Fontes

Simulação :: Alecto Gorgon II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Simulação :: Alecto Gorgon II

Mensagem por Tempestade em Qua Jun 15, 2016 10:22 pm



SOB O MANTO ESTRELADO VOCÊ ENCONTRA SUA MAGIA
THE SPELL

SIMULAÇÃO :: O CHANTAGISTA

O som pulsante vibra em seus ouvidos, o chão sob seus pés treme a cada batida mais forte da música animada que toca dentro daquele galpão. O local serve como salão para uma das festas mais privadas que acontece na cidade. Seu desejo é aproveitar aquele momento, mas sua missão te impede.

Ali, do lado de fora, você analisa a melhor forma de entrada, pois não pode ser vista. Seu segundo e maior objetivo é calar o chantagista que descobrira um dos segredos de seu grupo. Mas nada será assim tão fácil...

INFORMAÇÕES GERAIS


~ Como dito na introdução, você precisa entrar no local sem ser percebida e isso deve ser desenvolvido com cautela. Há apenas uma entrada no lugar e por ela só entra aqueles que possuem convites.
~ Seguranças armados e bem treinados guardam todos os cantos do grandioso galpão, ao total são 15, cuidado com eles...
~ A festa é voltada para mutantes, por isso tenha noção de quem está à sua volta.
~ O segredo fica sob sua decisão, mas precisa ser algo grave ao ponto de você precisar agir de maneira sigilosa até mesmo diante aos seus companheiros.
~ O chantagista está se divertindo com umas mulheres em uma parte privativa no subsolo. Ele é um mutante de seu nível, com a habilidade de geocinese. Você deverá desenvolver uma batalha árdua que no fim acabará com boa parte do galpão desabando.
~ Fuja do desabamento, mas antes tenha certeza de que o mutante nunca mais irá lhe incomodar.
~ Missão por PFs.
~ Prazo: 15 dias para postagem.
~ Boa Sorte!
~ Dúvidas, reclamações, mimimi's e bagaceiras do gênero é só mandar MP.
~ Divirta-se!

avatar
Admin
Localização :
Em todos lugares..

Mensagens :
84

Dólares :
3291

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Simulação :: Alecto Gorgon II

Mensagem por Alecto Gorgon em Seg Jul 04, 2016 4:03 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung


Dias atrás

Alecto havia acabado de sair do banho quando batidas na porta de seu apartamento chamaram sua atenção. Não havia ninguém na porta, apenas um envelope preto com letras vermelhas.
"Para Scorpion." Estranhando seu pseudônimo no envelope, abriu o envelope e o conteúdo fora ainda mais estranho. Imagens mostravam a loira na 5º avenida, seu ataque a Alexandra e outra imagem de alecto usando seus poderes em um alvo em um local que a lembrou um dos ringues clandestinos que frequentava.
"Prezada Scorpion.
Deve estar se perguntando o que significa tudo isso, deixe-me contar.
Posso provar seu envolvimento no terrorismo na 5º avenida e no massacre que levou a morte de quase todos os membros da irmandade mutante.
Se desejar vir atrás de mim, vazarei as informações para a Shield, assim como farei se não me pagar 2bi de dólares.
Ao final da semana receberá outra carta contendo os dados para a transferência."
A carta não estava assinada, as palavras "quase todos os membros" chamaram a atenção da moça, e principalmente o fato de alguém ter descoberto seu apartamento mais segurio.

Atualmente

Alecto havia demorado quase quatro dias para poder descobrir a identidade do chantagista. Impedida de utilizar sua rede de informações e qualquer outro recurso do seu grupo, a atualmente loira precisou agir por conta própria. Começou a rastrear primeiro os antigos membros da irmandade, descobrir as informações daqueles que haviam sido assassinados na 5º avenida fora um pouco complicado, mas nada que um bom dinheiro não resolvesse para com o legista chefe de NY.
Depois de comprar aos dados retirados do IMl com os dados levantados com Renly - Antigo líder da irmandade. - Alecto finalmente conseguiu encontrar apenas um nome. Stevan.
Um novato na irmandade que havia se afiliado semanas antes do atentado. Na posse do seu nome, Alecto conseguiu rastrear Stevan, ele não era um típico membro da Irmandade mutante, ao contrário, era um empresário bem sucedido, que se encaixaria muito melhor no clube do inferno do que na irmandade.
A casa XII conseguiu roubar a agenda semanal da mente da secretária de Stevan, encontrando com a moça em uma padaria, horas antes dela seguir para o trabalho.

Já era sábado a noite. O som alto que saía do galpão ecoava por quilômetros afrente. Vestida a caráter, Alecto seguiu para a festa que era destinada apenas para mutantes.
Alecto estacionou em um local onde tivesse visão de toda a entrada do galpão, assim como a movimentação do lado de fora, que não era pequena.
De dentro do carro, ela conseguia observar que a entrada era concedida apenas depois da apresentação de um convite, o que era realmente um problema. Não havia outra forma de entrar que não fosse pela porta principal, o que era algo muito útil para uma festa mutante.
Com um plano improvisado, Alecto desceu do carro e rodou pelo estacionamento, aproximando-se o suficiente de um grupo de mutantes que fumava do lado de fora.
Entrar na mente de outro mutante sempre fora perigoso, principalmente quando não se sabe o que o outro pode fazer. Invadindo a mente do unico mutante do grupo que parecia estar preocupado com algo, apenas o suficiente para saber seu nome e algumas informações básicas (Porque estava preocupado e quais seus poderes).
- Jacob... - gritou a loira, saindo de onde estava e andando na direção do grupo. Todos a encaravam, e Jacob pareceu tentar se lembrar da mulher que se aproximava.
- Sou eu, Samantha. - O jovem apresentava algumas dúvidas, mas em seguida elas desapareceram, dando espaço a um sorriso. O grupo aparentava ficar cada vez mais impaciente para entrar, e todos aguardavam a chegada do irmão de Jacob.
- Porque não entram ? Eu espero o Ed com ele. - Falou, apontando para o rapaz ao seu lado, dando o único sinal de que o grupo precisava para poder começar a curtir sem ficar com a consciência pesada.
Conversaram por algum tempo, Alecto sempre invadia a mente de Jacob quando aparecia uma nova pergunta mais íntima, era fácil ver tudo sobre a tal Samantha, já que os sentimentos que o rapaz nutria por ela na adolescência eram grandes de mais para passar despercebido.
- Acho que deixei meu convite no carro. - passou as mãos pelos bolsos indicando que não encontrava, até escutar o que tanto queria com aquilo.
- Vou com você até lá. - Alecto sorriu e seguiu para onde seu veiculo estava, Jacob era um mutante com poderes de Hidrocinese, e não aparentava ser um desafio para Alecto, já que tudo em suas memórias indicava que ele odiava qualquer tipo de violência.
Assim que chegaram em um veiculo qualquer, a loira sorriu e se aproximou de Jacob, fazendo com que ele entrasse em torpor e o puxando para o canto, roubou o convite do rapaz.
- Foi mal ai... - Alecto deixou o rapaz caído no chão de terra do estacionamento e seguiu para a entrada, onde o careca gigante que recebia os convites a deixou entrar depois de apresentar o convite.

A música alta no local era incômoda, ela tinha certeza que se estivesse lá para curtir, estaria adorando tudo aquilo, mas não naquele momento. Por todos os lados que olhava, apenas conseguia ver mutantes aproveitando a noite, alguns eram ponderados, outros gostavam de se exibir. Deixando seus olhos totalmente negros, pode ver melhor naquele escuro, procurando por qualquer um que se parecesse com Stevan.
Um briga começou entre um pirocinético e um meio lobo, a multidão mais próxima corria e se afastava, enquanto guardas fortemente armados cercavam os dois.
Alecto se aproximou apenas o necessário para invadir a mente de um dos guardas. As memórias não vieram completas, era difícil se concentrar com tantas pessoas ao seu redor, principalmente porque a memória de todos mais próximos invadiam sua mente.
Já com dor de cabeça, a casa XII se afastou da confusão e seguiu até o bar, onde pediu uma cerveja.
Sua mente girava com tantas novas informações...
Uma mulher e seu amante, um corno assassino, uma briga de bar, um stripper... Informações roubadas de pessoas que se quer Alecto havia reparado, mas sabia que eram as mais próximas no momento. Bebeu a cerveja enquanto tentava filtrar as informações que precisava das inúteis.
Já no final da segunda cerveja um flash passou em sua mente. A esquerda de onde o DJ estava, havia uma escada que levava para o Subterrâneo. Sua mente acompanhava a memória que mostrava um homem descendo pelas escadas e encontrando com mais alguns guardas e passado por uma porta metálica.
A sala atrás da porta era muito bem decorada, móveis de luxo e quadros caríssimos. Havia um homem moreno, seu cabelo era baixo e não havia barba em seu rosto. Estava muito bem vestido para um local como aquele. O homem passava algumas instruções que não ficaram claras na memória.
Alecto se perdeu da memória quando uma moça esbarrou nela, a levando de volta para o galpão com música alta e iluminação precária.

Atravessando a multidão e seguindo pelo meio do galpão, Alecto se camuflava da melhor forma que podia entre tantos mutantes que curtiam aquela música. Passou pela entrada ao lado da mesa do Dj e se deparou com um corredor bem iluminado, que terminava em uma curva para a esquerda. Alecto seguiu pelo corredor, ao virar para a esquerda avistou dois guardas fortemente armados guardando a tal porta metálica.
Não havia tempo para pensar em um plano, assim que a casa XII avistou os guardos os mesmos a viram também. Não havia para onde correr ou o que fazer, estava na hora de jogar toda a prudência para o alto.
Alecto fez com que um vetor aparecesse abaixo de cada guarda, apontando para o teto próximo a ela. Os homens foram impulsionados a 320km/h contra o teto, e caíram no chão desacordados. O som oco da queda ecoou alto pelo local, mas a música encobriu seus rastros. Pegou as armas dos seguranças e atravessou o corredor sem muita pressa, tentando invadir a mente de qualquer um ali próximo, mas aparentemente ou a sala já estaria vazia ou a porta metálica a estava bloqueando.

A porta não estava trancada, bastou girar a maçaneta para poder abri-la, encontrando finalmente seu chantagista. Stevan não pareceu surpreso, ao contrário, sorriu e apontou para que Alecto entrasse.
- Eu sabia que você não iria me decepcionar. - falou ao se levantar, tirando de seu colo uma loira muito bonita, e fazendo sinal de que as outras saíssem do local. - Aceita uma bebida ? - Stevan se encurvou até a mesa de centro entre os dois sofás e serviu uma dose de whisky para cada um, deixando o de Alecto sobre a mesa, apontando para que ela senta-se no sofá a sua frente.
Intrigada e ao mesmo tempo irritada com a situação atual, Alecto franziu o cenho e andou até o sofá, sentando-se e dando um gole na bebida logo depois de ver Stevan fazer o mesmo.
- Vai me dizer que estava me esperando ? - falou cinicamente, colocando ambas as metralhadores apoiadas em seu colo e apontando para o homem a sua frente.
- Mas é claro que estava... Mandar uma ameaça daquelas para seu apartamento pessoal e achar que você não me encontraria seria burrice de mais para uma pessoa como eu. - O homem deu outro gole na bebida e encarou Alecto dos pés a cabeça.
- É exatamente isso que me intriga. Um homem como você estando na Irmandade mutante.. Porque ? E se já sabia que eu iria te achar, porque correr o risco ? - Stevan se levantou, o que fez com que Alecto calmamente colocasse o copo sobre a mesa de centro e segurasse ambas as metralhadoras com os dedos nos gatilhos, mas sem apontar para o homem. Stevan andou até um armário e a abriu, mostrando um pequeno frasco com um líquido esverdeado.
- Eu precisava me aproximar da elite mutante. E começar no clube do inferno tendo que competir pela atenção entre tantos egoístas e egocêntricos daquele lugar levaria muito tempo. - Ele mostrou o frasco para Alecto e sorriu de forma cruel.
- Eu precisava me aproximar dos zodíacos, mas suas regras me impediram de virar um membro. Além disso, todos os outros são discretos de mais para serem vitima de uma chantagem. Ao contrário de você. - A ultima frase fez com que Alecto se levantasse e desse uma risada, aquela situação já estava se tornando extremamente irritante, e a moça aos poucos sentia o desejo por sangue começar a crescer, como uma fera que chega ao seu ápice da fome.
- Precisa tomar suas vitaminas na hora ? - perguntou sarcástica, sem tirar os olhos do vidro com líquido esverdeado.
- Sabe Alecto, nesse mundo, mesmo sendo um grande empresário, se você se revelar um mutante seu espaço simplesmente desaparece. Então eu resolvi me aliar com quem eu sei que no futuro posso tirar aproveito. Esse frasquinho aqui, contém o primeiro soro que vai transformar uma mutante em humana. - Arqueando as sobrancelhas, o homem retirou uma espécie de pistola metálica e colocou o vidrinho dentro dela.
- Ok Stevan, você acabou cavando sua própria cova. - Abrindo um sorriso que normalmente não é conhecido por ninguém, pois apenas suas vítimas presenciam, Alecto mirou o homem e atirou com as metralhadoras. Stevan deu um passo para atrás e criou um muro de pedra que barrou todas as balas da metralhadora.
Alecto sorriu frente ao desafio, jogou as armas para o lado e criou uma grande broca na mão esquerda, e um tentáculo na direita, um vetor a impulsionou para cima do muro de pedra, mas Stevan já aguardava por isso, manipulando uma grande rocha que acertou Alecto assim que ela pousou sobre o muro, jogando-a para baixo.
O sangue escorria do lugar onde Alecto havia sido acertada, mas aquilo estava longe de terminar. Alecto correu para a esquerda passando pelo muro, e dando de cara novamente com Stevan, que se cercou por três grandes pedras que flutuavam. Assim que a avistou, as três rochas foram impulsionadas contra Alecto, que as defendeu criando um redemoinho de vetores que girava em alta velocidade. A loira usou um dos tentáculos para tentar segurar o homem, mas ele criou uma barreira de pedra entre ela e ele, impedindo o ataque.
- Você não passa de um rato. - gritou, já cansada daquele jogo de gato e rato.
- Vê se para quieto e eu te mato de uma vez. - Stevan correu para atrás do muro onde aguardou novamente a aproximação da moça. Estando em posse daquela arma carregada com a cura mutante, a líder não poderia simplesmente aparecer de frente para ele e tentar mata-lo, não, precisaria ser mais esperta do que ele.
Criou um vetor acima do muro, outro do lado direito, e outro do lado esquerdo, em seguida um vetor apareceu abaixo dela, impulsionando a mesma para cima, esquerda e depois direita. Enquanto se movimentava a 320km/h, Alecto viu Stevan tentar mira-la, sabia a posição do homem e por isso criou um novo vetor, um que ficava exatamente atrás dele.
Rapidamente sendo impulsionada para atrás do homem, Alecto acertou um chute no braço cuja mão segurava a pistola, deixando que ela caísse no chão. A loira sorriu, estando a menos de 2 metros do homem, já estava pronta para ataca-lo quando Stevan bateu o pé no chão, fazendo todo o chão tremer, e uma grande onda de terra se levantar e ir na direção da loira.
Alecto correu e rolou para o lado, ainda sendo pega pela onde de terra. Cuspiu um pouco de terra e sacudiu os cabelos, se levantando com certa dificuldade. A roupa pesada atrapalhou um poucos seus movimentos, o que fez com que Alecto arrancasse a camiseta, deixando montes de terra saírem de dentro dela.
Só de sutiã, a loira criou uma serpente de sombras e segurou Stevan no momento que o homem encarava seus peitos.
Segurou o homem pelo pescoço e o puxou em sua direção.
- Pronto pra sua morte, homenzinho ? - falou com um sorriso sádico, aproximando-se do homem que havia caído ao ser puxado. A broca girava rapidamente na sua mão, enquanto a outra prendia Stevan pelo pescoço.
- Se eu for, você vai junto. - respondeu, batendo as palmas no chão e fazendo todo o local tremer.
Alecto olhou ao redor e viu que tudo estava tremendo, chão, teto, paredes, tudo feito de terra e pedras e perfeitamente manipulável. Sem dó ou qualquer tipo de reação adversa, Alecto atravessou a broca no peito de Stevan, seu sangue espirrou em Alecto e ao redor. Jogando o corpo longe, a loira se adiantou para sair do local. Tudo começava a desabar, o corredor a sua frente já estava parcialmente bloqueado, mas deu para se esgueirar.
Ao sair do corredor o galpão estava uma loucura, os mutantes corriam, alguns voavam, seguravam pedaços do telhado que caíam com telecinese ou teleportavam outros, mas a grande maioria corria. Alecto aproveitou que parte do telhado já havia caído para criar vários vetores, que a impulsionaram para fora através da abertura no telhado no momento em que os guardas corriam em direção ao corredor.


2528 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3606

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Simulação :: Alecto Gorgon II

Mensagem por Tempestade em Seg Jul 11, 2016 10:59 pm



SOB O MANTO ESTRELADO VOCÊ ENCONTRA SUA MAGIA
THE SPELL

O CHANTAGISTA :: AVALIAÇÃO CONCLUÍDA

Pf's ganhos: 43

COMENTÁRIOS

Uma missão por XP não é uma missão se não tiver uma boa batalha, e nesse ponto não houve quase nada para me por em dúvida, com exceção ao fato de Stevan não ter atirado logo no primeiro instante em que Alecto subiu sobre o muro de pedras. Mas tudo bem, digamos que ele queria emoção. Nenhum motivo relevante para descontos na batalha.

Fiquei em dúvida sobre a maneira da zodíaco conquistar o convite e ainda entrar pela porta da frente, já que um dos pontos era não ser vista. Contudo, o desconto nesse caso foi mínimo, até porque você se preocupou bastante com o desenrolar deste quesito e tudo, no fim, ficou muito interessante.

Sim, eu prestei atenção em cada um objetivo e, além do primeiro caso, não houve nada capaz de ocasionar outros descontos. Porém, a fluência do texto foi prejudicada pela repetição de palavras, principalmente o nome 'Alecto'. Por várias vezes você o repetiu, o que acaba 'quebrando' o desenrolar do post. Desenvolvendo um texto em terceira pessoa você pode se referir à sua personagem de inúmeras maneiras e só deixará tudo muito mais 'rico e fluente'. Guarde essa dica.

Outra coisinha que percebi foi que logo no inicio do post você cortou uma parte. Batem na porta e do nada ela já está aberta, com você lendo o conteúdo do envelope. E sim, sou chata com detalhes.

Em suma, a missão foi ótima. Ótima batalha, você usou suas habilidades sem que eu achasse 'impossível' ou equivocado. Preocupou-se inclusive em mostrar as dificuldades na área de telepatia, um poder que tem sim suas desvantagens, afinal, o volume de informações que se adquire lendo pensamentos e memórias alheias tem a capacidade de lhe trazer dor de cabeça, literalmente. Outra dica básica é ter cuidado ao ler memórias de um passado bem distante, acredito que isso mereça sempre muita concentração.

Apesar desses poréns, parabéns! Foi uma missão que não fugiu da coerência e que soube cumprir com o propósito, mantendo-se com doses de emoção sem exagero.

~ Reclamações, dúvidas e mimimi's, só mandar MP.

avatar
Admin
Localização :
Em todos lugares..

Mensagens :
84

Dólares :
3291

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Simulação :: Alecto Gorgon II

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum