Fontes

[RP Individual] Arquivo de Investigação: Caso Rockwell - Capítulo I

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP Individual] Arquivo de Investigação: Caso Rockwell - Capítulo I

Mensagem por Elizabeth Finnighan em Sex Jun 03, 2016 11:53 pm

Arquivo de Investigação:
Caso Rockwell


_________________________________
Participantes: Elizabeth Finnighan
Local: Sem lugar fixo (vários locais)
Dia da Semana: Terça e quarta-feira
Horário: Entre 22:30 de terça-feira e 5:00 de quarta-feira.


RP Individual Fechada

_________________________________

avatar
S.H.I.E.L.D.
Localização :
Nova York

Mensagens :
74

Dólares :
3301

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Individual] Arquivo de Investigação: Caso Rockwell - Capítulo I

Mensagem por Elizabeth Finnighan em Sab Jun 04, 2016 1:35 am

Arquivo de Investigação:
Caso Rockwell


Delegacia de Polícia de NY - Departamento de Homicídios - Terça-feira, 22:30

A chuva fina caía gelada por fora da janela do táxi, deixando menos desconfortável o ar abafado dentro do veículo cujo ar-condicionado estava com defeito. Elizabeth observa a janela do carro, vendo a paisagem do lado de fora se desmanchar em um borrão enquanto o motorista acelerava, tagarelando incessantemente:

- Viu aquele caso dos mutunas que atacaram um shopping em Miami semana passada? Eu vi as fotos, foi horrível... É por isso que eu defendo que eles sejam registrados e controlados de perto. Não podemos conviver com essa gente rodando por aí o tempo todo, não é mesmo?

O velho taxista fala para Elizabeth, tentando encará-la pelo espelho retrovisor, mas sem conseguir chamar a atenção da jovem, que parecia mais entretida com a paisagem do lado de fora:

- Não que eu seja preconceituoso, longe disso... Mas eu não quero que meu filho, ou neto, seja morto por uma dessas aberrações amanhã ou depois...

Em seu pensamento, Elizabeth dividia seu raciocínio entre decifrar o que o Comissário Rodder queria com ela sobre o novo caso Rockwell, e compreender as contradições da fala do taxista, ela podia deduzir que Rodder tinha um caso "curioso" onde as vítimas não se encaixam em nada, e que o motorista tinha um péssimo desenvolvimento emocional e empático:

- Aqui, dona, chegamos...

- Fica com o troco.

Elizabeth fala com um sorriso firme, entregando uma nota de cinquenta dólares que, pela aparência, havia passado muito tempo amassada em sua carteira. Ao sair do veículo, a detetive sente o vento gelado da noite soprar algumas mechas soltas de seu cabelo sobre seu rosto, e a chuva fina a faz arrumar seu casaco para aquecer seu pescoço:

"Vamos lá, comissário, faça essa noite valer a pena."

A detetive pensa, seguindo até a escada da delegacia, e subindo a passos apressados.

Laboratório do Necrotério, 22:41

Elizabeth dá três batidas na porta da grande sala branca, onde no centro estava posicionada uma grande maca de metal, e um pano branco sob o qual, muito provavelmente, havia um cadáver depositado, os balcões nas paredes cujos tampos de pedra cinza descansavam inertes sobre as estruturas de metal, e a mulher loira de visual "punk", destoado pelo jaleco branco de auxiliar-legista arrumava as ferramentas de seu último turno de serviço de costas para a porta:

- Contusões por todo o corpo, coagulação subcutânea na região das costelas, também no pescoço por pressão para causar asfixia, mas feitas por mãos não tão grandes... Uma mulher?

A detetive fala para a mulher, chamando sua atenção:

- Deduziu tudo isso só olhando para o lençol do cadáver?

A loira, Adrienne Savoy, pergunta em tom incrédulo para Elizabeth:

- Nãããão... Estava fazendo um resumo rápido da sua última noite, a julgar pela gola alta, que não está alta assim, isso indicaria mãos femininas, ou uma evolução bizarra pré-adolescentes, ou talvez cinta. Mas não acho que tenha chegado a tanto...

Elizabeth fala com um certo cinismo, porém mantendo um humor amigável de proximidade, visto que sabia detalhes sobre a vida sexual da auxiliar legista:

- Credo, não, de mulher já basta eu... Agora sobre o cinto... Eu tinha que tentar...

Adrienne responde para a detetive, mantendo um sarcasmo bem-humorado:

- Tá certo, não vou bancar a fiscal da fod@ alheia, até mesmo porque nem vim aqui pra isso... Quero que veja isso pra mim.

Elizabeth fala sério dessa vez, tirando do casaco um plástico onde havia um coletor usado, entregando para Savoy:

- E o que é exatamente e o que estamos procurando?

- É uma amostra de saliva, e provavelmente há algo infeccioso, e se cruzar no banco de dados, vai cair no caso Rockwell, de Anthony Rockwell. Quero que verifique o que é essa contaminação...

Elizabeth fala, dando instruções para a auxiliar de legista, que também era estudante de química:

- Você pegou uma amostra infectada com um coletor comum? Tá querendo infectar nós duas com isso? Coleta de amostras são diferentes quando sabem que há uma infecção...

A médica-auxiliar fala indignada, colocando a amostra em cima da pia, e vestindo uma luva de borracha:

- Bom, ainda não sabem da infecção, mas provavelmente vai chegar pra você uma amostra semelhante no futuro...

Adrienne se vira para Elizabeth:

- É uma investigação por conta?

- Sim...

- Certo, vou ver o que posso fazer... Isso fica entre nós...

- A amostra, ou o lance do cinto?

Elizabeth pergunta, fazendo uma última piada antes de deixar a sala para a médica legista terminar seu trabalho.

Sala do Comissário Rodder, 22:53

A detetive pára diante da porta, dando três batidas:

- Entra, droga!!! Não é um bom momento, mas entra!!!

A voz rouca de Derick ecoa por trás da porta, e pela maneira que ele havia respondido, seu humor inconfundível e habitual denunciava que estava tudo bem. Elizabeth retira um maço de cigarros do bolso, e entra:

- Comissário Rodder, acho que esqueceu isso lá embaixo...

A mulher entra, colocando apenas a cabeça para dentro da sala mal-iluminada, abarrotada de documentos por todos os cantos da mesa, e uma estante ao fundo cheia de livros intocados, enquanto a pouca luz do farolete de mesa era esfumaçada por um cinzeiro cheio:

- Detetive, tenho um caso mal-resolvido aqui pra você... Entre e sente-se.

Elizabeth entra, fechando a porta às suas costas, e se senta, colocando o maço de cigarros em cima da mesa. Sabia que o comissário tinha um sério problema com o fumo, e depois que isso lhe havia custado o casamento, só piorara:

- Muito bem, detetive, vou te deixar à par de um novo caso. Ele foi confidencial durante um tempo, e agora gerou uma coisa ainda maior... Esta é a ficha de dr. Anthony Rockwell, um virologista de renome que foi investigado no ano passado pela suspeita da morte de quatro pacientes, com o que foi identificado ser uma assinatura bastante peculiar para um serial killer...

- O uso de vírus para matar suas vítimas, e agora, querem prendê-lo, certo?

Elizabeth fala para o comissário, dissimulando seu conhecimento sobre a morte de Rockwell:

- Péssimo costume de adiantar o que as pessoas vão falar, espertinha, mas não... Rockwell está morto. E nas mesmas condições de suas vítimas.

- Mais informações, comissário...

A detetive fala, se debruçando sobre a mesa em sinal de curiosidade...

Continua...

NPC's Importantes:


Descrição: Abaixo são apresentados os principais personagens na trama da RP acima.

- Nome: Derick Rodder
- Idade: 45 anos
- Raça: Humano
- Profissão: Comissário da Polícia de NY
- Descrição Física: Derick tem 1,75m de altura, 70 quilos, corpo levemente definido, tem cabelos loiros, lisos e raspados curtos, pele branca e olhos castanhos. É terrivelmente mau-humorado, vive fumando, sempre usa o mesmo sobretudo marrom e parecer ser o único que não percebe que Elizabeth é uma mulher trans (ou realmente não importa para ele).
- Participação: Responsável pela investigação do Caso Rockwell.

- Nome: Adrienne Savoy
- Idade: 25 anos
- Raça: Humana
- Profissão: Auxiliar de médico-legista, estudante de química
- Descrição Física: Adrienne tem 1,57m de altura, 45 quilos, corpo magro e esguio, cabelos castanhos escuros, lisos e raspados nas laterais, pele branca e olhos castanhos. Tem vários piercings e tatuagens, além de sempre usar um estilo de roupas urbanas que variam do punk ao gótico.
- Participação: Aliada e informante de Elizabeth.

- Nome: Anthony Rockwell
- Idade: 47 anos
- Raça: Humano modificado geneticamente
- Profissão: Virologista, suspeito de ser assassino em série
- Descrição Física: Anthony tem 1,78m de altura, 65 quilos, corpo magro e esguio de musculatura definida, pele branca (caucasiano), cabelos castanhos escuros curtos, e olhos castanhos.
- Status: Inativo. Morto.
- Participação: Paciente zero do vírus Hecatombe.

avatar
S.H.I.E.L.D.
Localização :
Nova York

Mensagens :
74

Dólares :
3301

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Individual] Arquivo de Investigação: Caso Rockwell - Capítulo I

Mensagem por Tempestade em Dom Jun 12, 2016 9:57 pm

RP Finalizada e PF's entregues
avatar
Admin
Localização :
Em todos lugares..

Mensagens :
84

Dólares :
3291

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Individual] Arquivo de Investigação: Caso Rockwell - Capítulo I

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum