Fontes

[RP FECHADA] The Fight

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Seg Abr 18, 2016 8:03 pm



The Fight


Participantes: Alecto Gorgon e Aiden Veal Gough
Data: Atemporal
Local: Local abandonado nos arredores de NY.

✖✖
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Seg Abr 18, 2016 8:04 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Havíamos acabado de voltar de Londres, posso dizer que esta viagem para mim havia sido renovadora.
Content: Havíamos acabado de voltar de Londres, posso dizer que esta viagem para mim havia sido renovadora.
Pensar que havia liderado meu grupo de forma errada quase me fez alcançar a loucura. O que eu demorei para notar era que eu não havia sido uma péssima líder durante o atentado, eu havia sido uma líder cega durante todo o tempo anterior ao evento. Confiar nas opções alheias havia me causado isso. Crowley confiava em seu pupilo tão cegamente, que me fez fazer o mesmo. Acreditei que Aiden estava pronto para grandes coisas, mas me enganei.
Depois do nosso primeiro encontro e de te-lo derrotado tão facilmente, jurava que Aiden não sobreviveria ao atentado, e quase acertei.
Estava na hora de deixar de ser relapsa e cuidar daquilo que eu tinha, os Zodíacos.

Aiden possuía potencial, era uma jóia bruta precisando de muita lapidação, e mesmo não gostando dessa parte, eu a faria em consideração a Crowley.
Nossa convivência havia melhorado um pouco, não tentávamos mais nos matar o tempo todo, embora as alfinetadas nunca tenham parado.

Naquela noite, Aiden havia chegado na sede dos Zodíacos como normalmente chegava aos domingos, bêbado. Esperei que ele pegasse no sono para poder carrega-lo para o carro, seu sono estava tão pesado que ele não chegou a notar que estava sendo transportado.

Deixei Aiden no centro de um galpão abandonado. Não haviam janelas e a única forma de sair era a porta a qual eu estava na frente. Do lado só homem havia uma garrafa térmica com um café bem forte, frutas e uma garrafa de água, tudo o que ele precisava para poder melhorar da ressaca para poder tentar sair de lá.
Estava na hora de ser uma verdadeira líder, e meu primeiro passo seria espancar a casa XI, digo, ensinar Aries a lutar.




317 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Ter Abr 19, 2016 9:42 am




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Uma semana havia se passado, Londres ficara para trás. De volta à Nova York eu tinha uma enxurrada de preocupações para lidar. Mas responsabilidades e ameaças podiam esperar. A noite de domingo estava pronta para ser aproveitada, eu precisava comemorar minha sobrevivencia aos 'sete dias de inferno'. Confesso que pensei que conviver trancafiado com Alecto seria uma tortura angustiante, foi; mas não tão difícil quanto imaginava. E no fim, tudo voltava à sua rotina.

Para a noite escolhi um barzinho de beira de estrada, em uma área remota da cidade. Se pudesse me afastaria ainda mais, não gostaria de encontrar com algum conhecido.O local era sujo, com alguns poucos freqüentadores que tinham aparências duvidosas e mau encaradas. Era fácil presumir que minha noite acabaria em confusão. Eu era o 'engomadinho' no lugar, mas não o que faz o tipo idiota.

Sequer me importava com o que aconteceria ali, depois de beber alguns copos e garrafas de wisky e vodka não lembraria da maioria das coisas mesmo. Talvez as únicas consequências inconvenientes seriam os hematomas, mas eu lidava bem com eles.

Sentei-me em um banco de frente ao balcão, ajeitei o paletó de grife e o cabelo arrepiado. Senti que me fulminaram com olhares nesse momento. Pedi um copo de wisky para começar, o homem do outro lado do balcão disse que não tinha. Olhei para as prateleiras atrás dele e avistei uma garrafa praticamente intacta.

- E o que você me diz sobre aquele ali? - perguntei enquanto apontava. O velho magrelo nem se virou, respondeu prontamente:

- Aquele é do Moa, não posso mexer.

Mas eu queria aquele wisky...

...

Depois de algum tempo eu já estava com um corte na sobrancelha e outro no lábio inferior. Os vidros do meu carro estavam quebrados, eu não podia contar com o retrovisor do lado do motorista. Dirigia em alta velocidade, acompanhado da garrafa de whisky que tanto queria, às minhas costas os motoqueiros ficavam mais e mais longe.

A estrada parecia não estar decidida se permanecia parada ou se girava, brilhando em cores neon. Sem querer acabei parando na Sede dos Zodíacos, sendo que voltar para a mansão seria muito mais recomendável. No dia seguinte após curar uma de minhas piores ressacas eu entenderia isso.

Nem sei como cheguei à uma cama, mas logo que me deitei, apaguei, acordando em um lugar diferente e sentindo a cabeça a ponto de explodir. Eu estava deitado no chão, com as roupas amarrotadas, cabelo desgrenhado e um gosto amargo na boca. Levantei meu corpo, conseguindo com certa dificuldade me sentar sobre o chão frio. Com olhos caídos olhei ao meu redor. Logo achei que estava louco. Eu estava em um local sem nenhum tipo de janela, com uma pintura desgastada e um odor forte de mofo que irritava ainda mais meus sentidos.

Preferi permanecer sentado sem pensar muito. Estava atordoado demais, e qualquer esforço piorava minha dor de cabeça. Só depois de alguns minutos consegui avistar uma mesa, sobre ela tinha todo o tratamento que eu deveria usar para curar a ressaca. Arrastei-me até ela e comecei tomando café. Eu preferia não pensar sobre o local e minha situação ali, não enquanto estivesse com a cabeça latejando e ainda letárgico e atordoado.

Não encontrei nem um tipo de analgésico e isso não pude ignorar, disso eu reclamei. Hidratei meu corpo, só não me interessei muito pelas frutas, elas não pareciam frescas. Depois de certo tempo me sentia melhor, incomodando-me mais com os hematomas adquiridos na noite anterior e, por fim, preocupado com o motivo de estar ali. Não sei porquê, mas me lembrei daqueles filmes de terror onde sequestram pessoas, colocam-nas em um lugar abandonado e passam a fazer jogos psicológicos e torturas com elas. Não seria impossível, principalmente por eu ser quem sou e me envolver com o que me envolvo.

Senti-me sufocado, desabotoei o colarinho da minha camisa, eu estava com a mesma roupa com a qual fora para o bar... Teorias começaram a aparecer, eu permaneci sentado e quando não tinha mais o que pensar ou fazer, fui tentar abrir a porta.

Spoiler:
Palavras: num contei.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Ter Abr 19, 2016 1:47 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Da sacada interna do galpão, eu podia observar Aiden como um ratinho de laboratório. Ele havia acordado atordoado, e levado um bom tempo para reagir a algo, principalmente para se levantar e tentar sair do local.
A porta estava trancada por dentro com um enorme cadeado e correntes grossas, e vê-lo tentar abrir a porta com tamanho esforço me fez soltar uma risada.

Saltei da sacada interna para o chão, parando a uma boa distância de Aiden.
- Achei que só iria acordar amanhã. Sinceramente, não sei como você não acorda com o barulho do seu ronco. - Um sorriso cínico passava por meus lábios enquanto eu o encarava. O homem ainda estava de costas para mim, mas sabia que minhas palavras haviam chamado sua atenção.

Eu não esperava que Áries fosse entender de primeira o que havia me motivado a fazer aquilo, nem de primeira, segunda ou terceira... Sinceramente, eu já estava ficando cansada da forma como os membros mais novos do Zodíacos julgavam meus atos como líder, como se eu fosse totalmente despreparada e culpada por suas falhas. Aquela sensação me incomodava, não porque eu me importava com a opinião deles, mas porque a conduta que levavam atrapalhavam o funcionamento do grupo. Sempre contrários aos meus planos, sempre bons de mais para entender meus objetivos. Talvez eu tivesse uma parcela de culpa nisso, não contando para eles o real objetivo do grupo, mas eu tinha certeza que nem todos aguentariam carregar aquele fardo, que desistiriam por questões morais ou qualquer outra desculpa esfarrapada que escolhessem usar. O que eu não podia negar, é que o Zodíacos atual era um grupo totalmente inútil, e estava na hora de concertar, nem que para isso alguns saíssem machucados.

Ps: Ignore as janelas :3

287 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Qua Abr 20, 2016 7:31 am




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Usei o maximo de minha força para tentar arrebentar as correntes largas que trancavam a porta daquele galpão. Sua espessura era quase da largura de meu pulso, e o enorme cadeado então... Eu não seria capaz de arrebentá-los, mas ainda não me dei por vencido. Observei as paredes daquele lugar, o estado daquela porta, e me veio a ideia de usar minha pistola para fazer um estrago grande o suficiente que me desse a oportunidade de me permitir escapar. Por isso e sem esperar mais nenhum segundo levei minha mão direita na direção de onde deveria estar minha arma, mas tive o desprazer de notar que ela não estava comigo.

Bufei descontente, cocei minha cabeça mostrando uma expressão um pouco mais irritada, nem percebia a presença de um outro alguém no local. Meus olhos buscavam uma brecha por onde pudesse escapar, até que senti um baque forte às minhas costas, alguém parecia ter saltado sobre o solo. Antes que eu pudesse me virar para conhecer seu rosto, reconheci sua voz. Alecto estava ali e deveria ter planejado tudo.

Virei-me com lentidão para encará-la, meus olhos ainda estavam pesados e tentavam se fechar. Olhei para a lider demonstrando certo desinteresse, mas não deixei de respondê-la.

- Ficou por quanto tempo admirando meu sono? Não consegue tirar os olhos de cima de mim, é?!

Enquanto falava, olhava por cima de seus ombros e cabeça. Eu ainda não tinha odeia do motivo para estar ali, e nem me cansei em tentar descobri-lo, o mais importante era encontrar um meio de sair. Do lado de fora eu tinha muitos compromissos, teria que me preparar para retornar à rotina na Columbia. Na terça estaria de volta, eu ainda precisava organizar muitas coisas. Naquele momento deveria estar na mansão, analisando imagens de toda Universidade para saber se algo diferente havia acontecido. Mas não. Estava preso por Alecto, provavelmente para satisfazer a mais um de seus caprichos.

- O que significa isso? - indaguei enquanto massageava minhas têmporas. Meu humor em uma ressaca era uma das coisas mais amargas que qualquer um poderia experimentar, mas eu estava me controlando, por isso só levantei meus olhos cansados e reformulei a pergunta:

- Ou melhor, o que você pretende do com isso? - ousei encarar a zodíaco com um olhar bravo e sério. Não estava disposto a me prestar a nenhum de seus joguinhos. Era bom ela compreender isso.

Spoiler:
Palavras: num contei.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Qua Abr 20, 2016 6:20 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Aiden reagia da forma que eu já tinha previsto, tentando demonstrar calma na minha frente, mas ao mesmo tempo tentando entender a situação para poder lidar com ela da melhor forma possível.
Com um sorriso cínico no rosto, estalei o pescoço me preparando para o que estava prestes a acontecer.
- Sabe, você é tão lindo, que realmente não consigo tirar os olhos de você. Por isso que te trouxa para cá, para poder usa-lo da forma que sempre quis. - Minha expressão estava séria, não havia brincadeira nem nas palavras e tampouco no sorriso.
Retirei a jaqueta de couro e a joguei para o canto, dando alguns passos em direção dele.
- Você quase foi morto durante o atentado, quando nos conhecemos, você disse que estava acostumado a tomar surras, e mesmo assim Crowley escolheu você para ocupar uma das casas mais poderosas do grupo. - Amarrei o cabelo em um rabo de cavalo alto e dei novamente alguns passos em direção ao homem.
- Você é parte desse grupo, e como líder, cabe a mim ter certeza que você não será morto em qualquer combate importante ou irrelevante, goste você ou não. - Abri um sorriso ao falar o final da frase e me coloquei em posição para combate, com a guarda totalmente fechada e pronta para o ataque do homem.
- Então essa é minha forma de garantir que você viva, te ensinando a lutar. Ganhe de mim e você está livre pra sair desse galpão, não faça nada, e provavelmente te matarei em alguns minutos. -
Meus olhos encaravam Aiden, fiquei novamente séria e esperei que o homem reagisse, mas ele não parecia muito disposto a isso.
- Vamos lá, Áries. Estou deixando você fazer o que sempre quis até hoje, me socar até me fazer desmaiar. Você só precisa conseguir isso. Vai mesmo preferir continuar como o membro mais fraco do grupo ? Ou está ocupado de mais pensando na sua triste história de vida que não consegue se defender por conta própria ? -
Eu sabia que minhas palavras iriam lhe causar mais efeito do que o esperado, por alguma razão Aiden se descontrolava com minhas provocações, e isso era exatamente o que eu queria naquela situação.

Ps: Ignore as janelas :3

373 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Qui Abr 21, 2016 12:39 am




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Alecto falava demais, com palavras e uma prepotência característica. Eu apenas a ouvia, dividindo minha atenção entre continuar analisando tudo o que tinha ao meu redor e ao mesmo tempo observar seus movimentos. Foi inevitável deixar escapar alguns sorrisos, balançar a cabeça em sinal de negação, algumas vezes eu nem conseguia acreditar no que ouvia.

Houve um momento em que senti uma profunda seriedade em suas palavras, ela se adiantou alguns passos, aproximando-se. Seus movimentos indicavam um desejo sedento que deveria ser saciado. Eu permaneci praticamente imóvel, só cruzei meus braços e esperei que ela deixasse claro o que pretendia, seria mais fácil um revide se eu reconhecesse suas motivações, por isso permanecia calado, parado.

O fato de eu ter revelado que surras não me abalavam mais foi lembrado, e nesse momento pensei o quanto de importância ela depositava na revelação. Parecia obstinada a testar o grau de veracidade naquela afirmação, quanto tempo eu permaneceria acreditando em minhas próprias palavras. Mas uma coisa era certa, ela questionava a escolha de Crowley por mim. E eu me perguntei o que desejava fazer naquele momento, provar a ela o motivo da decisão do falecido ou apenas ignorá-la, já que não me via com nenhum tipo de obrigação em provar meu valor.

Alecto ainda relembrara o incidente no atentado, algo que estava fora do meu controle. No dia contava com a sensatez de Virgo, não esperava que ele fosse mandar tudo pelos ares e atrair atenção. Tudo estava indo muito bem, eu nem precisaria dar um tiro para que o plano fosse concluído, mas me deparei com outro inconsequente. E depois veio a tal da Penélope pra me levar pelos ares e me jogar no beco. Talvez fosse melhor ter morrido na queda ou quando fui acertado com um tiro na cabeça, assim não teria que ficar ouvindo a casa doze repetir isso sempre que podia.  Eu não havia pedido nada a ela, não ficava relembrando que ela também levara um tiro, que fora vítima de vôos rasantes e lâminas de aço. Ela saíra daquele atentado pior que eu, e era a líder, estava em sua missão sei lá qual e ainda assim também poderia ter morrido. Então por quê se preocupar tanto comigo? A resposta viria a seguir...

Scorpion se preocupava com o grupo, se preocupava em manter todos vivos, apesar disso nunca parecer claro. Tudo bem, ponto para ela. Não poderia negar que ela se manifestou com o pedido de ajuda de Libra. Mas, como sempre, ela sempre fazia as coisas da maneira que me deixava mais irritado, a ponto de perder a cabeça. A, agora loira, Alecto, colocou-se em posição para combate e disse que iria me ensinar a lutar. Retirem o ponto dela, por favor...

Eu não aceitava a ideia de combate físico. Nunca precisei dele para sobreviver. E ao invés dela querer moldar 'seus' membros à sua maneira, deveria tratar de extrair deles todo o potencial que tinham em relação aos seus talemtos. Essa era outra divergência entre nós. Eu nunca mandaria para campo alguém mais indicado a ficar nos bastidores. Crowley era desse tipo, evitava se expor em batalha, mas era perito em dizimar oponentes a metros de distância com a força de sua mente. Eu tinha certeza que encontraria a minha melhor função naquele grupo, era só não ouvir as vozes daquela louca. E se isso não acontecesse, se eu morresse, ela não deveria se importar, não éramos amigos, apenas pertencíamos ao mesmo grupo. Mas ela tinha que querer que todos fossem como ela. Teimosia feminina...

Ao ouvir que ela me mataria se eu não fizesse nada estive a ponto de me sentar no chão e esperar para ver o quanto estava disposta a cumprir com sua palavra. Eu olhava para Alecto, ela mantinha uma expressão mais séria, sua guarda estava fechada, parecia Hommer querendo me fazer aprender a me tornar um galo de briga. Assim como eu decepcionara os planos do velho, também decepcionaria os de Alecto.

Mostrei para a loira uma expressão de desdém, enquanto encarava seus grandes olhos azuis.

- Posso escolher o que estará escrito na minha lápide? - ironizei, pela primeira vez respondendo.

Fui chamado de fraco, ela debochou de meus problemas no passado, mas eu me mantive firme, ou quase, pois a expressão de desdém desapareceu repentinamente. Olhei para a zodíaco de cima em baixo, identifiquei as áreas nuas de sua pele. Se a louca da Alecto avançasse sobre mim a estratégia era clara, eu teria que dar um jeito de deixá-la incapaz de reagir. Enquanto isso não acontecesse, usaria a resistência adquirida ao treinar meu psicológico para neutralizar ao máximo as possíveis dores e meu conhecimento em medicina para evitar que qualquer parte de meu corpo fosse duramente atingida. Mas eu não daria o primeiro golpe, não recuaria, sequer me colocaria em condição para combate, eu não era um lutador.

Coloquei minhas mãos para trás e perguntei, mostrando o meu melhor sorriso:

- Vai começar a bater agora?

Spoiler:
Palavras: num contei.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Qui Abr 21, 2016 8:33 am


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

A teimosia daquela criatura a minha frente era realmente irritante. Mesmo sem conhecer os detalhes do seu passado, acredito que Aiden havia sido marcado muito profundamente quando o assunto era luta corpo a corpo. De certo modo, o homem demonstrava gostar de ser saco de pancadas de todos, acreditando que aprender a lutar de certa forma iria desmerecer suas outras habilidades. 
Aiden era incapaz de entender que todos dentro daquela vida precisavam saber se virar quando necessário, ninguém consegue viver nos bastidores durante toda a vida, e quando aquele momento chegar, Aiden não vai poder pedir para não ser atacado porque ele não faz parte da linha de frente do grupo, ou ele se defenderá, ou morrerá, e até o momento sua morte para mim seria um inconveniente que eu não estava disposta a aturar. 
- Muito bem, diga suas ultimas palavras. - A seriedade em meu rosto era algo que Áries nunca tinha visto, preocupava-me aquela teimosia dele, me fazia até mesmo questionar se toda aquela birra era porque seria eu a ensina-lo, ou eu deveria ter enviado a casa VII para fazer este trabalho..
Aguardei Aiden continuar com sua birrinha e sem responde-lo avancei contra ele, segurando seu braço esquerdo, pressiono o corpo de Aiden para baixo, acertando uma joelhada em seu estomago e em seguida uma em seu rosto. 
Escutei um barulho e resolvi ignorar que talvez tivesse sido o nariz do homem, girei ainda segurando seu braço, e dessa vez o trazendo para suas costas, com uma mão eu o segurava e com a outra socava fortemente suas costelas, empurrei Aiden para frente, tantos golpes numa velocidade tão alta haviam conseguido desestabilizar um pouco aquela criatura, principalmente por não tentar se defender em momento nenhum. Cambaleando para a frente, dei um chute girado acertando seu pescoço. 
Um suspiro longo escapa por meus lábios enquanto observo o corpo de Aiden cair poucos metros de distância, eu não sabia dizer se ele estava morto, desmaiado ou apenas descansando de cara pro chão, mas sabia que precisaria de muito mais do que isso para conseguir convence-lo de que lutar não era algo inútil.  

Ps: Ignore as janelas :3

354 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Qui Abr 21, 2016 6:32 pm




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Alecto estava diferente, mais centrada e demonstrando uma seriedade nunca vista, sua nova postura parecia muito mais perigosa do que a anterior. Ela pediu para que eu dissesse minhas últimas palavras. Eu mantinha minha expressão sarcástica, estava seguindo os conselhos de Crowley, ele sempre me ensinara a mostrar meu melhor sorriso quando em minha mente passavam-se coisas que não poderiam ser expostas.

- Minha convicção nunca sairá abalada. - ousei dizer, queria deixar claro que nada em mim mudaria. Aprendi a sobreviver daquela maneira e assim continuaria.

Os golpes da zodíaco vieram em uma velocidade que nem se eu quisesse defender conseguiria. Senti sua joelhada contra meu estômago e nariz. Pensei no que diria à todos na faculdade quando voltasse mais machucado do que saíra, isso se eu voltasse... Havia aceitado um desafio pessoal, iria mostrar para aquela mulher que conseguiria resistir até o fim sem precisar tentar nenhum soco.

Eu tive certeza que meu nariz havia quebrado, o sangue jorrava pelo meu rosto enquanto a casa XII não cessava seus golpes. O mais baixo foi acertar minha costela ainda em recuperação. Até o momento eu tratava apenas de limpar o sangue que por vezes me atrapalhava, além de controlar uma expressão ou urro de dor quando um de seus ataques acertava de forma mais agressiva.

Com passos desgovernados, cambaleei para frente quando ela empurrou meu corpo. Foi nesse exato instante que vi de relance um chute subir na direção de meu pescoco. E não, eu não aceitaria ser acertado em uma área tão frágil. Dobrei meu braço direito a uma altura que pudesse me defender, usei sua parte externa e cotovelo para um bloqueio. Houve o choque do osso de meu cotovelo contra a canela de Alecto. Era certeza que ela também sentira o impacto, pois acabei usando uma parte 'morta' de meu corpo contra ela. Mas Alecto devia ter desenvolvido um corpo mais calejado pela batalha, logo o choque não deveria ter sido muito danoso.

Evitei ser acertado em cheio no pescoço, mas a força e velocidade da loira era algo a ser considerado, além de respeitado. Apesar do bloqueio, o impacto de seu chute me levou direto ao chão. Cai de frente, chocando minha testa contra o concreto misturado a areia. Os sentidos ficaram desnorteados por alguns instantes, o meu nariz foi afetado mais uma vez, eu até mesmo engoli um pouco de areia, mas me pus de pé. Forcei meus braços a me reeguerem, e enquanto estivesse o mínimo de força faria isso.

Cambaleante, mas de pé, firmei minhas pernas para me manter em equilíbrio. Cuspi um pouco de sangue e recoloquei o nariz no lugar. Nem queria ver o estado que estava, mas permaneci com minha postura. Coloquei minhas mãos para trás, repuchei um sorriso torto de canto, a dor se manifestava com mais intensidade. Mas ainda debochando eu disse:

- Vamos ver até quando os dois aguentam. - usei minha mão para limpar o sangue que não parava de cair de meu nariz e voltei a colocá-la para trás.

Spoiler:
Palavras: num contei.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Sab Abr 23, 2016 3:13 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Ver Aiden reagir pela primeira vez desde o momento que eu havia começado meu ataque havia me animado, talvez ele não fosse um caso perdido como eu pensava ser depois de escutar suas palavras.
Senti o impacto em meu joelho, mas sabia que o choque causado em seu cotovelo seria terrível, embora daqui dois dias eu fosse sentir o local dolorido.
Observei Aiden ser jogado para longe com o impacto do meu golpe e cair de cara no chão, aquilo provavelmente doeu mais do que ele tentava aparentar, uma coisa eu não podia negar, ele sabia ser teimoso.
- Me diga, Doutor. Como você explica a teimosia de alguém em ser fraco e vulnerável mesmo quando ele tem chances de aprender a revidar ? - pergunto curiosa, esperando uma grosseria da parte do homem, mas ao mesmo tempo tentando fazê-lo entender que aprender a se defender não era uma humilhação a sua capacidade mental.
- Eu posso fazer isso a semana toda, você eu já não sei se consegue aguentar. - Deixo um sorriso no canto dos lábios aparecer em meu rosto, embora eu estivesse sorrindo a teimosia daquele homem me tirava do sério.
Novamente me aproximei com rapidez de Aiden, tentei um chute rodado na expectativa que ele se defendesse, para então poder usar a outra perna e lhe passar uma rasteira.
Eu não queria machuca-lo, se eu fizesse isso seria muito mais trabalhoso fazer com que aprendesse a lutar, pelo menos enquanto estivesse machucado, então por enquanto me contentava em faze-lo cair várias e várias vezes.

Ps: Ignore as janelas :3

258 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Seg Abr 25, 2016 12:34 am




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Apesar de ter caído pelo golpe de Alecto, consegui ouvir com perfeição suas palavras que insistiam em me dizer o quanto eu era fraco e vulnerável para ela. A cada segundo ela se parecia mais com Hommer e Dustin, o que me fazia odiá-la naquele momento. Precisei de meu máximo autocontrole para não perder a minha postura. Movimentava para cima e para baixo o braço que contera seu chute anterior. Eu não sentia nenhum desconforto, com o cotovelo dobrado qualquer golpe mais forte teria um dano fraco, ainda mais vindo de algum outro corpo. No entanto, o contrário aconteceria se eu não tivesse com ele flexionado, ai sim eu poderia te-lo deslocado facilmente.

A casa doze respondera meu último questionamento, emendando um novo comentário que me subjugava, se não fizesse isso perderia seu maior divertimento. Eu já estava cansado de seus julgamentos, mas não queria perder a cabeça, precisava manter o sangue frio e a melhor maneira de fazer isso foi falando.

- Um revide não precisa vir no mesmo momento, pode demorar para chegar assim como essa resposta, ou...

Ela nem me deixou terminar de falar, voltou a investir contra mim. Eu estava mais atento, sabia que ela poderia tentar um ataque a qualquer momento e, apesar de falar, estava concentrado nisso. Alecto usou um chute rodado, algo que poderia me acertar em cheio se eu não estivesse preparado. Levei meu corpo para o lado, vendo seu pé chegar bem próximo ao meu rosto. Para não haver perigo, também usei a parte externa de meus dois antebraços para conter seu golpe. Tentei emendar a defesa em algo que poderia ser considerado um contra-ataque. Explorando minha agilidade, tentei usar as mãos em um movimento que deslocaria o tornozelo daquela mulher, mas minha falta de técnica fez com que meu movimento fracassasse, tornando  meu golpe lento demais, minhas mãos escorregaram sem provocar dano algum. Evitei o impacto do chute de Alecto, mesmo sentindo todo o impacto ser absorvido pelos meus antebraços, mas não evitei sua rasteira, que me levou novamente ao chão, dessa vez de lado.

Só não dei risada da situação porque percebi uma coisa. Scorpion não parecia tão agressiva quanto costumava ser. Óbvio que eu sabia que no fundo se divertia por fazer de mim seu saco de pancadas, estava longe de ser seu favorito naquele grupo, mas ela parecia conter sua força, tanto que eu nem sentia mais o incômodo em meus antebraços. A loira parecia mais empenhada em ensinar do que outra coisa. E eu não esperava por isso, mas essa minha suspeita não me deixou menos teimoso.

A zodíaco estava de frente para mim. Eu, ainda de lado, apoiei um dos cotovelos contra o chão para conseguir repousar minha cabeça contra minha mão. Forcei um sorriso para dissimular a importância que dava à minha dúvida e perguntei:

- Diga-me, caçadora. Por que se dedicar tanto a um membro fraco e vulnerável quando você pode simplesmente chutá-lo de seu clubinho, ou ainda encontrar alguém muito mais forte para derrotá-lo com facilidade? Sua vontade intensa de domesticá-lo te impede?

Olhei mais uma vez para as partes nuas do corpo da caçadora. Cogitei a possibilidade de usar uma de minhas habilidades para mostrar para ela que não precisaria espancar ninguém para levá-lo ao chão, mas desisti. Alecto não havia usado seus poderes sombrios contra mim, eu achei melhor fazer o mesmo. Minha tarefa ali era resistir e derrubá-la sem socos ou chutes, e então passei a pensar em como fazer isso apenas com defesas e contra-ataques que visavam derrotá-la usando sua própria força e ataque.

Mais uma vez levantei, dessa vez limpando minhas roupas, mas logo estava colocando minhas mãos para trás novamente. Olhei para ela e disse:

- Vamos lá, continue... Uma hora você cansa, ou eu desmaio. - Ergui uma sobrancelha, sorrindo em seguida. Gostaria sim de ter a oportunidade de estrangular a mulher, mas a minha intenção de me mostrar resistente ao seu jogo era mais forte.

Spoiler:
Palavras: o suficiente pra não ser trollada pelo universo.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Seg Maio 02, 2016 4:11 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Pouco a pouco Aiden deixava de ser um saco de pancada e tentava se defender. Embora ele não entendesse minhas motivações, ali estava ele, agindo como eu sabia que faria, sendo teimoso como era comum e mesmo assim, treinando suas semi-técnicas para que possa utiliza-las contra mim. 
Até o momento eu não havia usado metade da minha força e velocidade, não serviria de nada manter Aiden inconsciente quando o que eu quero realmente é ensina-lo a "me vencer". 

Se o rapaz conseguisse me alcançar em questão de técnica, mesmo que da sua forma de apenas contra ataques eu já estaria feliz com isso, tendo a certeza que se dependesse de uma luta corpo a corpo ele não morreria facilmente. 
Olhei para o rapaz que havia caído no chão mais uma vez e mantive minha face séria, apenas o observando enquanto suas palavras eram cuspidas em minha direção. 

Me afastei um pouco de Áries e me sentei sobre um barril velho próximo a porta, as palavras daquele homem haviam sido tão idiotas que não me davam vontade de responder, mas ele não parecia conseguir passar por cima de seu orgulho besta ou seus problemas pessoais comigo. 
- Você acha mesmo que se fosse adestrável ainda estaria vivo ? - dei uma pequena risada realmente achando engraçado a visão que ele tinha de mim. - Se esse fosse o caso eu já teria te esquartejado. - 
Uma das lampadas piscou no fundo do galpão me dando uma ideia, mas ela não seria bem aproveitada agora, pelo menos não por enquanto. 
- Não cabe a mim tentar te tirar do grupo, tampouco te expulsar. Você foi escolhido por Crowley e sei muito bem que ele não tomaria nenhuma atitude imprudente, por mais que tivesse suas duvidas sobre seu desenvolvimento. Sua teimosia e problemas pessoais comigo estão atrapalhando seu crescimento dentro do grupo, mas não sou eu que tenho que superar isso. - Saltei de cima do barril e fui para o centro do local. 
- Por mais que você faça as coisas pelos cantos e nunca na linha de frente, um dia, você irá precisar saber como encarar um inimigo usando apenas o seu corpo. Seus poderes se baseiam em machucar ainda mais quem já está machucado, e isso pode ser um aliado ou um grande problema para você. Eu não estou aqui para te mostrar que sou melhor lutadora, e muito menos tentando te transformar em um lutador de rua, estou apenas te dando as ferramentas necessárias para sobreviver em qualquer situação. - 
Andei alguns passos em sua frente totalmente irritada com aquele sorriso que aparecia em seus lábios logo depois de comentar sobre eu continuar ataca-lo. Revirei os olhos e dei as costas para ele. 
- Se quiser permanecer assim, é uma escolha tua. Seria uma pena ver o trabalho de Crowley desperdiçado apenas por orgulho. Pode ir embora se quiser. - Um grande vetor em forma de cobra saiu da minha mão e foi na direção do cadeado, quebrando-o. 

Ps: Ignore as janelas :3

499 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Ter Maio 03, 2016 11:27 am




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

Não sabia quais remédios Alecto estava tomando ou ainda o que pretendia com toda aquela ceninha patética, o que sabia era que toda sua nova postura era um saco e não me passava nenhuma confiança. Ela parecia estar forçando um teatro, mas ainda assim  suas palavras se mantinham ofensivas em algum momento. E outra coisa, se ela quisesse mostrar um verdadeira mudança, não iria fazer com que meus pensamentos em relação a ela se transformassem de uma hora para outra. O que eu achava que acontecia ali era um jogo de manipulação e eu não aceitava muito bem fazer o que os outros tentavam me forçar a fazer. No entanto, uma coisa ali era certa, eu não era 'domesticável' e por isso havia sobrevivido, ou melhor, não havia me tornado um policial corrupto, de vida miserável, com uma família patética, casinha com cerca branca no subúrbio, dois filhos e um cachorro. Era isso o que toda minha família esperava de mim, e essa era uma das últimas coisas que desejava ser.

A maioria das palavras da zodíaco me fizeram bocejar e revirar os olhos, mas pelo menos ela reconhecia que não tinha nenhum poder para me tirar do grupo, ou pelo menos fingia reconhecer. Eu permaneci calado, apenas a ouvir, mas quando ela falou sobre Crowley ter dúvidas sobre meu desenvolvimento e ainda quis colocar sobre mim toda a culpa pelos problemas que  havia entre nós, precisei reagir. Em meio a um sorriso debochado, decidi perguntar:

-Quer dizer que o velho Crowley te via como uma confidente ao ponto de falar para você que tinha dúvidas sobre mim?! Jonathan era uma das pessoas mais fechadas que eu conhecia, não iria expor nenhuma de suas inseguranças pra ninguém. Não tente  jogar com a confiança que eu sabia que ele tinha em mim, você vai perder feio.

Alecto só sabia da vida do mestre como zodíaco e profissional, não reconhecia sua ligação com a Nona Nuvem e, certamente, se o velho médico não depositasse em mim uma grande confiança, não teria me recrutado  para sua  organização.

Eu ainda transbordava sarcasmo e deboche, mesmo falando tudo o que pensava.

- Não queira colocar sobre os outros toda a culpa de pensarem que você é uma grande falha. Posso fazer uma lista imensa lista de todos os erros que cometeu desde minha entrada no Zodíacos, mas por enquanto apenas cito sua imprudência ao matar praticamente todos os membros da Irmandade, relembro que por sua culpa tivemos que nos esconder em Londres como se fossemos ratos, e como se não bastasse, Libra ainda deixou o grupo por sua causa. Você realmente acha que eu não teria problemas com você? Por sua ideia de sequestrar o senador quase morri naquele atentado, por seu problema com aquela rainha louca quase morri em Londres. Minhas desconfianças com relação aos seus métodos duvidosos não são frutos de uma teimosia infantil, ou sei lá o que você pensa. Sempre que te ouço acabo pagando por isso. Não confio em você, e isso não vai mudar da noite pro dia. Você pode me prender, me bater, me ofender quantas vezes quiser, só vai piorar as coisas.

Todas aquelas palavras começaram com sarcasmo, mas terminaram com uma verdade esmagadora. Consegui falar a maioria dos pensamentos que tinha sobre Alecto, e provavelmente ela voltaria a colocar a culpa sobre mim, sobre eu ser fraco, vulnerável, incapaz de lidar com a situação e blá blá blá, ou seja, sempre estaríamos andando em círculos. Mas era certo que para me fazer confiar nela e respeitá-la ela teria que apagar todos esses pensamentos, mostrando que não era somente uma líder inconsequente e despreparada.  Alecto era boa em destruir e ameaçar, isso era fato, mas ainda não tinha me mostrado seu talento para organizar. Se mostrasse eu poderia muito bem começar a vê-la com outros olhos, até mesmo ignorar o fato de ser mulher em uma posição elevada, o que acabou se tornando o menor dos problemas que tinha com relação a ela.

Aproximei-me da loira após ela saltar para o centro daquele galpão, já não estava sorridente ou debochado, estava sério, irritado, éramos dois cabeça-dura tentando jogar a culpa pra cima do outro. A minha vontade era sair daquele lugar, deixar a 'nova Alecto' falando sozinha, mas queria saber até onde ela iria com seu teatro.

- Tudo bem, vamos fingir que eu acredito que da noite pro dia você resolveu se importar comigo, que resolveu me ajudar a me tornar apto a sobreviver em qualquer situação, que você se preocupa com os outros e não só com você mesma... Vou te dar a chance de mostrar isso, só não desperdice, estou fazendo muito.

Depois disso eu vi o cadeado ser quebrado, teria a chance de partir quando quisesse e isso aconteceria quando me cansasse da casa doze, ou quando ela mostrasse que era tudo o que eu pensava. No entanto, eu estava disposto a dar um voto de confiança a ela. Talvez fosse pela ressaca, talvez tivesse acontecendo um milagre, mas senti que precisava fazer isso. De uma forma ou de outra aquela filha da mãe era o membro mais próximo que tinha após o sumiço do mascarado e gostando ou não, ela representava a décima segunda casa, ou seja, tinha liberdade pra fazer muita merda. Eu queria saber se realmente havia mudado.

- Vamos Scorpion, mostre-me que você não é só uma mulherzinha que gosta de brincar que está no comando.

Após minhas palavras me certifiquei de estar a uma distância segura e aceitável para poder me defender e contra-atacar com facilidade. Movimentei e flexionei as pernas de uma forma que me oferecessem maior equilíbrio e montei uma guarda fajuta com as mãos. Eu nunca fui um exímio lutador, mas tinha aprendido algumas coisas graças às confusões que sempre arrumava quando bebia além da conta. Não iria socá-la a qualquer momento, minha intenção era me manter firme com meu método de combate corporal. Então, que aquilo terminasse logo...
Spoiler:
Palavras: o suficiente pra não ser trollada pelo universo.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Ter Maio 10, 2016 7:18 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

Eu poderia dizer que as palavras pesadas e debochadas de Aiden haviam me machucado, mas isso seria mentira. Escutar o que aquele homem pensava de mim não me machucava, não inflava minha ira tampouco me causava o desejo de demonstrar que ele estava errado. 
Aiden tinha sua opinião, como todos ele tinha liberdade disso e não seria eu que tentaria mudar aquilo simplesmente por não concordar com seu pensamento. 

Sorri com o canto dos lábios assim que suas palavras cessaram, encarava Aiden nos olhos e escutava mentalmente o eco de suas palavras, se repetindo, repetindo, várias e várias vezes, como se tentasse assimilar tudo aquilo da forma mais rápida possível. 
- Você realmente não entendeu. Ninguém se importa com você. Meu interesse em te deixar preparado não é por me importar com você e Crowley falar que você não estava totalmente pronto também não foi em um momento onde discutíamos se você era apto ou não. 
Estas longe de entender o verdadeiro significado de ser um Zodíaco, Aiden. De entender porque seu professor me alertou e porque me preocupo em treina-lo. - Passei as mãos pelos cabelos, e olhei em direção a porta, dando um longo suspiro, assim que meus olhos voltaram para o homem novamente, vejo Aiden se preparar para mais uma investida minha, mas ela não iria acontecer.
- Realmente sou culpada de tudo isso que você falou e em momento nenhum tentei negar isso, mas você desconhece o plano dos zodíacos, não sabe quais portas foram abertas por causa dessas minhas atitudes incoerentes e loucas, como você fala, você apenas consegue julgar meus atos baseando-se no que você tem. NADA. - Dei as costas para o homem e passei a andar em direção a porta. 
- Se algum dia estiver disposto a descobrir o que realmente fazemos, procure a casa VIII. Ele saberá te explicar. - Acenei com a mão esquerda sem me virar para ele, e continuei andando, Áries não estava pronto para ser um Zodíaco, não sabia porque fazíamos aquilo e provavelmente quando descobrisse nosso objetivo não o atrairia, mas até lá, eu não iria tentar fazer com que entendesse.

Ps: Ignore as janelas :3

355 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Ter Maio 10, 2016 11:08 pm




welcome to the freakshow.
This is where the freaks go, This is the place that they can never take away.

E ela não investiu contra mim. Como se não bastasse, Alecto não demonstrou nenhum interesse em mudar a opinião que tinha sobre ela, foi naquele momento que desisti da zodíaco. Não digo somente que desisti de tentar compreendê-la, que desisti de dar a ela oportunidades para mostrar que eu estava errado, digo que desisti dela. Não me importaria mais se algum dia fosse reencontrá-la ou não, nunca mais estaria disposto a ouvi-la, sequer me importaria com sua presença. A casa doze desperdiçou meu voto de confiança, agiu com sua arrogância de sempre e eu conclui que era perda de tempo insistir em mantermos aquela relação desnecessária que desde o inicio estava fadada ao fracasso. Não havia mais motivos para me incomodar com as loucuras da casa doze.

- Preciso agradecer por todas as dúvidas que você sanou com essas palavras, elas me ajudaram bastante a decidir como devo reagir com relação a você. - suspirei de forma pesada e ruidosa. Nesse instante a loira caminhava em direção à porta.

- Vou pegar o 'nada' que tenho e transformá-lo em minhas atitudes a partir de agora. - e essas foram as últimas palavras que dirigi a Alecto. Eu não demonstrava nenhum resquício de ironia e muito menos decepção, estava apático e inexpressivo, era como se falasse com um desconhecido que não me despertava nenhum interesse. Nem mesmo olhava para ela, preferi limpar a poeira em meu rosto.

Pouco me interessava se a zodiaco se importava comigo, deduzi que todas suas palavras anteriores faziam mesmo parte de uma cena. E não, não me senti nem um pouco decepcionado com isso, apenas confirmei que estava certo, como sempre. A loira nem teve a capacidade de prosseguir com seu teatro.

Comecei a caminhar rumo à saída. Suas palavras se dissiparam de minha mente em uma velocidade absurda. Nem mesmo quis saber quais eram os objetivos do clubinho fechado da General Gorgon. Eu não tinha entrado para os Zodíacos para seguir planos alheios. Cometi um grande erro ao participar do planinho fracassado de Alecto para sequestrar o senador. Se algo positivo saiu disso tudo, certamente ela sequer planejara.

Cruzei o batente da porta. Ajeitei meu topete quando um vento seco rebateu contra meu rosto. Olhei para o que tinha ao meu redor, pensando em como voltar para minha rotina. Logo estava pensando no meu retorno, em como reagiria com algumas perguntas que certamente apareceriam. Eu experimentava novamente o meu mundo. Era confortável me sentir assim, parecia que havia me libertado de um grande peso nos ombros. Desistir de Alecto pareceu ser a melhor decisão que havia tomado nos últimos dias, algo que deveria ter feito há muito tempo.

Spoiler:
Palavras: o suficiente pra não ser trollada pelo universo.
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Alecto Gorgon em Sex Maio 27, 2016 12:01 pm


Not's safe to cross my path...
...someone can end by Stung

No momento que montei em minha moto notei que eu havia pensado em apenas parte do plano, o desfecho daquela situação havia sido totalmente diferente em minha mente. Depois de uma surra, Áries daria o braço a torcer e aprenderia comigo o necessário para sua sobrevivência, em seguida, iria lhe revelar os motivos por ter matado todos da irmandade e pedido que Fenton matasse o senador, ao invés de sequestra-lo como Illya queria. Mas agora isso era apenas besteira. Aiden era teimoso, já tinha uma opinião formada e eu não perderia meu precioso tempo tentando muda-la.
Afinal, eu não estava mendigando atenção, estava fazendo meu papel como líder e lhe dando uma chance, mas infelizmente certas pessoas não sabem aproveitar as oportunidades que tem.

Montei da moto e saí do local com velocidade, não me importava como Aiden iria se virar para sair daquele local, mas imaginar o homem andando naquela estrada por quilômetros sem uma alma viva me fez sorrir, talvez aquele percusso lhe ensinasse mais do que meu próprio treinamento. Não olhei para atrás no momento que saí, mas tinha certeza que Aiden já estava fora do galpão devido a posição de sua sombra, os machucados iriam atrasa-lo, e mesmo que não demorasse muito para chegar na vila, teria que esperar um ônibus comunitário para poder chegar até NY, uma cena que eu realmente gostaria de ver.

Ps: Ignore as janelas :3

229 words » made by secret from tpo
avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
190

Dólares :
3576

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Aiden Veal Gough em Sex Maio 27, 2016 10:37 pm

☠ THE FIGHT


welcome to the freakshow.
this is where the freaks go, this is the place that they can never take away.


Dei meus passos firmes rumo à uma estrada deserta. O som de uma moto tornava-se cada vez mais distante, a casa doze havia partido. Solitário, caminhei pelo solo de pedras e poeira, sequer sabia onde estava, mas ao mesmo tempo não estava desesperado ou arrependido. Tomei meu novo desafio como uma oportunidade para pensar sobre meu retorno. Já havia perdido o dia na faculdade, o importante era encontrar uma desculpa convincente e eu já tinha uma.

Caminhei por longos minutos. O suor escorria pelo rosto, eu havia tirado o casaco e nem uma alma passava por aquele lugar. Prossegui com determinação, ignorando o desconforto e a dor que as poucos se manifestava com maior intensidade. Mas eu já estava acostumado com aquilo tudo, não lamentava e nem me importava mais.

Após certo tempo de caminhada, por fim alguém passou por aquela estrada deserta. Era um casal em um carro popular, precisei para-los para pedir carona, e essa foi a parte mais difícil. Praticamente me coloquei na frente do carro. Vi os dois arregalarem seus olhos, estavam assustados, mas eu levantei minhas mãos mostrando uma ação pacífica e tentei fazê-los aceitar a ideia de que havia sido assaltado e agredido. Ganhei minha chance para explicar o que havia acontecido e com muita lábia consegui convencê-los.

Fui de carona até o centro de Nova York, não demorou muito tempo a viagem, eu estava pelos arredores. Fui deixado na frente de uma delegacia para prestar queixa e realmente prestei, denunciando o bar e os delinquentes que haviam me agredido na noite anterior. Eu não precisaria revelar para ninguém que havia sido sequestrado e obrigado a lutar. Assim era melhor, eu poderia apagar com mais facilidade o fato de minha mente.

avatar
Zodíaco
Localização :
Nova York

Mensagens :
107

Dólares :
3430

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] The Fight

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum