Fontes

[RP INDIVIDUAL] Infância Roubada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP INDIVIDUAL] Infância Roubada

Mensagem por Aiden Veal Gough em Dom Fev 05, 2017 7:09 pm



welcome to the freakshow.

This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

☠Há lembranças que ficarão para sempre guardadas na memória, o passado nunca pode ser apagado completamente. As lembranças que guardo são do tipo que foram feitas para assombrar e de tal forma que criam traumas difíceis de serem superados. Uma infância difícil pode ser responsável por um crescimento desajustado, mas não vou culpá-la por tudo o que me tornei, vou culpar a mim mesmo e a minha família, pois fui eu quem fiz minhas escolhas e mediante às opções que todos eles me deram. Se me orgulho do que sou hoje? Completamente, apesar de tudo. Sempre permaneci de pé e seguindo em frente, ainda que essas malditas lembranças sejam bem persistêntes. E hoje, em uma simples tarefa, pude relembrar um fato que teve uma grande importância em minha história.

Fui ao mercado próximo à Universidade. Estava precisando caminhar para espairecer, a cabeça doía. A melhor terapia seria inspirar ar puro e comprar algo simples para comer. A caminhada que fiz durou cerca de 10 minutos e minha permanência no mercado durou até menos que isso, não gosto desses lugares. Tudo poderia seguir de maneira corriqueira até um garoto de uns seis anos passar na minha frente como um foguete. Eu nem sei o que aconteceu, mas em poucos segundos o moleque estava no chão, berrando feito uma... criança. Fiquei imóvel, impossibilitado de reagir, eu deveria me virar e seguir rumo aos caixas, mas fiquei paralisado, até começar a olhar ao meu redor, buscando pelo responsável da criança.

- Cadê a mãe do pivete? – falei em um tom nada cuidadoso ou calmo, deixando transparecer a raiva que sentia daqueles pais relapsos e negligentes.

Rapidamente a mãe da criaturinha apareceu. Ela sequer ouviu o que eu falei, chegou em desespero, chamando pelo nome de seu filho. Ao contrário do que pensei no início, ela não era o tipo de mãe de fachada. Senti que realmente se importava com o filho. Seu olhar preocupado deixou isso claro. E eu invejei aquela criança... Aos 26 anos eu senti uma inveja tola de um pirralho chorão. Eu queria ter tido aquilo que ele tinha. E lembrei de um fato marcante que ocorrera no meu passado.

Hommer nunca foi um bom pai, nem mesmo quando eu era muito, muito pequeno. Minha memória falha ao tentar se recordar da primeira surra que ele me dera, ela deve ter ocorrido em uma época bem precoce. Mas eu lembro que desde meus seis anos já apresentava marcas de agressões e, inocente, sabia que era preciso escondê-las, só não fazia idéia do que aconteceria se eu não fizesse isso. Acabei por aprender bem cedo.

A primeira e única vez que eu mostrei um de meus hematomas foi para uma professora na escolinha. Ela era jovem, uns 22 anos e foi a única que em toda minha vida perguntou se eu estava bem. Nunca havia ouvido aquela pergunta. Titubeei por alguns instantes, mas respondi que algo em meu corpo doía e então mostrei o grande hematoma em minha costela, a consequência de uma ‘vassourada’ recente que recebi do meu odioso pai. Claire, a professora, ficou apavorada e ameaçou chamar a polícia. Eu avisei que meu pai era A polícia. Não sei o que deu na menina, mas no fim da aula ela acompanhou minha mãe até a nossa casa e fez questão de conversar com Hommer, esperando até a noite chegar. O que aconteceu naquela conversa não ficou claro para mim, mas no dia seguinte Claire não estava mais na escola. E a substituta apenas disse que por motivos pessoais ela precisou se ausentar.  

Descobri anos depois que a mulher largara o emprego por conta de uma ameaça. Ela nunca denunciou aquele maldito homem, e havia prometido fazer isso caso a conversa não fosse bem sucedida. Claire foi outra fraca que se submeteu à covardia do policial renomado e de ‘respeito’. Talvez se tivesse morrido seria muito melhor vista por mim, mas não, ela optou por ser covarde e fugir sem ao menos cumprir o que prometera. Foi a primeira pessoa em que confiei e a primeira de muitas que me traíram.

Ainda na escola eu já sabia o que me aguardava quando chegasse em casa, mas quando o momento chegou, não aconteceu exatamente como previ. De início eu não sofri com uma surra, na realidade tive que assistir pela primeira vez Hommer espancar Margie na cozinha da casa, culpando-a pela educação que dava ao seu filho língua solta. Os gritos e as súplicas de minha mãe sendo brutalmente agredida me fizeram reagir como um animal. Até os seis anos eu ainda não tinha plena noção dos meus poderes, e tinha medo deles, por isso não usava, pelo menos não por espontânea vontade. A minha reação foi saltar sobre as costas de Hommer, agarrando-me em seu tronco largo e mordendo seu ombro. Estava claro que aquilo não terminaria bem. Em uma diferença gritante de tamanho, com um simples movimento mais bruto o homem me jogou ao chão. Foram poucos segundos até eu sentir o impacto do bico de seu sapato contra minha costela direita, isso três vezes. Naquele dia conquistei minha primeira costela quebrada, na verdade foram duas. E naquele dia também percebi que por mais que apanhasse, Margareth nunca faria nada para me ajudar, nem ela e nem ninguém.

Ainda de maneira inocente, quando Hommer saiu da cozinha, bufando pelo cansaço e quase espumando pelo ódio que ainda o consumia, arrastei-me até o corpo encolhido de minha mãe. Ela tremia e chorava de maneira incontrolável, escondida por entre os móveis.  Ao contrário dela, eu não conseguia derramar lágrimas, estava furioso, magoado, impotente, e muito dolorido. Mesmo ferido consegui me levantar diante a ela, afastei seus cabelos claros que caiam sobre o rosto e olhei para os ferimentos. O infeliz havia acertado em cheio o olho direito dela, a marca já se mostrava bem visível, o inchaço também, aquilo só pioraria.

- As pessoas vão ver, elas não podem ver... – eu disse com a voz embargada por conta do medo e do desconforto que sentia. Sentia-me culpado, mesmo muito pequeno eu sabia que tinha sido minha culpa.

- Elas não verão, filho. Isso não aconteceu, tudo bem? – Margareth disse em meio às lágrimas.

- Você sabe que não pode falar dessas coisas que seu pai faz, não sabe? Nunca mais fale, por favor. – ela implorou e me abraçou, o único abraço que ganhei dela em toda minha vida, o abraço que teve o poder de me calar para sempre. Naquele dia Margie e eu nos calamos para o mundo, quando na verdade deveríamos nos unir para gritar e lutar juntos. Ela falhou em ser mãe e por muito tempo eu sofri com isso, até decidir que era hora de tomar as rédeas de minha própria vida. Se ela fosse o suporte que eu precisava, tudo seria diferente. Disso eu tenho certeza. Mas eu não vou me arrepender, não vou lamentar, só irei odiá-la e agradecê-la, pois a fraca inútil fez de mim um monstro.

Sai daquele mercado ainda invejando o garoto sortudo. O destino não era benevolente com ninguém, e eu também não seria.

AÇÕES:


Ação 1:

Ação 2:

Ação 3:


FICHA X:


Defeitos:


▎Excesso de confiança (1): Cheio de si, Aiden tem muito orgulho de todos seus meios que o levaram à sobrevivência e superação. Acha ser incapaz de errar, por isso sempre culpa os outros quando algo sai do controle.

▎Intolerância (1): Machista ao extremo, Aiden não tolera ver mulheres alcançando altos postos e ainda se sente incomodado com homossexuais frequentando o mesmo local.

▎Segredo (3): É membro de uma organização secreta, esta possui objetivos obscuros, além de muitos assassinatos. Aiden mata alguns de seus pacientes, além de qualquer um que entra na "Lista'". Já matou seu irmão mais velho.

▎Teimosia (1): Aiden sempre procura fazer as coisas ao seu modo. Não aceita receber ordens e muito menos se encontra disposto a mudar seus métodos.

Atributos:


03 Potencia

03 Reflexo

06 Intelecto

05 Raciocino

▎PV'S: 110

Perícias:


▎Psicologia

▎Medicina

▎Arma de Fogo (Pistola)

▎Sacar Rápido (Pistola)

▎Sacar Rápido (Bisturi)

▎Estratégia

▎Anatomia

▎Arte Marcial (Estilo Próprio)

Poderes:


Nome: [A] Vibração Maldita

Natureza: Raciocínio [T]

Grupo: Indução à Sensações

Teste: -6, deve alcançar a potência da vítima.

Ações: 3

Duração: 1 turnos. Pode ser gasto 3 ações por turno para manter.

Recarga: 1 vez a cada 2 turnos.

Descrição: Com sua habilidade em induções, o personagem emana uma vibração sinistra que causa pânico extremo ao alvo. Para sofrer o efeito basta que esta energia seja concentrada e direcionada à vitima por meio de gestos ou toque, a mão do indutor pode inclusive estar nua ou não caso haja necessidade de toque. A vítima afetada pela vibração acaba entrando em um estado de intenso pavor e paralisia. O corpo do alvo reage entrando em choque, deixando a vítima em estado catatônico, impossibilitado de agir por certo tempo.

Nome: [A] Estalar da Insegurança

Natureza: Raciocínio [T]

Grupo: Indução à Sensações

Teste: -2, precisa alcançar a potência da Vitima.

Redutor: -3 em todas jogadas do oponente

Ações: 3

Duração: 2 turnos, pode ser gasto 3 ações para manter.

Recarga: 1 vez a cada 4 turnos

Descrição: Ao estalar seus dedos, Aiden consegue provocar em um alvo específico uma intensa sensação de insegurança. O alvo se torna incerto sobre suas habilidades e encontra grandes chances de fracassar em suas ações. 'Duração Estendida'

Nome: [A] Toque Fulminante

Natureza: Raciocínio [T]

Grupo: Indução à Sensações

Teste: -2, deve alcançar a potência da vitima.

Ações: 2

Duração: 2 turnos. Pode ser gasto 2 ações por turno para manter.

Recarga: 1 vez por combate.

Descrição: Aiden concentra o máximo de sua energia indutora a fim de executar um ataque que pode ser ou não com suas mãos nuas. Com um simples toque ou golpe o personagem consegue induzir uma dor lancinante na vítima, provocando um desmaio. 'Duração Estendida'.

Nome: [A] Ataque Hemorrágico

Natureza: Reflexo [T] / Potência [D]

Grupo: Humano (Arte Marcial)

Teste: -2 para provocar o sangramento, precisa alcançar a potência da vítima

Dano: 1d10+2

Dano contínuo: 2

Duração: 1 turno

Recarga: 1 vez a cada 2 turnos

Descrição: Após vários anos se dedicando aos estudos da medicina, Aiden tornou-se apto a usar seu conhecimento para o mal, tornando-se um assassino meticuloso em sua arte. Utilizando qualquer tipo de arma de fogo, arma branca ou até mesmo uma improvisada, o personagem identifica o melhor ponto vital a ser afetado e ali abre uma ferida profunda que atinge alguma artéria importante do corpo, podendo inclusive atingir órgãos vitais. A ferida aberta irá sangrar até ser estancada.

Nota: Condicionado ao uso de equipamento

Nome: [P] Mestre das Induções I

Grupo: Indução à Sensações

Efeito: +2 em testes do Grupo de Poderes Indução de Sensações

Descrição: Por um longo tempo Aiden passou se aprimorando em sua técnica indutora, mas não de maneira comum, ele também usou seu conhecimento em medicina para compreender como o corpo é capaz de reagir de acordo com determinadas sensações. Com o tempo ele se tornou mestre nessa área. Analista e sádico como é, o medico concentra-se bastante para executar qualquer ação referente a indução de sensações e por isso obtém mais chances de sucesso.

Nome: [P] Ferimento Agravado I

Grupo: Humano (Anatomia)

Efeito: +1 em todos os danos físicos
Descrição: Com seus conhecimentos amplos em anatomia, os golpes de Aiden concentram-se sempre em causar mais danos, pois o médico reconhece exatamente cada ponto vital do ser humano. Cada golpe e/ou ataque do personagem é sempre focado nesses pontos vitais, tornando-se muito mais graves.

Nome: [P] Olhar Clínico

Grupo: Humano (Estratégia)

Efeito: +1 em testes de ataques físicos

Descrição: Sempre analista, Aiden tornou-se apto a usar seu conhecimento para o mal, tornando-se um assassino meticuloso em sua arte. Utilizando qualquer tipo de arma de fogo, arma branca ou até mesmo uma improvisada, o personagem identifica e atinge o melhor ponto vital a ser afetado, tendo maiores chances de atingir precisamente alguma artéria importante do corpo, podendo inclusive atingir órgãos vitais.

Nome: [P] Ferimento Agravado II

Grupo: Humano (Anatomia e Medicina)

Efeito: +2 de danos físicos.

Descrição: Com seus conhecimentos amplos em uma medicina assassina, os golpes de Aiden concentram-se sempre em provocar mais danos, pois o médico reconhece exatamente cada ponto vital do ser humano.
Substitui "[P] Ferimento Agravado I "


Equipamentos:
▎Nome: [P] Uniforme Especial III

Imagem: Roupa: (Aqui)

Natureza: -

Tipo: Defesa

Moedas: Gratuito para o líder do grupo ou 150 moedas.

Bônus de Acerto: -

Defesa: 3 vs o primeiro dano que fosse sofrer no turno.

Recarga: -

Descrição: Roupa resistente que alguns heróis usam que não atrapalha a utilização de poderes do usuário e o protege de ataques fracos. Exemplo delas é a do X-Men, Quarteto Fantástico e etc.

▎Nome: [A] Sig Sauer P229 Elite .40 S&W

Imagem: http://images.gunsinternational.com/listings2/100439966-2-s.JPG

Natureza: Raciocínio [D]/Reflexo[T]

Tipo: Perfuração

Calibre: .40

Balas: 12+1

Moedas: 195

Bônus de Acerto: +1

Dano: 1d10+2 por tiro.

Recarga: 1 tiro por ação, máximo de 3 tiros por turno. Demora 1 ação para recarregar.

Descrição: O P229 Elite Negra é a mais nova edição para o P229 Elite e possui uma pega ergonómica beavertail, serrilhas armar frente, checkering alça da frente, Siglite ajustáveis vistas combate da noite, apertos de alumínio personalizado e Reset Gatilho curto ou SRT. Engenheiros SIG projetou o SRT para lhe fornecer a mesma grande segurança e ação suave do SIG DA / SA com um reset confortável, que é 60% mais curto para o retorno do gatilho mais rápido e controle cirúrgico durante a filmagem de alta velocidade. O P229 Elite escuro está disponível em 9mm, .357 Sig ou .40 S & W.

▎Nome: [A] Bisturi

Imagem: http://images.wisegeek.com/scapel-tool.jpg

Natureza: Inteligência[D]/Raciocínio [T]

Tipo: Corte/Perfuração

Moedas: 150

Bônus de Acerto: +1 (Apenas para quem tem perícia em medicina)

Dano: 1d10+1

Recarga: 1 ação

Descrição: Um instrumento versátil e fácil de ocultar. Aparentemente frágil, mas nem de longe pode ser considerado inofensivo. O bisturi é muito utilizado em incisões e tem um alto poder de corte limpo e preciso, podendo rasgar com facilidade qualquer pele, tendões, músculos, além de veias e artérias caso o corte aberto seja profundo o suficiente, o que não é difícil de conseguir, já que sua lâmina é extremamente afiada. Devido a sua agudeza pode se tornar uma arma potente contra qualquer um. Nas mãos de um leigo pode ser uma arma perigosa para ele mesmo, contudo, se manejado por um especialista, é capaz de se tornar uma arma mortal. Pela sua excentricidade em combate, acaba requerendo que a mente de seu utilizador seja inteligente e boa em raciocínio.

observações:


~ [url=Freakshow

~ Poderes e equipamentos NÃO usados estão em riscado

~ la la la

~ Qualquer dúvida, MP!
~ Abraços!
thanks, ♛ and ▲

_________________

I'm a freak naturally
Just how I want to be
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
2880

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP INDIVIDUAL] Infância Roubada

Mensagem por Tempestade em Dom Fev 12, 2017 9:49 am



UM CÉU OBSCURO PODE SER TÃO PERIGOSO QUANTO O PRÓPRIO CAOS
TEMPSESTADE

RP FINALIZADA :: 12/02/2017

Observações

Recebeu 10 PFS + 70 dólares pela RP individual.

Qualquer erro ou duvida, favor mandar MP para mim.

Obrigada pela participação no fórum e o mantenha em movimento.


avatar
Admin
Localização :
Em todos lugares..

Mensagens :
84

Dólares :
2711

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum