Fontes

[RP INDIVIDUAL] Cruel Fairy Tale :: The Helper II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP INDIVIDUAL] Cruel Fairy Tale :: The Helper II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qui Jul 07, 2016 9:01 am



CRUEL FAIRY TALE :: THE HELPER II
RP INDIVIDUAL


Lana se aprofunda ainda mais na realidade dos mutantes escondidos e esquecidos pela sociedade. Recebendo um tipo de ajuda que nunca imaginou que encontraria, ela passa a se sentir cada vez admirada e grata. Sua comparação entre humanos e humanos se aprofunda ainda mais, fazendo com que repudie sua raça e acredite que mutantes são muito mais dignos. Ela finalmente pode reencontrar Lex, isso após receber a ajuda de Wanda, uma mutante com dois filhos recém nascidos e que, apesar da realidade difícil em que vive, se propôs a ajudar sem pedir nada em troca.

Continuação da Individual 'Cruel Fairy Tale :: The Helper'


Participantes: Lana D’yer Elrien
Data:  Atemporal/Dia seguinte após conhecer Timothy.
Clima:  Frio / -1 grau
Horário:  Variados
Local:  Área esquecida de NYC

>> RP INDIVIDUAL FINALIZADA  <<


Creado por Frozen

avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3376

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP INDIVIDUAL] Cruel Fairy Tale :: The Helper II

Mensagem por Lana D'yer Elrien em Qui Jul 07, 2016 9:05 am



— LANA D'YER : NYXER — RP INDIVIDUAL — CRUEL FAIRY TALE :: THE HELPER II
Now I'm a warrior, I got thicker skin. I'm a warrior, I'm stronger than I've ever been. And my armor is made of steel, you can't get in.


I'm a warrior!
Os frouxos degraus daquela escada eram de madeira e rangiam sob meus pés, eles não pareciam nada confiáveis. Eu me encontrava envolvida em meu próprio abraço, apegando-me com todas as forças àquela nova esperança, minha busca por Lex deveria chegar ao fim. Envolvida em pensamentos ansiosos, por vezes ouvia Timothy fazer alguns comentários, mas estava tão concentrada em meus próprios sentimentos que deixava minhas respostas escaparem, permanecendo muda, quase desatenta ao mundo real.

Chegamos ao quarto andar, o último naquele edifício arruinado. O local sem dúvida era o mais degradado, o mais vazio, o mais silencioso. Wanda morava em um daqueles apartamentos e sem esforço logo pude pressupor qual era. Um choro duplo de recém nascidos rompeu o silêncio e na sua direção seguimos. Provavelmente Timy já conhecia a mulher, já sabia onde morava, mas eu procurava cada vestígio que pudesse me ajudar a encontrá-la. Isso não seria necessário, eu tinha o velho sábio para me guiar, mas a minha ansiedade era incontrolável, nervosa, desesperada. Eu não conseguia simplesmente seguir sem que ao menos minha mente trabalhasse em buscas, era como se assim alimentasse toda esperança.

Chegamos ao apartamento, nos deparando com a porta entreaberta. Timothy, mostrando-se respeitoso e educado, bateu três vezes, esperando alguém permitir nossa entrada.

- Entre, por favor. Estou muito ocupada. - imediatamente uma voz feminina doce, mas cansada, pronunciou-se, sem permitir que aguardássemos por mais segundos.

O ex militar abriu por completo aquela porta, sendo calmo e vagaroso. Então, finalmente, pude conhecer Wanda. E ela não era nem um pouco da maneira que imaginara. Eu realmente não sabia o que esperar, mas a mulher à minha frente era absurdamente comum. Tinha uma pele parda, cabelos encaracolados presos em um coque fajuto e mal feito, olhos castanhos como suas madeixas, sua estatura era baixa e ela usava roupas normais, apesar de muito gastas. Embalava seus gêmeos, um em cada braço. As crianças choravam como se possuíssem um fôlego de mil homens, mas a paciência da mulher era admirável, em nenhum momento a deixou perder a cabeça. Seu olhar sobre os pequenos era repleto de carinho e ela cantalorava uma música sem letras. Eu deparava-me com uma mutante, mas a via como uma pessoa comum, uma simples mãe tendo problemas com o choro de seus filhos.

Apesar de termos a permissão para entrar, Timothy e eu ficamos calados, estáticos na entrada, esperando algo a mais daquela mulher, algo que nem sabíamos o que era. Era provável que o veterano sentisse a mesma sensação incômoda que eu, parecia que estávamos invadindo um momento muito íntimo e por isso não sabíamos como reagir.

- Vão ficar parados aí como se fossem estátuas? Falem o que querem, eu posso ouvir, apesar desses dois parecerem capazes de acordar todo o quarteirão. - Wanda disse em tom de brincadeira, quebrando um pouco a situação desconfortável em que nos encontrávamos. Ela olhou diretamente nos nossos olhos e nesse momento percebi com clareza seus traços latinos, além das bolsas enormes e escuras sob seus olhos. A noite anterior deveria ter sido péssima.

Olhei ao redor em busca de algum indício que mostrasse que não morava sozinha, mas nada encontrei. Ela parecia apenas uma mãe solteira, que batalhava para sobreviver por si e pelos seu filhos.

- Precisamos de sua ajuda para encontrar um amigo mutante. - Timothy revelou sem rodeios, agora entrando. Como tomara uma atitude, eu o segui como se fosse sua sombra. Olhei de maneira insistente para mulher, mas não de uma forma inquisidora e sim admirada. Ela me parecia alguém que, apesar das dificuldades, lutava para sobreviver com seus filhos e tinha muita paciência com eles. Não poderia ser comparada com meus pais adotivos ou biológicos. Ainda sem querer eu pensava sobre isso, fazia essa comparação absurda. E a cada segundo naquele edifício, naquela realidade, mutantes me pareciam muito mais dignos do que qualquer humano.

Quando finalmente as crianças pararam de berrar, Wanda veio em nossa direção, e para nossa surpresa colocou seus filhos em nossos braços. A morena não falou nada naquele instante, apenas o fez, sorrindo ao ver nosso mau jeito com crianças. Livre dos pequenos, ajeitou seus cabelos para trás, penteando-os com as mãos, recolhendo mechas rebeldes que caíam sobre seu rosto. Disse segundos depois, mostrando grande prestatividade:

- Sem problemas, mas já aviso que estou muito cansada e pode demorar um pouco. Só preciso que se foquem em memórias conjuntas ao mutante, irei rastreá-lo com base nisso.

[color=#7A378B]- A menina que o conhece, apenas estou ajudando a encontrá-lo. - Tim esclareceu, fazendo com que ela só olhasse para mim.

- Tudo bem, Lana, pense em seu amigo.

Wanda sabia meu nome. Tudo indicava que sua habilidade era a telepatia, algo perigoso para aqueles que possuíam segredo, mas que poderia ajudar muito naquele momento.. A mutante focou em meus olhos. De princípio minha mente estava confusa, mas toda a agitação foi se apaziguando e eu mirei os olhos escuros da latina, relembrando de momentos marcantes que compartilhara com Lex. Aos poucos uma sensação estranha começou a se manifestar. Senti como se os olhos da morena tivessem a capacidade de absorver minhas memórias e toda minha alma. A sensação era inexplicável, ao mesmo tempo em que minha mente parecia vazia, era como se estivesse sendo preenchida por algo inevitável e impossível de ser controlado, minha cabeça com o passar do tempo começou a pesar.

- Não reaja, apenas deixe as memórias fluírem. - ela disse e continuou a me encarar por longos  segundos.

- Alexius Grimm... - ela sussurrou para si e repentinamente se virou, provocando um longo alívio em minha mente. Foi em direção a uma cadeira que estava a poucos metros de distância e se sentou sobre ela. Fechou seus olhos e abaixou sua cabeça, parecendo entrar em estado de transe.

Eu continuava levemente atordoada, até sentir o movimento sutil do bebê em meus braços. Imediatamente o segurei com mais cuidado, sentindo meu coração disparar pelo susto e pelo receio de deixá-lo cair. Olhei para o bebê gorducho e simpático, ele parecia muito confortável. Eu não sabia se estava fazendo tudo certo, nunca tinha segurado uma criança, mas quando o vi dar um sorriso desdentado, senti-me muito mais confiante. Percebi que a criança se sentia calma em meus braços, o que me deixou tranquila. Pelo menos eu não assustava criancinhas.

Wanda levantou-se da cadeira, buscando papel e caneta, escrevendo algo logo depois e repassando para mim.

- Alexius também busca por você, está muito aflito. Infelizmente não consegui estabelecer uma conexão com ele, mas percebi que não está muito longe. Captei o nome dessa cafeteria, ele a procurou por lá, está no local nesse momento. Corra e o encontre...

Olhei para o papel e reconheci o nome, era a mesma cafeteria que nos encontramos logo após nos conhecer. Lex parecia estar me buscando em locais já frequentados por nós, o que foi fácil de compreender. No entanto, um problema surgiu... Eu não seria veloz o suficiente para ir até ele e encontrá-lo a tempo. Pensei em como fazer isso, mas não encontrava nenhuma solução, até pensar em Chloe, a garota que vivia a correr e que tinha como habilidade a super velocidade... Ela poderia me ajudar se fosse rápida o suficiente...



◉ informações


Ações:

~
~
~

FICHA X:

Defeitos:


▎Fanatismo (1 ponto): Toda a admiração e dependência de Lana por Érebus beira ao fanatismo. Apesar de muitas vezes o homem mostrar uma personalidade duvidosa e cruel, ela tem plena convicção de que ele sempre a amará e protegerá.
▎Juventude (1 ponto): Sua pouca idade muitas vezes a impede de entrar em certos lugares e fazer certas coisas...
▎Magnetismo Sobrenatural (1 ponto): Toda a bagagem trazida pela viagem da encarnação anterior de Lana lhe rendeu a abertura de poder se comunicar com os mais diversos mundos e criaturas. As criaturas das sombras a perseguem pelo seu dom e quando os deuses primordiais decidirem se manifestar tudo se tornará ainda mais complicado. Será cobrada a herança dada pelos primordiais maiores, justamente Érebo, Nyx, Caos e Calígena. Lana ainda passará a ser ‘possuída’ pela força de Annya, sua antiga encarnação.
▎Temeridade (1 ponto):  Quando trata-se de proteger aqueles a quem ama (Lex e Érebus) Lana não se importa se colocará sua integridade física (ou até mesmo vida) em risco ou não. Outro ponto que pode fazer com que ela ignore o perigo é sua intolerância à covardia.
▎Intolerância (1 ponto): Lana não tolera qualquer tipo de covardia. Apesar de muitas vezes estar pouco se importando com o que acontece com os desconhecidos ao seu redor, presenciar alguma cena que ela considere covarde a tira do sério. O motivo é bem simples, quando era criança por muitas vezes ela foi agredida e humilhada por seus pais adotivos, sempre os tachando como covardes – ideia que foi fortificada por Érebus.

Atributos:

04 Potencia
03 Reflexo
06 Intelecto
06 Raciocino

▎PV'S: 110

Perícias:

▎Ocultismo
▎Bastão
▎Arma de Fogo (Taser)

Poderes:


Nome: [P] Mestre das Sombras III
Grupo: Domínio sobre a escuridão/sombras
Efeito: + 7 em testes ligados à escuridão/sombras. (Só pode ser usado uma vez no turno)
Efeito: + 1 turno de duração para seus poderes ligados à escuridão/sombras.
Efeito: + 3 em todos testes ligados à escuridão/sombras.
Descrição: Lana atingiu um grau elevado em seu controle sobre as criaturas sombrias e qualquer ataque ligado às sombras. Agora, muito mais experiente, ela consegue executar qualquer ação referente às sombras com mais facilidade, obtendo maiores chances de sucesso, além de estender a duração de seus poderes sombrios.

Nome: [P] Abençoada pela Sorte
Grupo: Alterar Realidade
Efeito: Ignora até um resultado 1, re-rolando uma vez por Missão/RP.
Descrição: Com todo seu esforço e busca por aperfeiçoamento, os deuses obscuros contemplaram a garota com algo que pode ser chamado de 'magia da sorte'. Por algumas vezes, ainda que o destino lhe reserve um contratempo prejudicial, Lana é capaz de reverter a situação.

Nome: [P] Comunicação Sombria
Grupo: Domínio sobre a Escuridão/Sombras
Efeito: Uma vez por Missão ou RP, o narrador pode dar UMA informação importante sobre a Missão ou alvo, se for sobre um alvo precisa ter intelecto Igual ou inferior.
Descrição: Lana consegue se comunicar com criaturas das sombras, sendo estas em sua maioria não muito poderosas, raramente há manifestações de demônios ou sábios e magos antigos. O controle dela sobre estes seres é mínimo e a menina não possui muita concentração e nem paciência, assim como também não consegue dar ordens e nem sentir a intenção das entidades.

Nome: [P] Camuflagem Primordial
Grupo: Magia Primordial
Efeito: -3 nos testes para a notar nessas situações. (Qualquer um para achá-la estando em um dos ambientes definidos será obrigado a usar pelo menos uma ação)
Descrição: Como uma abençoada pelos primordiais da criação, Lana tem certa facilidade para se camuflar em meio a ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Nesse tipo de ambiente ela passa praticamente despercebida se não decidir mostrar-se. É como se ela se mesclasse ao local. Ela camufla inclusive seus sons, odores e rastros psíquicos.

Nome: [A] Guardiões em Revoada
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +1, para defesa
Teste: -4 para ataque
Defesa: 1d10 + 1
Dano: 1d10 + 0
Ações: 1
Alvos: 1 + 1 por potência
Recarga: 1 vez po ação.
Descrição: Tornando-se agora apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar criaturas únicas e aladas. Não são muito cruéis ou poderosas, porém, demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, e ataca aqueles que ela (Lana) define como alvo em potencial. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um. A quantidade da força liberada é mediana, e Lana consegue organizar o ataque e defesa de maneira ordenada. Um grupo parte para o ataque em vôos rasantes ou qualquer outro movimento propício enquanto outro se foca em manter manobras defensivas capazes de protegê-la ou a um alvo/aliado específico. Sendo assim, pode ser usada tanto para proteger a garota quanto a outro personagem.


Nome: [A] Liberdade às Sombras
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Testes: +12 para golpes com apenas dano
Teste: -8, para bloqueio de ações, deve alcançar a potência da vitima.
Teste: + 12 para as criaturas continuarem causando danos nos turnos seguintes. 'Transferência de teste para dano'
Dano: 3d10 +16 (Apenas para o ataque inicial)
Efeito mental: bloqueio de ações físicas e mentais.
Dano Contínuo: 16 para aquele que continuar sendo atacado pelas feras. 'Transferência de teste para dano'
Ações: 3
Duração: 2 turnos
Recarga: 1 vez a cada 4 turnos.
Descrição: Com sua capacidade de dominar as sombras, a personagem está apta a imobilizar o alvo usando a própria sombra dele. Assim, com o portal das sombras abertos, as criaturas mais cruéis têm a liberdade de se manifestarem, atormentando o alvo de diversas formas, fazendo com que perca todo seu tempo focando no tal ataque que ainda tortura com ferimentos cortantes por todo o corpo enquanto ocorre. Após o ápice inicial os danos continuam, mas sem tanta força, durando até as forças se dispersarem.

[strike]Nome: [A] Manto Obscuro
Natureza: Raciocínio [T]
Grupo: Magia Primordial/Domínio sobre sombras e escuridão
Teste: -2, precisa alcançar o próprio intelecto.
Bônus Passivo: -3 para que a acertem.
Teste: -6 para redução de danos, precisa alcançar o Intelecto da Vitima.
Bônus Passivo: -3 nos danos que a afetarem.
Duração: 2 turnos.
Recarga: Uma vez a cada quatro turnos.
Descrição: Graças à sua Camuflagem Primordial, Lana pode passar despercebida em ambientes onde haja névoa, sombras/escuridão, muita anarquia e caos, além da noite. Contudo, nem sempre ela é capaz de manter-se indetectável. Por isso, quando necessário, ela poderá contar com um tipo de proteção que modifica sua estrutura física, confundindo a visão de todos, pois faz com que se molde ainda mais ao ambiente, tornando-se uma parte obscura dele. Nesse seu estado o máximo que qualquer um poderá ver será um vulto escuro, por isso será difícil de ser focado e ocasionalmente acertado. Com isso ela atinge também uma intangibilidade parcial, o que reduz os danos recebidos. Apesar de sua camuflagem se manifestar passivamente em certos locais e ocasiões, tal manto pode ser ativado em qualquer situação.

Nome: [A] Espectros Alados
Natureza: Raciocinio [T], Intelecto [D]
Grupo: Domínio sobre as sombras/escuridão.
Teste: +2, para criar.
Atributos: -8. Um clone com atributo 0 ou negativo, não existe
HP: 7
Ações: 1, para criar. O Clone possui uma ação por turno.
Duração: 1 turno.
Recarga: 1 vez a cada dois turnos
Descrição: Apta a moldar e estender sua própria força sombria e as sombras que encontra ao seu redor, Lana consegue criar espectros únicos e alados. Focados sempre na defesa, tais espectros servem para os mais diversos fins e demonstram um mínimo de inteligência por se tratar da própria extensão sombria e mente da personagem. Em batalha essa extensão sombria protege a garota ou qualquer um que ela deseje, podendo impulsionar alvos para um ponto específico, carregá-los, conter e até mesmo desviar certos ataques. As criações são aladas e feitas de pura energia sombria, porém, tão sólidas quanto qualquer um, apesar de não sofrerem danos.

equipamentos:
EQUIPAMENTOS
▎Nome: [-] Grimório (Livro das Sombras)
Link: (Foto Aqui) e (Aqui)
Moedas: 100.
Descrição: Foi presente, tendo uma aparência simples no início e sendo personalizado com o passar do tempo. Desde seus seis anos Lana escreve em seu grimório, o primeiro presente dado por Érebus à garota. No princípio ela escrevia pequenas anotações das energias que passavam e o que diziam. As primeiras páginas possuem muitas informações confusas, mas à partir dos dez anos da garota tudo mudou. Os seres das sombras que aparecem raramente e que ela considera mais elevados e poderosos começaram a lhe ditar algo como se fossem feitiços, magias extremamente poderosas e um aviso é bem claro: Não inicie este caminho enquanto não houver o clamor das trevas primordiais. Essa é a frase que mais provoca arrepios na menina.

Como todo grimório, este livro guarda variadas informações mágicas, tudo referente aos conhecimentos adquiridos por Lana, que não teve apenas o auxílio dos espíritos, mas também de seu protetor. A cada ano que passa ele parece conter mais informações preciosas e um fato intriga a menina : suas páginas parecem não ter fim.

▎Nome: [-] Colar de prata e onyx
Link: (Foto Aqui)
Natureza:  -
Tipo: Defesa Mágica
Redutor: - 3 para todas jogadas psíquicas
Moedas: -
Descrição: Um colar de aparência sofisticada e trabalho fenomenal que foi dado à Lana por Érebus em seu aniversario de 15 anos. É um item poderoso e místico, que a menina descobriu sua função, ele protege sua mente contra quaisquer interferência psíquica.

Nome: [P] Uniforme Especial III
Imagem: (Aqui)
Natureza: -
Tipo: Defesa
Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.
Bônus de Acerto: -
Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.
Recarga: -
Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico  e etc.

Nome: [A] Bastão Elétrico
Imagem: Clica
Natureza (Sem Tática): Potencia [D]/Reflexo[T]
Natureza (Tático): Intelecto [D]/Reflexo[T]
Tipo: Corte/Perfuração
Valor: 150
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10+5.
Recarga: 1 ataque por ação.
Descrição: -

Nome: [A] Contenção (Flash Bang)
Imagem: Clica
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Explosão
Valor: 250
Bônus de Acerto: +0
Dano: 1d10+0
Redutor: - 2 em todas as jogadas
Area: 5 metros
Recarga: 1 vez por ação.
Descrição: Essa granada tem a capacidade de forçar em seu estouro, uma explosão luminosa e sonora, de forma a atordoar todos que estiverem em sua área de ação.

Nome: [A] Familiar - Sapo Azul
Imagem: http://www.papeldeparede.etc.br/fotos/wp-content/uploads/sapo_azul_de_pintas_pretas.jpg
Natureza: Reflexo[T]
Afinidade:Mágico
Tipo: Criatura mágica
Moedas: --X--
Efeito: Concede +3 de hp por turno em que tocar seu dono.


Nome: [A] Taser X26C
Imagem: http://ecx.images-amazon.com/images/I/41TiJ0QPg5L._SX425_.jpg
Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]
Tipo: Eletricidade, Atordoamento
Calibre: -
Balas: 6 (carga)
Moedas: 190
Bônus de Acerto: +1
Dano: 1d10-3 por carga (Dano a Potencia; Causa perda de 1 ação a cada carga)
Recarga: 1 carga por ação, máximo de 3 cargas por turno.  Demora 2 ações para recarregar.
Descrição: Atordoa a vitima.
Nota: Dano a potencia só serve para verificar se o efeito surtiu, caso potencia chegue a zero funcionou.

observações:

~ Música:  Warrior (Demi Lovato)
~ la la la
~ Qualquer dúvida, MP!
~ Beijos!

DATA:: ATEMPORAL || MANHÃ || CLIMA FRIO
(c)
avatar
Independentes
Localização :
Nova York

Mensagens :
125

Dólares :
3376

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP INDIVIDUAL] Cruel Fairy Tale :: The Helper II

Mensagem por Tempestade em Ter Jul 12, 2016 2:27 am

RP Finalizada e bonificações entregues
avatar
Admin
Localização :
Em todos lugares..

Mensagens :
84

Dólares :
3276

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP INDIVIDUAL] Cruel Fairy Tale :: The Helper II

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum