar'; 'Não faremos desse mundo um lugar para mutantes ou humanos, juntos faremos dele um lugar para liberdade'.

Havia terminado mais cedo devido ao compromisso com meus refugiados. Relembrava da noite anterior, eu repetia os mesmos passos, guardava minhas coisas dentro da mochila e estava pronta para deixar o local, no entanto, mais uma vez fui surpreendida.

'Fuja, Lana. Eles são loucos.' uma voz longínqua e fraca ecoou em minha mente, mas eu já havia sido vista.

Acabei perdendo certo tempo parada, a observar um grupo de cinco pessoas que seguiam em minha direção. Eles faziam movimentos bruscos e pareciam discutir entre si. Permaneci imóvel por mais alguns segundos e quando por fim pude vê-los com mais clareza, percebi que carregavam bíblias e pedras, além de se vestirem de maneira semelhante, sempre com uma calça escura social e blusa listrada, com mangas longas, abotoada até o ultimo botão do pescoço. Aquele era um grupo de religiosos.

- Eu disse, é um daqueles mutantes vândalos. Talvez até um dos que picharam a igreja de Riverside. - vociferou o homem que vinha à frente.

- Essa raça maldita quer manchar nossa imagem e nossa fé. - berrou outro. Naquele momento estavam a pouco mais de dez metros de distância. O maldito zíper da mochila havia emperrado e perdi mais tempo para fechar, mas já acelerava o passo, enquanto isso eles só se aproximavam.

- Deus criou a raça humana para prosperar nesse mundo, aberrações como você são obra de Satanás. - uma nova voz se pronunciava, deixando-me cansada por apenas ficar ouvindo calada. Eu tentava fugir como sempre, mas se permanecesse dessa maneira nunca teria uma vitória real. Parei repentinamente.

- Mutantes mancham sua imagem? Não seria necessário ninguém para fazer isso, vocês mesmos o fazem. Já se ouviram falar? - finalizei minhas primeiras frases enquanto sorria ao pensar na palavra 'Satanás'. Era patética a mania do mundo acreditar em um bichinho cifrudo, de rabo pontudo, que perde seu tempo tentando 'levar a humanidade pro mau caminho'. Humanos já sabiam exatamente como percorrer esse caminho...

- Estou ouvindo muito essa palavra 'aberração' nos últimos dias. No entanto, as únicas que vejo estão aqui e são em um número de  cinco.

O grupo se entreolhou, e então eu vi as pedras se levantaram, eles iam atacar.

- Droga! - murmurei. Já havia passado da hora de fugir, mas ainda assim tentei. Eu tinha evitado usar minhas habilidades sombrias para não dar mais munição àquela gente lunática e realmente desejava me manter dessa forma, só não sabia se seria possível.

Corri de maneira desvairada, os homens gritavam palavras de ódio e  xingamentos. Ouvi claramente 'demônio' e 'projeto de Satã', essas palavras me fizeram lembrar do passado quando era agredida tanto verbal quanto mentalmente, mas as lembranças não pararam por aí, foram muito além, parecendo capaz de me levar a uma outra época.

- Maldita bruxa, você merece a morte.

- O inferno é seu lar, você deve voltar para ele.


Tais vozes ecoavam em minha mente e eu já não sabia o que era real ou lembranças. Senti uma pedrada atingir meu ombro direito e pelo impacto acabei me desequilibrando e caindo. Olhei para trás, o grupo se aproximava, mas suas vestes pareciam mudar, assim como o ambiente ao meu redor. Tudo pareceu mais antigo, de outro século, eu só tinha certeza de que estava presa em um beco sem saída.

- Contente-se com as pedras, as tochas guardaremos para outra... - um dos homens disse, aproximando-se. Eu encarei seus olhos frios, permanecia caída, agora tendo as vozes das sombras falando em minha mente.

'Quanto tempo irá permanecer sem fazer nada? Liberte sua energia negra, liberte Annya.

Já desestabilizada, senti a energia obscura correr em minhas veias e então tudo aconteceu...

'Ela está de volta. Será que nos liberta hoje?'

'Vamos torcer. Faz tempos que não esquartejo religiosos imundos...'
[/color]

Essas eram as vozes, sempre abusadas e esperando para serem libertadas pela minha face negra.

- Olha os olhos dela... - alguem gritou referindo se a mim, naquele momento eu deveria estar com meus olhos cor de púrpura, sinal de que Annya estava no comando. Sorri, já não sentia mais medo, sequer cogitava poupar aqueles monstros.

- Joguem as pedras! - o que estava bem perto de mim gritou, mas ninguém ali teve o privilégio de fazer o que ordenara, nem ele mesmo. Uma revoada de pássaros negros surgiu e voou diretamente na direção do quinteto. Naquele momento estavam misturadas, concentraram-se sobre a cabeça dos homens e enquanto algumas tratavam de me defender, outras abriam cortes no rosto e no pescoço de todo o grupo.

- Ahhhh... O que é isso? - alguém gritou.

- Permaneçam firmes, não permitam que a bruxa mutante afetem vossa confiança no Senhor. - o homem que estava próximo de mim berrou, tentava estapear meus pássaros, mas apenas se feria com isso.

Aproveitei o momento para retirar meu bastão elétrico da mochila e me levantar.

- Hm... Parece que as ovelhinhas desgarradas não deveriam ter cruzado meu caminho. - disse em uma ironia que não era minha.

- Tenho uma péssima notícia. O bom pastor não virá para salvá-los essa noite, e nem nunca. - ao terminei de falar, golpeei o primeiro homem no pescoço. Ele berrou e caiu, tornando-se presa fácil para mim, que o torturei lhe dando choques ainda em seu pescoço.

- Ajudem-me. - ele implorou.

- Mexeu com a bruxa errada, seu idiota! E um esclarecimento, eu não sou mutante.






◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Lana está usando a máscara estrelada q VC já conhece.
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Qui Maio 19, 2016 8:15 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Sabe aqueles momentos em que você, por mais que tenha certeza de algo que está dizendo, quer muito estar errado? Pois então, esse é um dos instantes. Por mais que eu tivera insistido de que fazer aquilo só causaria mais problemas, a garota tinha me ignorado. E agora? Agora eu vejo um grupo de religiosos revoltados fazendo uma marcha.

De repente, de longe, assistia o início de uma confusão. Ainda conseguia ouvir mais gritos de palavras de ordem, então resolvi agir. O que eu podia ver era cinco pessoas contra um... pichador. E, de repente, essas pessoas eram atacadas por... pássaros negros.

"Essa menina gosta de me ferrar..."

Sem pensar muito, corro na direção do Grand Army Plaza, e posso ver ela atacar um deles, quase matando-o. Sem pensar, salto na direção dela, a jogando para o lado, e fico de frente para os religiosos, dando um rugido que faz com que eles parem.

- Vocês falam em nome de Deus, mas pregam a desunião e tentam matar aqueles que são diferentes? - indago, ofegante e com as garras pra fora. Observava os religiosos, eles pareciam muito assustados.

O que estava deitado ia tentando voltar para o grupo se arrastando pelo chão mesmo. Eu o encarava, rosnando, e via ele desesperado.

- É ele... - escuto um deles dizer - Ele é o satanás

- Querem associar minha imagem ao cara lá de baixo? Vocês é que estão aqui a mando dele. Estão fazendo totalmente diferente do que Jesus pregou. Jesus pregou o amor, e vocês estão usando o ódio para justificar seus atos terríveis. Deus jamais se agradaria com isso. Somos criaturas de Deus, assim como vocês

Minhas palavras, entretanto, não surtiam efeito. Eles continuavam a gritar palavras de ordem, mesmo sendo atacados pelos pássaros negros da garota.

- Ele tem cauda, tem garras, só pode ser o tinhoso - escuto outro murmurando aquilo, e na hora eu me irritei.

- GRRRRRRRRRRAAAAAAAAAWWWWWWWWWWRRRRRRRRRRRRRGH...

Solto o grande rugido novamente, tentando fazê-los se dispersarem.

- Vocês só perseguem aquilo que tem medo! Mutantes são iguais aos humanos! Somos todos filhos de Deus!

Ficava entre a garota e os religiosos, e continuava ofegante, mas não tocava numa só arma minha, apenas ficava com as garras pra fora e mostrando as presas.

OFF:
Informações:

Let's go to the treta

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Sex Maio 20, 2016 1:01 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS
<

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Estava me divertindo como há muito tempo não fazia. Ver os espasmos daquele miserável, assisti-lo se contorcer pelos choques, ouvi-lo gritar pela dor me satisfazia. A cada segundo me sentia vingada pelos longos anos de perseguição. E eu queria mais.

Pressionei meu pé contra o pescoço do maldito, ele estava incapaz de reagir, sofria com minha fúria e com o ataque de meus pássaros.

'Vamos Annya, nos liberte para darmos a ele o que merece.'

Ouvi a voz de uma de minhas companheiras das sombras. Estava prestes a fazer o que me pedira quando um corpo pesado chocou-se contra mim, derrubando-me sem muita dificuldade, fazendo com que rolasse pelo chão. Um intruso havia atrapalhado minha diversão.

A criatura peluda ficou entre mim e os religiosos, soltando um rugido que estremeceu todo meu corpo. Levantei-me lentamente, ouvia as palavras do grande felino e aos poucos o reconhecia... Era o homem tigre, mais uma vez. Sorri ao perceber que o destino trabalhava em unir nossos caminhos, sempre com a fera se intrometendo onde não devia.

O homem a quem eu atacara com mais voracidade se arrastava na direção de seu grupo, a cena era patética e deprimente. Mas o quinteto não parecia disposto a se libertar de suas superstições, passaram a acusar o tigre de ser o próprio Satanás.

- Temos uma convenção de demônios por aqui? - ironizei. O híbrido discursava em favor da religião e de Jesus, mas suas palavras representavam muito pouco para mim. Eu pertencia à natureza, ao ocultismo, ao cosmo. Contudo, não ousei interrompê-lo. Meu ódio não era pela religião, mas sim pela maneira estupida que alguns a usavam para cometer atrocidades.

Permiti que o tigre brincasse com os cinco homens. Observei suas ações em meio a risos, mas quando vi que alguns tentavam fugir após o felino soltar mais um de seus rugidos, decidi impedir. Criei mais um bando de aves sombrias, elas não tinham razão para me defender, porém um grupo se manteve ao meu redor, enquanto o outro, o mais agressivo, formou uma espécie de barreira que impediu a fuga. As aves logo se concentraram em atacar, e tiveram reforços, pois fiz surgir mais pássaros com o mesmo fim.

O tigre estava entre mim e o grupo, mas em momento algum minha energia obscura voltou se contra ele. Eu não gostaria que ele se mantesse como um herói, aquele capaz de reagir sim à ameaça, mas capaz de deixá-la 'fugir para refletir, por isso me pus à frente dele, com bastão em punho e gritando:

- Quando me atacaram, pensavam que por obra divina iriam poder me machucar? Pois bem, preparem-se para reconhecer uma parte do inferno...





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Adoro as treta...
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Sex Maio 20, 2016 2:35 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Sentia outra horda de pássaros sombrios passar ao meu lado, era a garota fazendo com que aquele grupo não fugisse, mas ficasse. Olhei para o lado e até gostei daquilo, mas eu mal esperava que ela poderia fazer algo a mais. Ainda mais por que não percebi a barreira que ela estava fazendo.

- Olhem no espelho, vocês estão fazendo algo pior do que pessoas como Hitler fizeram. É por causa do ódio de vocês que muitos como nós estão morrendo nas ruas. Sigam a palavra de Deus, ame ao próximo como ama a si mesmo--

De repente, a garota entra na minha frente e grita em tom de ameaça contra eles. Na hora, já imaginei a pretensão dela de matar o grupo. E minha reação imediata foi agarrá-la pelas costas e jogar pra trás, me virando de costas para o grupo.

- Está louca? Já não basta o ocorrido na igreja, quer causar uma chacina aqui? Quer que declarem guerra contra nós formalmente? - digo, caminhando na direção dela.

Eu estava alterado e, em parte, tomado pela fúria. Tanto é que minhas garras ainda estavam pra fora e meu caminhar era firme.

- Não aprendeu nada com essa porcaria de repercussão?

OFF:
Informações:

Let's go to the treta

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Sab Maio 21, 2016 2:32 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS
<

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Encarava como inútil toda insistência do homem tigre em tentar persuadir aquele grupo de fanáticos. O que nós tínhamos à nossa frente eram cinco criaturas alienadas, pessoas com suas mentes perturbadas, homens que se ocultavam atrás da religião para fazer monstruosidades. Eles não iriam parar, quanto mais o felino falasse, mais o bando se voltaria contra nós. Suas mentes haviam sido bagunçadas por ladainhas que pregavam a superioridade humana acima de qualquer outra coisa. Eu via aqueles cinco como um grupo de marionetes. Eles não tinham vontade própria, mas como a maioria dos humanos, adorava propagar o ódio e deleitar-se com o sofrimento.

Eu estava prestes a agitar as coisas naquele local. Podia prever o que aconteceria no dia seguinte e não encontrava nenhuma razão que me impedisse de calar para sempre aquele quinteto. Eles deveriam morrer e eu não teria problemas em matá-los, já não era mais a garotinha insegura e de sentimentos justos. Eu era simplória e sem rodeios, só queria derramar sangue.

A energia obscura que circula em minhas veias começou a eletrizar meus sentidos. Sentia a escuridão mais profunda se apoderar de mim, não queria impedi-la, contudo, fizeram isso por mim. Bancando o salvador dos imprestáveis, o tigre me agarrou e me jogou para trás, aquela era a segunda vez que ele interrompera uma de minhas ações, certamente não haveria uma terceira..

Naquele momento não me mostrava tão tolerante com as atitudes da fera. Levantei-me com um semblante duramente fechado, sentia a raiva queimar meus olhos que emanavam a mais pura energia cósmica. Eu conseguia perceber claramente que aquele felino estava furioso, mas nem por isso me intimidei. Mal ele terminou de falar e eu revidei em um tom muito mais feroz:

- Você está agindo como um covarde idiota. A guerra já está declarada, homem tigre, sempre esteve. Você deve mover esse seu rabo listrado para fazer algo de útil. O que você acha que vai acontecer? Que vai conseguir convencer esses aí que todos são iguais? Eles nunca aceitarão isso, consideram-se superiores a tudo. A única maneira de evitar mais complicações é exterminando essa ameaça. Mortos não vão aparecer nas telas dizendo que foram atacados por demônios mutantes...

O felino tinha agido estupidamente ao dar as costas para o grupo, e os cinco, covardes como eram, ameaçaram um ataque. Armaram-se com suas pedras, alguns cabos de ferro e pedaços de madeira para atacá-lo. Percebi essa tentativa injusta de ataque e tive que reagir... Mas dessa vez não como a feiticeira sanguinária, e sim como a jovem que dava tudo de si para evitar um ato covarde. Mais pássaros negros foram criados, dessa vez para proteger o felino que, alheio ao que acontecia na sua retaguarda, esteve prestes a ser atacado de surpresa.

Dois dos extremistas religiosos acabaram poupados do ataque de minhas aves negras e avançaram contra a fera. Eu iria ajudá-lo, mas algo dominou minha atenção e a de todos ali. Um carro pequeno parou lateralmente na entrada do beco. A porta do banco de carona foi aberta subitamente e de dentro do veículo uma voz feminina gritou:

- Venha, Nyxer...

Aquela era Britney. Usava uma máscara negra que cobria metade de seu rosto, mas era muito fácil para EU reconhecê-la.

- Agora é com você, tigre. - assim que terminei de dizer, usei pela última vez meus pássaros. Fiz com que rodeassem todo o grupo e com isso aproveitei para correr até o carro, entrando e fechando a porta logo em seguida. Deixei nas mãos do tigre a responsabilidade sobre o que fazer com aqueles doidos. Britney logo pisou fundo no acelerador, fazendo os pneus cantarem e nos tirando daquele lugar.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Adoro as treta...
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Sab Maio 21, 2016 12:12 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Por mais que eu desejasse, o espírito "heróico" ainda tinha partes dentro de mim. Por mais que eu tenha assumido a responsabilidade de ser um caçador, membro de uma força tarefa, ainda tinha a consciência e a noção de que, pra qualquer tipo de missão, não se pode ter qualquer tipo de pena pelo inimigo. Ela berrava comigo de volta, num tom alto demais pra uma garotinha, e eu só a encarava.

- Eu estou falando de uma guerra de verdade. Quando botarem robôs gigantes para irem atrás de nós--

Antes que eu terminasse, escuto a movimentação atrás de mim e já tomo posição de combate. Na hora que vou me virar, porém, sinto outra horda de pássaros, dessa vez uma que ataca mais extremistas.

- Mas o que pretende--

No meio das hordas, vejo dois dos religiosos avançarem na minha direção e, um tanto atrás de mim, escuto o som de um carro parando e alguém gritando um nome. E, de repente, vejo ela lançar um ataque com os pássaros, fazendo com que eles rodeassem a todos ali. Meio perdido, olho para os lados e vejo os dois religiosos me atacarem. Sem pestanear, seguro os dois pela cabeça e bato um contra o outro. Mas o que me preocupava era a garota querendo fugir.

- Ah, mas não vai mesmo...

Concentrando a força nas patas, dou um salto por cima da barreira de pássaros dela, caindo do outro lado com as mãos na frente e as patas atrás e tentando correr na direção do carro, que já começava a acelerar. Num último impulso, puxei uma adaga e a atirei com toda minha força na direção do carro, para tentar deixá-la encravada no veículo. Precisava de algo que me chamasse a atenção pelo cheiro, e as adagas tinham um cheiro semelhante ao meu, até por estarem em contato com meu corpo constantemente.

O carro, então, saiu em disparada, e eu fiquei pra trás, vendo ele "sumir" no horizonte. Possivelmente os pássaros dela tinham se dissipado, o que permitiu que o grupo tentasse me atacar de novo. Irritado, puxei minha pistola e atirei duas vezes para o alto, para dispersar o grupo. Por sorte, fugiram correndo ao escutar a arma. Parecem ter mais medo de um revólver do que de um mutante felino gigante ou de uma garota que mexe com sombras.

Mas o problema agora era outro: Para onde ela iria? Precisava achá-la novamente. Me abaixando no chão, respiro fundo e forço a ida ao estado feral, para poder ter meus sentidos no máximo e poder encontrá-la.

OFF:
Informações:

The treta is não acabada

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Dom Maio 22, 2016 11:18 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
  Britney como manobrista era veloz e habilidosa. Em poucos segundos já estávamos a bons metros de distância do homem tigre e do grupo de alienados, mas antes disso acontecer ainda ouvi vários sons curiosos. O primeiro foi o de um tiro, e depois dele o grupo de fanáticos estava correndo como baratas desgovernadas, fugindo. O segundo foi de algo pequeno que pareceu ter atingido a lateral do nosso carro. Virei meu rosto para tentar ver o que era, usei até o retrovisor na minha procura, mas nada encontrei, por isso não dei mais importância e me virei novamente para frente.

O caminho percorrido até a estação de metrô foi marcado pelo silêncio, pelo menos na maior parte do tempo. A mutante médica era assim como eu, calada. Britney falava somente o necessário e por isso eu gosta dela. Poderíamos ficar sem dar uma palavra sequer na companhia da outra, mas nenhuma das duas se incomodava com isso.

Vi as ruas do Brooklyn passarem de maneira acelerada. Nosso carro furtado era um dos poucos que trafegavam pela noite e aproveitei todo aquele silêncio para pensar... Mais uma vez tinha encontrado o felino e mais uma vez nosso encontro não foi nada amistoso. Torci para que aquela tivesse sido a última vez.

- Aquele era o mutante híbrido sobre quem você falou essa manhã? - Britney iniciou uma conversa, algo muito difícil de acontecer. Fiz um sinal positivo com minha cabeça. Aconcheguei-me no banco de carona e permaneci sem dar uma palavra.

- Será que está te seguindo?

Até o momento nem havia cogitado tal possibilidade, mas não pude descartá-la. Tudo parecera uma curiosa coincidência, mas eu não deveria confiar muito nisso, pois a melhor defesa é sempre a precaução. Olhei para a mulher, não tinha uma resposta conclusiva, por isso foi fácil perceber toda minha insegurança.

- Não vamos falar nada sobre isso com Alexius ou o restante do grupo. Kurt e ele se recusariam a participar da missão de hoje. À propósito, ainda seguiremos com o plano, não? - Britney me olhou toda questionadora.

Aquela era uma boa pergunta... Perguntei-me se seria aconselhável livrar o pelo do tigre de toda confusão. Ele havia deixado os fanáticos religiosos fugirem, era fácil imaginar o que aconteceria depois... Contudo, eu ainda era firme na conduta de nunca deixar os outros pagarem pelas minhas ações.

- Sim, vamos seguir com todo o planejamento. - assim que falei, retirei o celular da mochila.

Olhei para o relógio no aparelho, a madrugada iniciara-se há certo tempo, o carro nos levava diretamente para o City Hall, estação abandonada do metrô no Brooklyn. Enviei uma curta mensagem que apenas dizia: 'Estejam preparados, estamos voltando'.

- Só tenha cuidado, Lana. Certas ações não valem o sacrifício... - mal terminou de falar e a mutante fez uma curva acentuada, isso só indicava que a estação estava próxima.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Dom Maio 22, 2016 3:06 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Consigo pegar o rastro do carro, não só pelo cheiro da adaga, que estava fraco mas captável, mas também pelo cheiro forte de óleo dele, provavelmente estava com algum problema no carro. E o cheiro de gasolina também era forte, esse carro com certeza precisa ser levado ao conserto. E começo a correr atrás do carro, fazendo de tudo para me esconder e não ser visto, tanto pelos ocupantes deste, quanto por qualquer pedestre que estivesse perdido por aí, caindo na balada.

Eu fazia de tudo para não perder o cheiro, o que era difícil sobretudo quando passavam perto de outros carros que também apresentavam problemas semelhantes. O carro era veloz, um pouco mais do que eu poderia chegar se corresse em velocidade máxima, só que eu consigo dar meu jeito.

Escuto uma derrapada próxima do local que estou e corro até lá, e vejo as marcas de pneu no chão, sentindo o cheiro de minha adaga e do óleo que vazava. E, andando um pouco mais, vejo o carro parando próximo a uma entrada de uma estação. Volto para meu estado normal e, pulando atrás de uma lixeira, fico a espreita para poder entrar, e espero ver se a garota mascarada realente está no carro e, se está, para onde ela vai. Pretendo segui-la de longe, assim que puder vê-la e perceber onde ela entrou.

OFF:
Informações:

O gatinho tá chegando... Vou entrar alguns segundos depois que você entrar, mas tempo o suficiente para não ser visto... Ser percebido são outros quinhentos :try:

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Dom Maio 22, 2016 5:24 pm



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
  Por fim chegamos à City Hall. Britney não encontrou problemas em manobrar e parar próximo às escadarias que levariam ao subterrâneo. Como era de se esperar, mais uma vez estávamos em silêncio. Saímos do carro dessa maneira e como sempre fazíamos, dedicamos certos segundos observando o que tínhamos ao nosso redor. Não iríamos simplesmente descer as escadas e colocar nosso esconderijo em risco, além de todos os que estavam nele.

Circundamos o carro, felizmente ele era velho e quase sucateado. Digo felizmente, pois ninguém se arriscaria em assegurar o veículo, tão pouco colocaria algum sistema de rastreamento. Basicamente, o carro era velho e ninguém se importaria se fosse roubado, talvez até torcesse pra que fosse levado. E justamente pelo carro ser velho, apresentava problemas.

- Que cheiro é esse? - Britney perguntou. No mesmo momento que a ouvi, acabei sentindo e instantaneamente fomos buscar o que causava o odor forte. Era óleo, e vazava do veículo. Mas o que mais me chamou a atenção não foi o óleo e sim uma arma que estava cravada na lateral do carro.

- Vou pedir ao nosso super cérebro para ver se o carro aguenta mais uma corrida. - a mutante hemocinetica disse, mas naquele momento eu estava preocupada com outra coisa. A arma cravada era uma adaga e só uma criatura poderia tê-la cravado ali...

- Desça e avise aos outros para se prepararem para percorrer o caminho alternativo, talvez seja necessário. Se eu não voltar em 10 minutos, saiam da estação. - disse mantendo um semblante firme e concentrado. Meus olhos tentavam captar algo naquela escuridão, mas era algo difícil.

- Qual o problema? - Britney perguntou. - Se quiser, nós trabalhamos juntas.

Não sei se é um problema, é só uma suspeita. Quero todos vocês juntos caso algo aconteça. - ainda buscava por algo, qualquer coisa, mas não encontrava. Eu queria saber se a adaga no carro havia ido parar lá com ou sem propósito, mas tinha quase certeza de que era do tigre.

- Você não deveria ficar sozinha. - a mulher falou, senti que realmente se preocupava, mas ela entenderia que a prioridade naquele grupo era manter o maior número a salvo, isso se não pudéssemos salvar a todos.

- Não se preocupe. Se for algo que suspeito a melhor pessoa para lidar com isso serei eu. - virei meu rosto para ela apenas para sorrir e mostrar que não estava com medo, apenas agia com precaução.

- Tudo bem... Nos encontramos em breve. -  ela disse e me abraçou. Por mais calada que fosse, Britney era aquela que mais zelava por todos nós. Era a mutante que eu sabia que daria tudo de si para proteger os nossos caso eu falhasse. Depois do abraço ela desceu as escadarias. Desci minutos atrás dela, mas não a segui. Na primeira oportunidade me tornei em um vulto e me ocultei em meio às sombras. Se tivesse algo ao que temer, eu estaria preparada, observando as escadas...





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Achou que seria fácil entrar no esconderijo, tigroso? :P
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Dom Maio 22, 2016 10:51 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Continuava a observar de longe, via a garota descer com outra pessoa e voltava a me esconder. Do lugar em que eu estava, percebia a conversa entre as duas pessoas. Elas provavelmente notaram minha adaga, e isso poderia ser um problema. Poderia se eu quisesse o fator surpresa. E eu não o quero, pois isso poderia colocar não só a mim como a elas em risco.

Observava de novo com cuidado, e via que a mascarada havia ficado sozinha. E ela estava atenta. Ela percebeu que eu estou atrás dela. Entendo a preocupação que ela deve estar sentindo, eu também ficaria preocupado, sobretudo após dois encontros consecutivos e dois prolemas ocorridos.

Olhava mais algumas vezes, para ver se ela faria algo, até que, num certo momento, ela finalmente desceu. E na mesma hora eu me levantei, caminhando devagar até a frente da estação. Olhava as escadas, e percebia que o ambiente, um pouco mais pra baixo, era muito escuro e fracamente iluminado.

"Não é lá um esconderijo moderno, mas dá pro gasto" - penso, comparando a estação com a base.

Devagar, vou descendo as escadas. Os degraus sujos me incomodam, ainda mais que não uso qualquer tipo de sapato, então são minhas patas se encontrando com aquela sujeira. Olho para trás, usando minha visão noturna, e não vejo nenhum pedestre. E desço mais um pouco, sumindo em meio ao escuro.

Já na parte coberta da escada, desço mais alguns degraus até chegar num degrau "mais comprido", e paro naquele mesmo instante, sorrindo de canto e olhando para o lado.

- Não tente enganar quem pode sentir seu cheiro e perceber a variação da escuridão... - digo, piscando os olhos bem devagar - Acho que minha adaga ficou presa no seu carro, então aproveitei que precisava buscar pra vir fazer uma visitinha...

OFF:
Informações:

Mas é claro que vai ser fácil :try:

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Seg Maio 23, 2016 1:28 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA —  A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
A iluminação que vinha da rua foi suficiente para que eu percebesse a silhueta de uma criatura robusta. Nos degraus mais acima deu para ver de quem se tratava. Era ele, novamente o tigre, como suspeitava. Oculta atrás de uma pilastra, ainda como um vulto mesclado ao local, olhei para sua adaga que carregava comigo. Suspirei de forma pesada,  ele nunca parecia desistir. Sempre estava se pondo em meu caminho, arruinando ou atrasando meus planos.

O tigre decidiu se revelar, não parecia interessado em se esconder. Falou algo sobre sua adaga e sobre seus sentidos mais aguçados... Mal sabia que eu só estava me precavendo contra qualquer ataque. Silêncio foi minha resposta diante ao seu comentário e minha total falta de movimentos também. Apenas fiquei a observar sua forma grande, que não conseguia ser oculta nem pelas sombras.

Olhei para um ponto mais distante, pensava sobre Lex e os refugiados, perguntava-me se haviam cumprido com a ordem deixada. De qualquer forma, na distância que deveriam estar, seriam incapazes de serem percebidos por aquela fera. Contei os minutos que deveriam ter se passado, não foram muitos, logo, ainda deveriam estar no local. Senti o arrependimento por não ter falado para que saíssem logo, contudo, ainda não iria mudar nada do que fora proposto, iria esperar um pouco mais.

De qualquer forma não havia muito a se fazer a não ser aguardar. O felino em algum momento deveria perceber que não era bem vindo no local. Ele sabia que eu estava ali, ótimo! Pelo menos não se arriscaria a explorar um daqueles imensos túneis à minha procura. Minha presença o motivaria a permanecer ali o máximo de tempo possível. Agora, se ele ousasse se distanciar e usar o lado do túnel onde o meu grupo deveria estar, não haveria outra alternativa a não ser impedi-lo. E se isso acontecesse, ele descobriria do que eu seria capaz para proteger os meus....





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Tigroso anda muito abusadinho pra que anda sobre as garras, só pra num sujar as patinhas. Sim, eu imaginei essa cena. Kkkkkk
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Seg Maio 23, 2016 6:11 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


O tempo passava, eu respirava fundo, esperando alguma resposta dela. Olhava para a pilastra e notava a escuridão acentuada, o indicativo de que ali havia algo.

Esperava mais um pouco, passando a mão nos olhos, e nada. Ela se mantinha escondida, mesmo sabendo que eu já sabia onde ela estava. Ela se mantinha naquele ponto, insistia em se esconder.

- Não vamos fazer disso uma Riverside dois, tá? Aquilo foi horrível... E você sabe minhas intenções. Não ficou óbvio naquele dia?

Respiro fundo de novo, e olho para o local de onde vem seu cheiro. Dando uma rosnada, equivalente a um suspiro, lhe digo:

- Não quero matar ninguém... Só quero saber seus motivos

OFF:
Informações:

Nem começou ainda, e eu não to andando sobre as garras :try:

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Ter Maio 24, 2016 12:30 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A  BELA E A FERS :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
O homem tigre não arredou as patas da estação e eu não conseguia entender suas motivações para permanecer ali. Ou melhor, eu não encarava sua presença ali como algo positivo. Contudo, estava claro que ele não tinha a pretensão de partir, era sempre teimoso nessa questão. Ouvi suas palavras, realmente conhecia suas razões para fazer o que fazia, porém, eu tinha deixado claro as minhas e não estava disposta a repeti-las novamente. A única coisa que queria era me ver livre da defesa insiste e intrometida, por isso saí de meu breve esconderijo.

Tinha sua adaga em uma das mãos e a joguei aos pés da fera.

- Se veio em busca da adaga, aí está. Agora vá embora, você não é bem vindo aqui. Já disse tudo o que tinha que dizer, não vou repetir novamente. - fui direta e grossa como sempre, queria o híbrido ciente de que sua presença me incomodava.

O som metálico da lâmina da adaga chocando-se contra o chão ecoou no lugar. Os olhos do felino pareciam dois faróis naquela escuridão e eu os encarava com firmeza. Evitava fitar qualquer um dos lados daquela estação. Imaginava que o tempo se esgotava, logo os refugiados estariam longe, bem distantes e seguros contra a ameaça que o mutante representava.

- Qual o motivo para insistir em me seguir? O que pretende? - Cruzei meus braços. Por precaução e uma melhor visualização, mantinha-me à certa distância, não conseguia confiar na passividade daquela fera.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ A imaginação é minha e posso até imaginar o tigre dançando ragatanga. Kkkkkkkk
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Ter Maio 24, 2016 3:53 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


O barulho da adaga no chão me fazia ter uma noção de como estava o espaço. Pelo eco que o som fazia, o lugar era meio vazio e deteriorado. Para ver mais a fundo, eu precisaria avançar mais ainda, o que não seria fácil, visto que ela não deixaria eu passar tão facilmente.

Ela me perguntava sobre o motivo de eu segui-la. Me abaixando para pegar a adaga, sem tirar os olhos dela, respondo.

- Não percebe? Nossos caminhos se cruzaram duas vezes em dois dias. Sem contar que você ia matar aqueles religiosos desgraçados e preconceituosos. Garota, eu quero apenas conversar com você. Mostrar que toda ação tem consequência. Ajudar você e, por que não, seu grupo. Vocês estão perdidos, eu já estive assim uma vez, e quero ajudá-los a se encontrarem.

Eu já estava levando essa garota na maior calma, e estava relevando o fato dela ter quase me deixado surdo. E provavelmente eu estava sendo muito idiota de deixá-la "impune" por isso, e mais idiota ainda de estar me arriscando tanto para, na visão de muitos, nada.

- Eu acho que posso ajudar você de alguma maneira... E não é saindo daqui.

OFF:
Informações:


Então vamos formar uma dupla e dançar juntos :try:  

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qua Maio 25, 2016 12:20 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Observei o tigre se abaixar para pegar sua adaga. Como não precisaria de armas ou equipamentos para reagir caso ele executasse qualquer movimento hostil, optei por não demonstrar nenhuma ação mais brusca. Cruzei meus braços contra o peito e o ouvi despejar todas suas palavras. Ouvia com atenção cada coisa que dizia, mas tudo o que falava era extremamente dispensável e fiz questão de deixar isso bem claro.

- Então sua chegada aqui foi isso, uma infeliz coincidência... E quem é você pra julgar minhas atitudes? Eu seria incapaz de matar sem necessidade, porém, não vou explicar o que isso significa. Mas nós dois sabemos que cinco porcos fanáticos mortos não faria nenhuma diferença, ou melhor, apenas deixaria o mundo mais limpo. Não me venha com sermões moralistas, você não deve ter a consciência tão limpa quanto quer aparentar. E para que quer insistir em uma conversa? Isso só seria perda de tempo... Eu sei muito sobre a lei da ação e reação, mas deixei de temê-lo faz tempo... - suspirei com nervosismo, já no limite da paciência, principalmente quando ouvi do tigre que meu grupo estava perdido assim como ele há tempos atrás.

- Não se ache no direito de julgar ou falar sobre meus companheiros, você não os conhece. Você ainda não se encontrou, Tigre. Se tivesse feito isso, não estaria com medo das tais 'consequências'. Tudo na vida é arriscado, mas o pior fracasso é não tentar pelo medo do que poderá vir a seguir... Você diz que quer ajudar, mas nem consegue ajudar a si mesmo... - eu respondi com uma voz mais elevada, raivosa. O felino tinha tido a ousadia de invadir meu espaço e ainda insistia em uma ajuda que eu sabia que nunca poderia dar. Considerava-se certo demais, mas não passava de um intrometido.

Forcei-me a me acalmar, lembrava me a todo instante que não queria um embate, só queria que ele sumisse e nunca mais me incomodasse.

- Mas se tanto insiste, como acha que poderia ajudar? Convencendo que o melhor é viver pela noite caçando seus 'problemas' momentâneos?! Você sabe muito bem que isso é inútil.

Ao terminar de falar, olhei além das costas do homem fera. De início tudo estava como deveria estar, coberto por uma penumbra profunda, mas isso não durou muito tempo. Em questões de poucos segundos feixes de luzes artificiais passaram a marcar as paredes, ainda estava longe, o híbrido ainda não havia percebido por conta de sua posição, porém, eu sabia o que significava. E tratei de me empenhar em tirar o tigre dali antes que as quatro figuras chegassem.

- Você primeiro deve mudar esse pensamento se quer ajudar alguém. Vá embora, se ainda carrega um mínimo de lucidez. Vá embora e me deixe em paz. Leve seus sermões com você, eu vivo muito bem sem eles. - eu queria gritar, empurrar o felino, obrigá-lo a sair dali, porém, não seria prudente, principalmente por saber que aqueles que chegavam eram meus parceiros que, por algum motivo, não haviam cumprido com a ordem passada. Por isso era melhor agir sem alarde, ainda tentar expulsar a fera, mesmo que o tempo se esgotasse...





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Rise (Skillet)
~ Um tigre forever alone dançando deve ser muito mais interessante...
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Qua Maio 25, 2016 9:33 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Acompanhava toda a fala da garota e, dando alguns passos na sua direção, parando rapidamente, torno a falar com ela.

- Você me mostrou ali que iria matar apenas por vingança. Não era legitima defesa, a situação iria ficar sob controle, eu cheguei e você estava eletrocutando um deles com um sorriso sádico na cara. Se você realmente não matasse sem necessidade, iria mandar apenas seus passarinhos pra cima deles. Rapidinho eles iriam dispersar, e iriam cuidar de suas vidas. E esses cinco preconceituosos, se fossem mortos, poderiam não fazer qualquer diferença pra você. Mas e para as famílias deles? Você teria coragem de deixar crianças sem um pai só por que ele é contra mutantes? Essas pessoas são perdidas, foram provavelmente orientadas por alguém que as cegou, alguém que as manipula para fazer essas coisas. Já ouviu falar na frase "Mente vazia, oficina do diabo"? Então... - coço o pescoço rapidamente - E a conversa realmente não pode adiantar muito, por que se adiantasse, nossa situação teria sido resolvida em Riverside. Mas as palavras, querendo ou não, te fazem refletir de alguma maneira. Aqueles selvagens que te atacaram podem, enquanto estão em suas camas, pensarem um pouco no que ouviram e procurar saber mais. Você mesmo refletiu já alguma frase, ou pensa que não percebi sua indecisão na fuga da igreja?

Respiro fundo ao ouvir os gritos dela, passando os dedos nos olhos. Por mais que eu entre fácil em fúria, sou um exemplo de auto-controle, pois consigo suportar muito os impulsos de voar na jugular das pessoas.

- Posso não ter atingido o seu "exemplo de conduta", mas nunca deixo de agir pelas consequências. Eu tento agir da maneira mais correta possível, para evitar consequências mais graves. Eu não ajo sem pensar. Você pode não saber, mas minha vida sempre está em risco. Eu já me meti em coisas que não deveria ter feito se realmente tivesse medo das consequências. Mas sabe o que nos diferencia? Eu penso na hora de agir. Eu penso no que pode vir depois. Se fico agindo apenas durante a noite para "caçar", como você pensa que eu faço, pode ter certeza que há uma razão maior nisso. Se você se ofendeu com a palavra "perdidos", eu peço desculpas, mas não foi com a intenção de te ofender.

Movia minha mão para um bolso específico do meu cinto. Não havia qualquer adaga ali, mas sim outros objetos que poderiam me ajudar nessa tentativa. Mas tirei a mão do local quando ela tentou me expulsar do local. Sua fala estava diferente, o tom que ela estava passando era outro totalmente diferente do anterior. Ela falava com pressa, o que me fez parar um pouco.

- Espera... - viro para o outro lado, o lado de fora, e percebo as luzes crescentes - Eles estão chegando e você está com medo do que vai acontecer, não é?

Num movimento totalmente arriscado, seguro a fivela que segurava meu cinto. Ela era de um tipo diferente, precisava fazer força para removê-la. Por ela ter sido desenhada para que ela não pudesse ser solta pelos oponentes, só eu sabia a quantidade de força necessária para tirá-la. Se fosse menor, ela não abriria. Se fosse maior, ela travaria.

- Se você ainda desconfia de mim, eu estou pronto para me desarmar completamente e mostrar que não estou aqui para brigar.

OFF:
Informações:

Acho que um par interespécie seria mais legal 

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qui Maio 26, 2016 9:30 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Os passos do homem tigre se aproximando de mim me fizeram recuar, porém, meus olhos se mantinham fixos sobre ele, encarando-o com firmeza e até mesmo certa fúria. Ele, como sempre, julgava meus atos e insistia em tentar prever o que aconteceria... Mas naquele caso estava errado. Os cinco lunáticos que o felino deixou escapar não eram capazes de refletir e mudar seus pensamentos. Eu, mais do que ninguém, sabia como extremistas religiosos agiam e se tivessem a oportunidade de matar em nome de 'deus', fariam isso sem pestanejar. E a fera também não conhecia um segredo... Quando ataquei os cinco monstros, não estava sob meu controle. A força sobrenatural de Annya havia se apoderado de minhas vontades, dando-me a coragem necessária para ser cruel com aqueles que mereciam. Normalmente eu não aceitava bem a ideia de ter uma força sobrenatural me controlando, mas em certos casos o aparecimento de Annya era bem vindo, pois me dava sangue frio para executar ações que eu não executaria se estivesse em total controle de minha personalidade.

- Vingança e justiça caminham juntas... E quem você pensa que é para dizer que não seria legitima defesa? Você presenciou tudo o que aconteceu? Eles correram atrás de mim, estavam preparados para me apedrejar, insistiam em dizer que me mandariam para o inferno. Eles não teriam piedade, Tigre, muito menos fugiriam. E não me peça para pensar se eles possuem família, eles não pensam isso sobre mim ou você. E se eles estão sendo manipulados, deixaram que isso fosse feito a eles, mas todos ali gostavam de me ameaçar... Ninguém mostra tamanha crueldade apenas por ser manipulado. Eu sei como essas cabeças pensam, sei muito mais que você...

Eu não aceitava que aqueles cinco homens algum dia parariam para refletir, cogitando a ideia de mudar suas atitudes. O motivo dessa certeza não era a teimosia, mas sim o meu conhecimento de como aquele tipo costumava pensar . Eles se sentiam no direito de honrar o nome de 'deus' fazendo os outros sofrerem, achavam que eram soldados que tinham a missão de libertar o mundo do mal. Aqueles fanáticos eram como meus antigos pais adotivos. No entanto, o felino também se referia a mim, citando minha indecisão sobre fugir ou não da igreja quando a policia chegava na noite anterior. Fui obrigada a me relembrar, mas por trás daquela indecisão que o hibrido parecia ter percebido, haviam mais motivos que ele desconhecia.

- Não pense que fiquei na dúvida porque me senti tocada por suas palavras... - dessa vez fui bem direta.

Ainda mantinha meus braços cruzados, sendo obrigada a ouvir o felino praticamente me chamar de inconsequente.

- Tudo bem, Tigre. Você é um exemplo perfeito de racionalidade e precaução. Continue assim, só me deixe em paz. E não há o que perdoar, você não nos conhece, pode ter o pensamento que quiser. - pisquei de uma maneira mais lenta, suspirando pelo cansaço. Eu queria me manter calma, mas os refugiados se aproximavam. Minha tentativa de me livrar do híbrido foi inútil, e quando percebi, as luzes das lanternas estavam mais próximas, o som de passos ficavam mais nítidos devido à noite silenciosa, e o burburinho se tornava cada vez mais audível. Foi impossível manter em sigilo a aproximação de meu grupo, o tigre acabou percebendo, o que esteve a ponto de me fazer entrar em desespero. Mas o homem fera tomou uma atitude completamente inusitada. Ele desarmou-se e fez isso tentando conquistar minha confiança, ou talvez até mesmo encenando um teatro, mas não tive tempo para refletir sobre aquela reação.

- Olhem, é um gato gigante e com listras. - a voz infantil e doce de Cassidy invadiu o local, eles haviam chegado.

Meus quatro refugiados estavam ali, todos confusos e mascarados, além de carregarem mochilas. Britney se precipitou em impedir que Cass se aproximasse do felino. Colocou-se entre a menina e o tigre, encarando o grandão de maneira agressiva. Ela não falou nada, mas estava claro que se incomodava com ele ali.

- O que um tigre está fazendo na minha estação? - Lex questionou, dando passos em nossa direção. Sua expressão era severa, ele parecia incapaz de mostrar seu lado bem humorado, estava furioso e inconformado. Agora sim, a situação poderia perder o controle.

Lex e Kurt jogavam a luz de suas lanternas contra os olhos do tigre, analisavam o felino, enquanto isso Britney me encarava, parecendo perceber o quão grave poderia se tornar a situação. Cassidy era a única que não parecia incomodada com a presença do tigre. Olhava para ele com certo fascínio e curiosidade, por vezes tentava escapar das mãos de Britney, mas não conseguia.

Com eles ali e tentando evitar algo desnecessário que pudesse colocar todos em risco, coloquei-me entre o tigre e meu grupo. O felino se desarmara, mas ainda tinha suas armas naturais, o que não o deixava indefeso. De qualquer forma, não queria que ninguém se machucasse, nem mesmo ele.

- Ninguém está aqui para brigar, mas se sua intenção chegando aqui era descobrir quem eles são, satisfaça sua curiosidade e vá embora... - finalizei. Lex pôs-se ao meu lado, não deu nenhuma palavra, apenas ficou a encarar o híbrido.






◉ informações


NPCs:

Lex:: 17 anos, mutante com poderes empáticos. Normalmente cordial e brincalhão, mas pode se tornar perigoso e imprevisível quando sente que qualquer de quem gosta está em perigo.

Kurt:: 18 anos, mutante com super inteligência e aptidão para criar e consertar qualquer tipo de coisa. Normalmente é bem humorado, mas desconfiado. Todos se enganam com sua aparência mais tranquila, o rapaz é alguém bem esperto e reage na base do improviso se necessário.

Brirney:: 28 anos, mutante com poderes hemocinéticos. A mais velha e ponderada do grupo. Depois de Lex, o maior apoio de Lana em rodos os sentidos. É a mãe do grupo, sempre prezando pela proteção de todos.

Cassidy:: 08 anos, mutante com mimetismo em fada. Inocente, graciosa e muito divertida. Cass é a 'mascotinha' do grupo e todos se vêem no dever de protegê-la, evitando que se arrisque por qualquer coisa. Apesar disso ela sempre se mostra corajosa e não, não é um peso pro grupo, pelo contrário, seus poderes sempre ajudam nos piores ou melhores momentos.
Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Make a Move (Icon For Hire)
~ Num sei dançar, tigroso.
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Sex Maio 27, 2016 2:19 am



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Antes que eu pudesse responder as palavras da garota, escuto o grupo chegar. Me viro na hora, meio que ficando entre a garota e os colegas dela. Quando escutei a voz da garota, me abaixei pra tentar falar com ela, mas a mulher logo me olhou com cara feia, impedindo que a pequena chegasse perto de mim. Ainda pude perceber um movimento de curiosidade da garotinha, e eu lhe devolvia com um sorriso um tanto quanto desajeitado.

Mesmo assim, as encaradas me faziam levantar novamente. Por causa do teto não tão alto da estação, eu precisava ficar um pouco encurvado para poder ficar sob as duas patas. Fechava um pouco meus olhos ao tomar duas luzes na cara, e virava um pouco o rosto, para evitar aquele incômodo. Segurava meu cinto com uma das mãos, ele já estava solto e fora de minha cintura, tentava demonstrar que não estava ali para brigar de maneira alguma.

- Realmente, não vim aqui para brigar - digo, levantando minhas mãos, inclusive aquela que segurava o cinto com as armas - Se eu quisesse brigar, não estaria tendo essa conversa longa.

Analisava cada um dos quatro que chegavam. Pensava comigo mesmo como eles conseguiam ficar naquele lugar, naquelas condições. Pensava comigo mesmo de que eles não viviam, apenas sobreviviam. Uma situação parecida com a minha de quando me transformei num animal. O lugar era sujo e cheirava mal, e eles tinham uma criança consigo.

- Eu estou aqui por um motivo muito maior. Me digam... - olho para os lados - Vocês vivem aqui?

OFF:
Informações:

Eu ensino a dançar

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Sab Maio 28, 2016 10:38 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Apesar do felino demonstrar e insistir que não queria entrar em um combate, todos tomaram medidas preventivas. Lex permaneceu ao meu lado, fazendo a linha de frente caso o grandão mudasse de ideia. Britney e Kurt colocaram-se um de cada lado para cercar o hibrido pela frente. Se houvesse um ataque, o grupo estaria pronto para se defender em conjunto. Cassidy permanecia com a hemocinetica, segura pela mão, no entanto, transmutou-se em fada, adquirindo um tamanho minúsculo e passando a voar como um ponto brilhante. Essa atitude nos surpreendeu, mas nada pudemos fazer, não iriamos começar a correr atrás de um pequeno 'vagalume'.

O tigre dissera que estava ali por um motivo maior, nesse momento ninguém entendeu o que ele realmente queria dizer, por isso nos entreolhamos por breves segundos. Britney levou sua mão ao coldre, Kurt ativou uma armadura negra, Lex ajeitou suas soqueiras, eles não estavam tão convencidos com as palavras do felino. Isso me obrigou a intervir.

- Acalmem-se e lembrem-se que vocês nunca atacam um dos seus sem necessidade.

Meu lembrete pareceu acalmá-los um pouco mais. O homem tigre perguntou se vivíamos ali, Lex preferiu responder seu questionamento, eu me calei, deixando que lidasse com a situação.

- Por enquanto vivemos, até acharmos que não é mais seguro. Não é nenhum local cinco estrelas, mas pelo menos nos trás mais paz que na superfície. - o empata colocou suas mãos para trás, assim como eu fazia quando tentava transparecer pacifismo. Fiquei mais tranquila ao ver que ele saberia se manter controlado, deveria estar analisando as emoções do felino. Com Alexius daquela maneira, optei por permanecer calada, ele, quando não nervoso, era sempre o mais indicado a conversas.

Minha atenção se voltou para Cass, ela voava sobre o focinho do tigre, até parar na ponta de seu nariz. Meu coração falhou uma batida, batendo acelerado logo em seguida. A pequenina desconhecia o perigo, gostava dos animais e tinha facilidade para lidar com eles, mas o grande 'gato' não era um bichinho comum, era uma fera mutante.

- Sai daí, Stardust. - ordenou Britney, mas a fada era teimosa, permaneceu e ainda disse, com uma voz aguda, porém mais baixa.

- Se ninguém quer brigar, aqui é um local seguro... Ao menos que o gatinho espirre...

Evitamos sorrir com o comentário. Cassie era sempre assim, inocente e divertida.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Icon For Hire (Make a Move)
~ Cassidy quando 'aterrissa' no focinho de Gus, vira se pra ele e dá um tchauzinho. Não pude dizer isso pq a Lana não conseguiria enxergar, a menina fada está com uns cinco centímetros de tamanho.
~ VC num sabe dançar, tigroso.
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Sab Maio 28, 2016 1:32 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


Ver todos "ativarem" suas armas me fez ficar atento. Olhei para cada um deles, até que vi que a menininha tinha "sumido". Percebi depois que ela tinha ficado minúscula. Pelo jeito, esse era seu poder mutante.

Ouvindo a resposta do rapaz, eu fiquei um pouco pensativo. Era complicado ver pessoas nessa situação. Eu já estive nessa situação. E era muito difícil sobreviver. Por sorte, eles estão em conjunto, eu estava sozinho. Mas antes que eu pudesse responder, percebi a pequenina voando ao redor do meu focinho. Isso me incomodou um pouco, e foi perceptível isso quando comecei a mexer meu focinho. Quando ela pousou, me segurei para não espirrar. Olhei para ela, ela acenava para mim com a mão. E ela dizia algo que eu precisava que alguém dissesse, que confiava em mim. O comentário dela fez com que eu abrisse um sorriso de canto de boca.

- Então seu nome é Stardust? Que nome bonito - digo para a fadinha, levando meu dedo na direção dela - Sobe aqui no meu dedo, vou te colocar num lugar um pouquinho mais seguro. Afinal, vai que eu espirro mesmo...

Eu estava me segurando para não espirrar. Um movimento brusco desses poderia lançar a menina na direção do chão com tudo, e desencadear uma confusão sem limites. Com o maior cuidado, levo ela para cima de minha cabeça, entre as orelhas. Colocando ela ali, volto a me concentrar nos outros mascarados.

- Nossa... Mas como conseguem se alimentar? Digo... É meio complicado, eu já passei por essa situação e sei como é difícil. Vocês não possuem nenhum tipo de ajuda, ou algo do tipo?

OFF:
Informações:

Então me ensina a dançar e dançaremos juntos

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Sab Maio 28, 2016 10:27 pm



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Todos estávamos preocupados com a atitude de Cassidy, mas pouco a pouco fomos relaxando, já que o tigre demostrou-se simpático a ela. O mutante colocou nossa fada sobre sua cabeça, o que me pareceu  um lugar muito melhor, pois estava mais longe da boca. Britney foi a única que permaneceu muito incomodada e nós entendiamos o motivo. A loira já havia perdido uma filha e foi aquela que mais se apegou a Cassidy. O instinto maternal da médica era forte e talvez por isso que aceitara permanecer em nosso grupo, ela se sentia no dever de nos amparar com toda sua proteção e maturidade, afinal, era a única adulta naquele grupo, por isso a chamávamos de 'Mãe'.

O felino comentou sobre o nome de nossa pequena e ela começou suas explicações assim que se abrigou por entre as orelhas do mutante:

-  Esse é um apelido que eu escolhi. Todos aqui temos um apelido e brincamos de nos chamar assim, principalmente na frente de pessoas que não pertencem ao nosso clube. Você tem apelido, senhor gato listrado?

A fera antes de tudo questionou sobre nossos hábitos, parecia interessado demais em como vivíamos. Acabou revelando que passara por algo parecido. Ele talvez esperasse que suas revelações nos deixasse mais relaxados com sua presença ali, mas não, pelo menos eu não aceitava que ele invadisse nosso espaço, contudo, deixei que Lex continuasse sua conversa com o híbrido e como nosso porta voz ele disse:

- Conseguimos nos virar bem, cada um possui sua função e todos nos ajudamos. Não estamos sozinhos, podemos sempre contar um com o outro. Mas posso saber o motivo de seu interesse em nós? E como nos encontrou? Sabemos que Nyxer não te trouxe até aqui... - nesse momento Alexius olhou para mim e Britney, certamente ela havia dito que eu percebera algo de estranho, a partir dali o empata também iria fazer suas perguntas.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Icon For Hire (Make a Move)
~ Esquece a dança, tigre.
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Gustavo Katzmann em Seg Maio 30, 2016 8:51 pm



Sem título de propósito
⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿⦿


A voz fina e baixinha da garota, quando se aproximava de minha orelha, parecia mais uma gravação distorcida, mas era possível entendê-la. Quando ela me perguntou sobre meu "apelido", eu prontamente respondi.

- Então... Meu apelido? Na minha língua me chamam de Tigre, na sua me chamam de "Tiger". - digo, tentando suavizar minha voz ao máximo que posso.

Logo, o rapaz questiona minhas intenções, o motivo de eu estar ali. Respirando fundo, tento falar da melhor maneira possível, o que seria complicado.

- O encontro aconteceu um tanto pelo acaso. Em Riverside, depois que ela tocou aquele sino e fugiu, pude vê-la com outra pessoa. - aponto para a garota mascarada - Creio que seja você mesmo... Tem o mesmo cheiro. Enfim, e pelo que ela me contou, minha curiosidade foi atiçada. O segundo encontro também foi por acaso, já que eu estava pretendendo retornar para a igreja e vi o grupo de religiosos fanáticos caminhando de maneira suspeita. E encontrar aqui não foi difícil, eu só precisei seguir o carro. Só queria que--

Escuto um barulho vindo do lado de fora de repente, e paro de falar, me concentrando para tentar escutar o que vem de fora. Em dúvida do que poderia ser, eu lancei uma nova questão, com um ar de desconfiança pelo que estava escutando lá fora.

- O grupo de vocês está inteiramente aqui? Ou está faltando alguém?

OFF:
Informações:

Vamos botar mais ação ainda nessa coisa...

E eu não quero esquecer a dança, agora quero dançar

✖✖
avatar
Localização :
Quem sabe...

Mensagens :
111

Dólares :
3029

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Ter Maio 31, 2016 9:54 am



— LANA D'YER : NYXER — RP FECHADA — A BELA E A FERA :: DESTINOS CRUZADOS

Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Permaneci calada e atenta enquanto o tigre apresentava seu apelido à Cassidy, logo ele estava respondendo ao questionamento de Lex, mas fez parecer que nossos encontros foram tranquilos. O empata sabia que na igreja de Riverside o felino tinha oferecido perigo o suficiente para que eu pensasse em chamá-lo. Alexius ergueu uma de suas sobrancelhas como se desconfiasse da aparente tranquilidade do híbrido, até que descobriu que acontecera outro encontro entre mim e a fera.

- Ninguém me contou sobre esse novo encontro. - o mutante olhou para Britney e eu como se tivesse enraivecido por termos guardado o segredo, mas ignorou nossa atitude naquele momento, falando com o tigre novamente.

- Pelo que sei, na igreja vocês entraram em combate... Muito estranho aparecer aqui... - Lex pôs-se pensativo, até o mutante fera questionar se estávamos todos no local. De imediato desconfiei de sua pergunta e rompi meu silêncio.

- Não falta ninguém, mas qual o motivo da pergunta?

- Você trouxe alguém com você, Tigre? - Lex indagou, havia notado uma alteração no comportamento do felino. Cassidy também pareceu sentir algo suspeito no ar, por isso lançou vôo, seguindo em direção de Britney. Logo a menina estava retomando seu tamanho humano e revelando:

- Tem alguém lá fora...

- Sabia... Você sempre esteve planejando algo, não foi? Trouxe alguém com você. - bradou Alexius, esquecendo de maneirar seu tom de voz. O empata cerrou seu cenho, agora muito menos amistoso, não estava mais confiando na nossa ''visita''. Precisei interferir nesse momento, pois ele começava a erguer seus punhos:

- Não é momento para isso, temos que nos organizar. Vamos, tomem suas posições. - rapidamente todos nós nos colocamos por trás de algumas pilastras, em ângulos perfeitos que nos proporcionavam uma visão clara de quem chegava. Lanternas foram apagadas, armas empunhadas, estávamos prontos para reagir a qualquer invasão, definir seu nível de ameaça e a partir dali resolver qual a melhor atitude a tomar. O único a permanecer no mesmo local foi o tigre, mas ele também teria que participar da ação:

- E você , Tigre, vá saber o que está acontecendo...Se isso foi obra sua, trate de resolver... - ordenei, fazendo um sinal para as escadarias, tinha meu bastão elétrico já em mãos. A provável ameaça do lado de fora conseguiu abalar toda nossa confiança no homem tigre e passamos a suspeitar de que ele preparava algum tipo de invasão. Eu inclusive cogitei a hipótese de sua conversa ser uma distração. De qualquer forma, ele teria sua chance de provar que estávamos errados.





◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

03 Potencia
02 Reflexo
04 Intelecto
04 Raciocino

▎PV'S: 107

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão

Poderes:


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 16 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes.
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 12 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras.
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.

Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica  sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Mestre das Sombras
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS

▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, mas a menina ainda não descobriu qual sua real função.

▎ Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

▎ Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

▎ Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul (Ming Bluesky)
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.

observações:

~ Música: Make a Move (Icon for Hire)
~ Quer ação? Então faz a linha de frente, tigre. Kkk
~ Comece a dançar, UAI...
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || PERÍODOS VARIADOS || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3086

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] A Bela e a Fera :: Capítulo II

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum