Fontes

[RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Anne-Marie Lapeyre em Sex Dez 30, 2016 11:36 pm








Dos efeitos colaterais direto do poder da pirocinética, aos benefícios de um curandeiro na Academia.

Participantes: Kobayashi Hayato, Anne-Marie Lapeyre.

RP Fechada





FRABEL, OE!

esta RP é entre Freya e Abel, okays?


avatar
Localização :
--

Mensagens :
59

Dólares :
1023

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Anne-Marie Lapeyre em Sab Dez 31, 2016 12:43 am

Cura - Post 01

Anne-Marie sentia como se seus braços estivessem constantemente em brasas, com queimaduras feitas há minutos atrás devido a um treinamento autodidata, de forma que fumaça ainda saía dos ferimentos e sua blusa tinha marcas de queimado nas mangas destruídas... Sua teimosia a impedia de desistir de tentar a controlar seus poderes, podia ter problemas em reconhecê-los como parte de si mesma, mas ainda não a impediria de tentar de novo, de novo e de novo, até desenvolver "resistência" àquilo:
- Droga, isso queima... Sai da frente! *
A pirocinética pragueja alto em francês, olhando suas mãos e braços queimados, seguindo em direção à enfermaria e empurrando as pessoas que estavam no caminho, tinha pressa e seu humor estava seriamente afetado:
- É uma emergência! *
Anne-Marie fala na entrada da enfermaria, esperando ser atendida por uma das enfermeiras que já a leva na sala de atendimento emergencial, ajudando a tira a jaqueta com as mangas chamuscadas, para facilitar os primeiros-socorros, e colocando-a sentada numa cadeira onde podia ficar com os braços numa posição mais confortável:
- Queimaduras de segundo e terceiro grau. Estão piorando, Anne.
A enfermeira fala, se dirigindo na sala ao lado, para pegar os produtos para limpeza, desinfecção dos ferimentos, e curativos:
- Até aí, nenhuma novidade...
Anne-Marie fala com o sotaque francês, deixando claro seu desânimo e mau-humor.

*: Falado em francês.
||
avatar
Localização :
--

Mensagens :
59

Dólares :
1023

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Kobayashi Hayato em Sab Dez 31, 2016 1:11 am


Stars
may have heard your wish


E
u tenho uma pergunta, talvez não seja a mais apropriada que você escutará nesta noite ou, talvez também, seja a coisa mais idiota que ouvirá durante toda sua semana e, ainda sim, não deixará de me responder, certo? O que move sua vida? Determinação? Conhecimento? Ou seria a fé? Alguns de nós somos movidos por motivações bobas como o amor, o desejo ou simplesmente por atitudes heroicas demais para se tornar verdade enquanto outros, ah, estes são se baseiam em suas emoções mais profundas para se erguer após uma queda e ficar de pé mesmo quando tudo está dando errado; estes sim eu tenho uma leve admiração além da preocupação palpável que escapa de mim sempre que os vejo afinal, são estes que entram de cabeça nos desafios e quase nunca conseguem voltar vivos ou inteiros de seus embates.

Eu posso ser apenas um monge e, bom, você pode dizer que eu não tenho uma oração como os católicos e evangélicos mas, ainda sim, mantras servem para proteger e eu estarei aqui. — Mesmo que as muralhas estejam caindo. — Sussurrei para o vazio da sala sem abrir meus olhos. Eu estava ali, tomando conta de uma criança acidentada com seus próprios poderes antes que viessem me chamar para socorrer em um novo caso e, bom, eu tinha que ir, não é? O velho ditado diz que a prática sempre leva a perfeição e eu ainda preciso de muitos anos antes de alcançar um nível capaz de evitar outras calamidades.

Porém, muito embora meu propósito de vida seja sempre o bem-estar das pessoas, não deixo de sentir o aperto no peito sempre que me encontro com algum acidentado ou ferido e eu sinto medo, sabe? Medo que não consiga evitar uma nova catástrofe ou algo muito maior da mesma forma que não consiga salvar alguém que, diante de mim, precise de ajuda e eu não possa fazer nada. — Queimaduras sempre são novidades. — Sussurrei enquanto entrava no ambiente hospitalar com meu manto de monge, todas aquelas relíquias e rosários batendo a cada passo que eu dava. — Pelo menos para mim, devo dizer. — Termino ao parar diante da jovem e estender a mão direita para ela e tocando em sua testa com suavidade, os olhos se fechando naquele instante para cantar um mantra antigo de proteção e cura que eu sempre usava ao lançar minha energia cósmica à eles.

Me afastei apenas um passo para apanhar a prancheta na mesa de madeira atrás de mim. — Senhorita Lapreye, certo? Prazer, sou Hayato Kobashi e, bom, sou o responsável pela sua recuperação. — Disse com um sorriso tranquilo nos lábios antes de respirar profundamente e colocar o objeto de madeira sob a madeira e deslizar os olhos da jovem ruiva para a enfermeira e o caminho reverso, múltiplas vezes. — Poderia me contar qual a origem das queimaduras? — O protocolo hospitalar era, em sua grande maioria, desnecessariamente grande mas eu precisava seguir, pelo menos, sob o olhar de um funcionário da ala hospitalar da academia.




#w/ Anne-Marie Lapreye

Be one with the tranquily.
avatar
Localização :
Desconhecida

Mensagens :
38

Dólares :
2602

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Anne-Marie Lapeyre em Sab Dez 31, 2016 11:18 am

Cura - Post 02

Anne-Marie era acostumada com pessoas estranhas, era uma vantagem particular de ter trabalhado nas ruas (as pessoas nunca escondem o que são quando estão pagando), mas era a primeira vez que via um monge de verdade, não deixando de sentir um pouco de receio quando o garoto colocou a mão em sua testa e começou a fazer um som estranho... De qualquer forma, seja lá o que ele estivesse fazendo, parecia funcionar, visto que as dores das queimaduras se amenizavam e, em alguns pontos das queimaduras, a pele já começava a se regenerar:
- Hey, isso é bom...
A pirocinética comenta com o garoto monge, que se apresenta como Hayato Kobashi, o que poderia confirmar talvez sua origem asiática e o fato de ser um monge de verdade:
- Só Anne-Marie, ou Anne... Prazer. Anne se apresenta, respondendo ao garoto, com um humor melhor. - Ela são efeitos colaterais... Eu produzo fogo, mas não sou imune a ele. Então procuro sempre treinar pra tentar ver se consigo, sei lá, desenvolver alguma imunidade, ou pelo menos suportar mais as dores... Quando passo muito tempo sem "treinar", acaba acontecendo involuntariamente quando estou com raiva. Foi o que aconteceu hoje de manhã.
Anne-Marie explica para o jovem monge o que havia acontecido.

*: Falado em francês.
||
avatar
Localização :
--

Mensagens :
59

Dólares :
1023

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Kobayashi Hayato em Sab Dez 31, 2016 12:01 pm


Stars
may have heard your wish


A
inda que eu tenha a sorte de viver por milênios, talvez nunca consiga entender toda a genialidade humana ou sua psiquê que, por vezes, pode apresentar um estado de eterna mutação e aprendizado ou, como em muitos casos, uma estadia em alguma zona de conforto para aquela pessoa; o que acaba gerando um atraso em suas interpretações e levando a estados psicológicos agressivos, produzindo aversões a coisas que lentamente ganham espaço nos dias modernos. Como os casos de homofobia que vem acontecendo. Pensei e, só de ter esse pensamento, deixei escapar um longo suspiro e entrelacei os dedos na frente do corpo - uma forma da minha mente de mostrar profundo pesar enquanto precisava de um tempo para elevar o estado de espírito e continuar meu trabalho.

Sim, trabalho. — Creio que ficará mais confortável com Anne, sim? Sinta-se a vontade para me chamar de Koba, se assim desejar. — Digo em um sussurro antes de me aproximar da enfermeira e pegar os medicamentos e curativos com a mulher, fazendo uma breve reverência após tudo e voltando para perto da jovem mutante. — Dizem que a prática leva a perfeição, não é mesmo? Expor nosso corpo a situações de perigo ou constante ferimentos nos faz produzir mais anticorpos para os efeitos colaterais que aquilo pode apresentar, segundo a biologia. — Sussurro antes de segurar os dedos dela com cuidado para não machucar mais e deixo seu braço esquerdo estendido para frente e, com a mão livre, começo a pingar gotas do cicatrizante. — Embora a teoria seja boa o suficiente, a prática sempre acaba nos mostrando o quão perigoso e caótico isso pode ser, não é mesmo? — E após terminar de pingar o líquido ali, deslizei o polegar por toda a extensão da queimadura para que espalhasse bem o remédio por ali.

Houveram outros feridos além de você? — Eu perguntei apenas por parte do protocolo afinal, se houvessem, provavelmente eu estaria ali com os dois e precisando fazer uma sessão terapêutica com o outro ferido, provavelmente. Deixei que ela relaxasse o braço medicado para que então me desse o outro ainda machucado com as queimaduras.




#w/ Anne-Marie Lapreye

Be one with the tranquily.
avatar
Localização :
Desconhecida

Mensagens :
38

Dólares :
2602

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Anne-Marie Lapeyre em Sab Dez 31, 2016 3:47 pm

Cura - Post 03

Anne-Marie sentia as dores aliviando, mas ainda sentia o desconforto. Nada que não fosse suportável, mas estava bem melhor que há segundos atrás:
- Certo, Koba... Mas só de me chamarem por Anne, já é algo bom.
A jovem fala, se referindo ao seu próprio nome, em relação aos problemas com documentos e registros que ela tinha, o que lhe causava constrangimentos ocasionais:
- Hmmm, não sou o tipo de pessoa que gosta da dor, pelo contrário, odeio sentir dor, mas não tenho medo de sentir ela. Não vai ser a última vez que nos vemos, provavelmente, porque vou continuar tentando controlar essa "coisa"...
Anne-Marie fala para o garoto monge, demonstrando seu desconforto com os poderes. Nunca havia encarado aquilo como parte de si mesma, vendo muito como uma aberração, uma doença, do que algo benéfico em si... Não conseguia aceitar que algo que a ferisse pudesse fazer parte, era só alguma coisa que estava fora do lugar, e Anne tinha esperança que aquilo "sumiria" um dia:
- Não, não são explosões, são como combustão espontânea, então mesmo que aconteçam involuntariamente, é raro acertar outras pessoas... Se bem que, se dependesse de mim, alguém estaria muito machucado...
A pirocinética fala com certa raiva, se lembrando do que a havia feito perder o controle:
- "Traveco" é a vovózinha dele...
Ela pragueja entredentes, ao lembrar do que outro aluno a havia chamado:
- Sabe dizer se ficam cicatrizes muito feias depois que as queimaduras somem?
Anne pergunta para Koba, demonstrando preocupação com a parte estética...

*: Falado em francês.
||
avatar
Localização :
--

Mensagens :
59

Dólares :
1023

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] O Curandeiro e a Cabeça Quente

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum